Camile e André se conheceram por acaso no aniversário de uma amiga em comum. O pedido de casamento foi feito três anos depois em uma ilha paradisíaca, Fernando de Noronha e o final a gente já deduz né? Um lindo casamento!

Conheça a história do casal e acompanhe tudo sobre o seu casamento, desde os preparativos até a festa.

 

Noivos: Camile Soriano Freire Torres e André Freitas Medeiros

Data: 11/02/2017

Local: Recife

 

◊ ANTES DO CASAMENTO

 

História do casal: Nos conhecemos na véspera da eleição de 2012 em um Pub chamado UKPUB. Na ocasião, era aniversario de uma colega minha do cursinho e fazia um ano que eu estava morando em Recife (apesar de ser recifense e minha família ser toda daqui morei dos 10 anos até os 25 em Teresina-PI onde meus pais tinham negócios, retornei à Recife com objetivo de me especializar como advogada).

Quando se diz destino eu acredito, pois era uma noite em que eu estava sem ânimo de sair de casa para me divertir, mas por consideração a minha colega fui prestigiá-la naquela noite e meu objetivo era somente parabenizá-la e ir embora para casa. Pois bem, cantamos parabéns e quando já estava me preparando para ir embora, a aniversariante me chamou de lado e disse que havia um rapaz que gostaria de me conhecer e eu prontamente fui enfática e disse que se alguém quisesse me conhecer que não mandasse recado e sim que viesse falar comigo (pensei imediatamente o quanto fui grossa com ela e o quanto infantil seria essa pessoa de mandar recado). Ela fez uma cara desconcertada e saiu de fininho. Poucos minutos depois enquanto falava com outras pessoas, chegou um casal e um rapaz na nossa roda de conversa e ele, o tal rapaz, o André, que foi apresentado para todos na hora. Ele ficou ao meu lado e puxou conversa, mas senti que ele era tímido… então nesse instante conversamos sobre o que fazíamos, nossas carreiras e nossos gostos musicais, e acabei ficando o resto da noite falando sobre bandas, rock n’ roll e hobbies. Um detalhe interessante era que ele havia me dito que fazia um mês que havia retornado de São Paulo onde trabalhou mas não se adaptou, o que me fez ficar ali ouvindo suas experiências e etc. Neste dia, não nos beijamos e nem trocamos telefone, conta de Facebook, email ou Instagram, ele apenas sabia meu nome e assim fui embora pra casa.

Passado aquela noite, viajei para Teresina para passar meu aniversário com meus pais e irmãos. Nesse tempo, a amiga da minha colega que era namorada do amigo dele me adicionou no Facebook e logo depois ele me achou e me adicionou. Conversamos algumas vezes e marcamos de nos ver mas eu sempre furava por esquecimento ou data incompatível. Em meados de novembro de 2012 marcamos de sair juntos e ficamos em um PUB chamado “gentleman loser pub” e não nos desgrudamos mais…ele me pediu em namoro no dia 01 de dezembro de 2012 no final da tarde.

 

O pedido de casamento: Já em meados de fevereiro de 2015 fizemos uma viagem para Fernando de Noronha e no terceiro dia da viagem quando estávamos conhecendo a praia do Sancho ele me pediu em casamento antes de entrarmos na água para mergulhar. Confesso que quando entrei na água depois do pedido perdi até meu óculos de snorkeling de tão estática que fiquei… Foi muito bonito, verdadeiro, e só existia nós dois naquela ocasião… parecia que ele estava esperando aquele momento!

O que mais me chamou atenção nele foi seu jeito reservado e carinhoso, além de nós gostarmos das mesmas programações, praia, velejo, viagens, nossas saídas, ficar na rua até amanhecer, aproveitar cada segundo juntos e ás vezes cometer nossas loucurinhas de forma especial, além de termos o mesmo gosto musical.

Ao longo desses quatro anos juntos crescemos muito, tanto como casal como profissionalmente, cada passo que demos, com erros e acertos nós vencemos cada um de forma conjunta, apoiando um ao outro e isso nos fez crescer cada dia mais.

 

◊ O CASAMENTO

 

Os preparativos: Marcamos a data do casamento logo após o noivado em março de 2015. Inicialmente marcamos para 22 de outubro de 2016, mas como houveram alguns atropelos financeiros preferimos remarcar para fevereiro de 2017.

Iniciamos os preparativos buscando a Igreja para celebração e assim que fomos visitar a oficina cerâmica Francisco Brennand foi paixão a primeira vista. O local é repleto de beleza natural, cravado na região preservada de mata atlântica da cidade do Recife-PE e fica no bairro da várzea, um pouco distante dos bairros tradicionais.

De inicio queríamos realizar tanto a cerimônia religiosa quanto a recepção no mesmo local, mas acabamos escolhendo fazer a cerimônia na Capela Imaculada Nossa Senhora da Conceição, que fica na Oficina Cerâmica Francisco Brennand e a recepção no Restaurante Castelus, localizado no Instituto Ricardo Brennand, que também fica no mesmo bairro. O bacana deles é que é um local fechado com ar-condicionado, possui toda estrutura de buffet e equipe especializada para eventos. Ambos os locais tem uma bela paisagem natural, porém são de proprietários diferentes.

Após ter escolhido o local da cerimônia religiosa e da recepção procurei um cerimonial, e meu critério de escolha foi encontrar uma equipe que pudesse me dar apoio e suporte desde o inicio, pois meu trabalho consome 70% do meu dia. O pessoal da Unique (Thiago Rocha) me deu o suporte necessário, dicas de fornecedores e me deixou super a vontade com as minhas decisões, além da equipe que cuidou da estrutura, desde a montagem do casamento até o final.

Após fechar o contrato com o cerimonial começamos a ver pessoal de fotografia e filmagem, e selecionamos cerca de 20 fornecedores. Muitos desses fornecedores tinham dois trabalhos ao mesmo tempo e não achamos adequado, pois a qualidade sempre difere, portanto resolvemos escolher de forma separada, a fotografia da filmagem. A fotografia traçamos nosso estilo e resolvemos contratar o estilo fotojornalismo que é mais a nossa “vibe” e contratamos Pri Câmara, que inclusive é um amor de pessoa, super acessível, tranquila e capta os sentimentos. Em seguida, escolhemos equipe de filmagem com a Xodó Filmes, que também segue esse linha low profile, com uma pegada cinematográfica que conta nossa historinha desde o inicio do namoro até o dia do casamento.

Os demais fornecedores que fechei foram:

O bolo com a Jéssica Pires (autêntico bolo de noiva pernambucano). Um dos pontos cruciais para a contratação foi o gosto suave, a sua delicadeza e os detalhes na execução da decoração, com flores, matames e afins, tudo feito de açúcar e com muita originalidade.

 

Bem casados da dona Wilde, uma senhora que tem tradição em fazer apenas bem casados (posso afirmar com toda certeza que são os melhores que já provei). Escolhi o sabor de chocolate belga, pois muita gente não curte o tradicional, mas até o tradicional dela é um manjar dos deuses.

 

Os doces ficaram por conta da Lucinha Cascão, que além de possuir matéria prima de qualidade sua arte nos doces é encantadora, é literalmente de encher os olhos e o sabor indescritível.

 



 

O vestido de noiva: O meu vestido de noiva posso afirmar com todas as letras que estava esperando por mim na loja. A primeira vez que fui escolher vestido fui na loja A Maison e provei um vestido da marca Rosa Clará que ficou perfeito, sem necessitar de ajustes complexos. Acontece que não comprei o vestido e, depois de seis meses fui na loja novamente na intenção de realmente comprar e por coincidência o mesmo vestido estava lá, não pensei duas vezes e o comprei.

Além do vestido, na ocasião, comprei o sapato Badgley Mischka e uma mantilha de renda francesa.

Acessórios: Os acessórios foram a coroa, pente para prender a mantilha e o terço (ambos com mesma arte em prata cravejada com pérolas e brilhantes da marca Casa Vasconcelos locadas na loja Mariee, aqui em Recife. Além disso usei o par de brincos de pérolas que a minha tia se casou, e um relicário atrelado ao terço com a foto do meu avô paterno e minha bisavó materna in memorian.

 

Making of: Iniciamos o making of na sexta feira, quando fui para o hotel Atlante Plaza juntamente com minha mãe, entramos as 19:00 no hotel. Nesta ocasião levamos malas e minha mãe fez questão de me deixar relaxada e incomunicável até a hora da cerimônia. Ela não queria que houvesse ninguém no quarto. Recebi flores, fiz hidroterapia, tomamos champanhe e jantamos cedo.

 



 

No dia do casamento acordei cedo, tomei banho, tomamos café da manhã no quarto e logo recebi minha maquiadora chamada Anne Cavalcanti com a sua ajudante. Elas foram super atenciosas, calmas e equipadas até com luz artificial para que não tivesse problemas na execução.

 

Cerimônia: Queríamos inicialmente uma cerimônia na praia, porém devido a logística de reunir familiares e amigos e a época escolhida (próximo ao carnaval) decidimos buscar um local peculiar que tivesse uma mistura despojada e clássica, e a Oficina Cerâmica de Francisco Brennand é um local com vasta natureza e também um museu a céu aberto que contém esculturas magnificas em todo seu entorno.

 

Padrinhos e madrinhas: Tivemos seis casais de cada lado, onde presenteamos os padrinhos com uma gravata na cor prata e as madrinhas com uma casquete preta.  Os padrinhos e madrinhas puderam escolher cores monocromáticas para seus trajes.

 

Damas e pajens: Duas demoiselles primas da noiva, ambas com dez anos de idade. Usaram vestidos Rosa Clará.

Local da festa: Escolhemos o Restaurante Castelus localizado no Instituto Ricardo Brennand, museu de coleções de armas e obras de arte do primo de Francisco Brennand, de beleza ímpar com uma arquitetura medieval e moderna.

 

Decoração: Foi um projeto concebido à seis mãos: mãe da noivanoiva e o decorador Anderson Barbosa. Tivemos a ideia de aproveitar o espaço com diferentes ambientes e tons de cores. Não faríamos nada diferente, pois o espaço e a estrutura atenderam bem a todos e a dinâmica da festa.

O mobiliário seguiu o estilo bohemian chic, todos em madeira mesclado com objetos em prataria. E as flores, rosas, mini rosa spray, alstroemeria, orquídeas, lírios e dedo de anjo, foram em tons vermelho e coral, junto com folhagens verdes.

 

Música da festa: A escolha do DJ foi indicação do sogro para música ambiente e intervalos. A escolha da banda principal foi do noivo, com músicas pop e rock internacional.

A segunda banda foi a do pai da noiva, onde ele tocou bateria, o tio da noiva tocou baixo junto com o renomado guitarrista Rodrigo Morcego e com o vocalista Leo Trevas, tocaram músicas do Rolling Stones e clássicos do Blues.

A terceira banda supostamente seria a dos primos da noiva e do noivo, igual ao chá bar, mas eles não conseguiram sobreviver até o fim da festa (risos).

 

Buffet: O buffet foi realizado pelo próprio grupo que administra o Restaurante Castellus entre outros restaurantes renomados de Recife chamado grupo Spettus.

Tivemos um menu composto de mesa americana, coquetel volante, e mini-empratados. Servimos um cardápio leve para harmonizar com vinhos, espumantes, whisky e drinks.

Registros: A fotógrafa Pri Câmara realizou as fotos desde making of do noivo e da noiva até o fim da festa. A filmagem foi feita com a Xodó filmes, que realizou a captação de imagens tanto da cerimônia e da festa, como também imagens aéreas com drone, dado que a área externa do evento era enorme.

 

Convidados: Inicialmente a festa estava prevista para 130 convidados. Fizemos RSVP no nosso site e acompanhamos os números nas últimas duas semanas antes do casamento, período onde a maioria confirmou. Notamos que na última semana a quantidade de confirmações superou a prevista, foram mais de 190 pessoas.

Dica: Realize uma lista prévia e envie dentro do convite senhas individuais para as pessoas convidadas, pois ao convidar “fulano & família” sem uma definição pode ocasionar um desconforto na estrutura de mesas e cadeiras na hora do evento.

Tentem falar ao máximo e tirar fotos com todos os parentes, mesmo que isso seja desconfortável para os noivos por não aproveitarem o início da festa.

 

◊ APÓS O CASAMENTO

 

Lua-de-mel: Decidimos montar primeiro o nosso apartamento, então deixamos para viajar no próximo ano. Vamos para Bora Bora (Pacifico sul).

 

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento: Se possível, inicie a mudança ao menos 1 mês antes do casamento. Detalhes como estrutura do apartamento (hidráulica, elétrica, papelada) demoram a ser ajustados e só são percebidos no uso diário.

Se o noivo puder fazer a sua mudança antes é melhor para acomodar as coisas e listar as necessidades do imóvel.

Faça a malinha das núpcias e deixe no hotel ANTES do dia do casamento.

 

Presentes: Foi ótimo, recebemos através de lista de presentes. O ideal é fazer lista em apenas uma ou duas lojas com produtos que atendam as suas necessidades. Agradecemos cada presente recebido através de e-mail.

 

 

Ficha técnica:

✓ Cerimonial e Assessoria – Unique Eventos

Celebrante – Padre Dom Marcelo

✓ Local da Cerimônia – Oficina Cerâmica Francisco Brennand

✓ Local da Festa – Restaurante Castelus (Instituto Ricardo Brennand)

✓ Vestido de Noiva – Rosa Clará

✓ Véu – A Maison

✓ Cabelo e Maquiagem – Anne Cavalcanti

✓ Acessórios – Casa Vasconcelos (Loja Marieé)

Sapatos – Badgley Mischka

Buquê – Taciana Souto

Lapelas dos padrinhosAnderson Barbosa (orquídea com folhagem e semente)

Alianças – Jóias personalizadas (Aysla)

✓ Música Cerimônia (Coral, Orquestra) – Quarteto de cordas e Tenor Jefferson Bento

✓ Música Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria) – Banda Bob Nelson, Caro Watson

Foto – Pri Câmara

Filme – Xodó filmes

Buffet – Restaurante Castelus

DJ – Ioran Junior

Decorador – Anderson Barbosa

Iluminação – Douglas som/iluminação

Bolo – Jéssica Pires

Doces e ChocolatesMarly e Lucinha Cascão

Bemcasados – Wilde Bem-casados

Lembrancinhas – Sandálias, leques e lágrimas de alegria (personalizado por mim).

Convite e identidade visual – Velox Convite (Helena Rosso)

Roupa do noivo – Hugo Boss

Gerador – Vaz Geradores

Hotel da noite de núpcias – Hotel Tryp Pernambuco

Lista de presentes – Camicado, Tok Stok, Prima Casa e M.Marttan

Deixar um comentário