Bárbara e Rogério queriam uma decoração clássica com flores brancas para contrastar com a modernidade da arquitetura do Contemporâneo 8076, onde aconteceu a cerimônia e a festa. A Mariana Bassi foi a responsável pela decoração e arrasou nas escolhas de lustres de cristal, sousplat e talheres em prata para criar o ambiente sofisticado e clássico que a noiva idealizava. 

Para a cerimônia, a noiva quis homenagear a sua avó materna: entrou na igreja segurando apenas uma rosa branca, assim como a sua avó 65 anos antes. A imagem da avó veio então em uma medalha que Bárbara levou junto da flor para que sua vó estivesse presente neste dia tão especial. Uma linda e emocionante homenagem. 

Os avós de Rogério também tiveram uma missão importante no casamento do neto: foram os responsáveis por entregar a aliança que representaria a união dos noivos. Não é a coisa mais fofa e delicada do mundo? Ninguém melhor para simbolizar a longevidade de um relacionamento do que um casal que está junto há 60 anos

Para saber ainda mais sobre o casamento clássico de Bárbara e Rogério, confira a matéria: 

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelos noivos, em 1ª pessoa. Nossa proposta é uma troca livre e real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outros casais que ainda estão no caminho!

 

Noivos: Bárbara Saddi e Rogério Ferreira

Local: Contemporâneo 8076 – São Paulo – SP

Data: 16/02/2019

 

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-1-750x50

 

 

História do casal:

 

Nos conhecemos em julho de 2012. Fui para Miami durante minhas férias para fazer um curso de verão e o Rogério estava lá com 2 amigos. Nos conhecemos numa 4ª feira a noite, em uma balada. Mesmo tendo alguns conhecidos em comum, tive que ir para o outro lado do mundo para conhecer o amor da minha vida!

Ainda em Miami, continuamos a nos falar e saímos mais algumas vezes em turma. Fui embora de lá antes dele… e continuamos nos falando por mensagens. Quando ele chegou, uns 10 dias depois, marcamos de nos encontrar. A partir daí, foi tudo acontecendo naturalmente.. começamos a namorar e estamos firmes e fortes até hoje.

Em abril / 15, decidimos viver juntos. Montamos um apartamento e fomos!! Uma novidade dia após dia, novas descobertas, e cada vez mais a certeza que seria ele!! Hoje, tenho a certeza que os opostos se atraem. Ele é o auge da tranquilidade, super calmo e eu ligada no 220V, o stress em pessoa. Provavelmente isso que torna nosso relacionamento tão equilibrado.

 

 

O pedido de casamento:

 

Em dezembro/17, durante a ceia de natal, Rogério no meio da brincadeira do ‘amigo secreto’, me pediu em casamento. Ele fingiu que havia me sorteado e me entregou uma caixa. Fui abrindo, abrindo, e lá estava um lindo anel de noivado. Ele se ajoelhou e perguntou se eu gostaria de me casar com ele. Foi um susto (e foi lindo!), já que não esperava.. mesmo tendo a vontade de casar, achei que não seria muito o perfil dele esse pedido em público rsrs.. Erro meu!!

E finalmente, no dia 16/02/2019 selamos essa união, com os amigos e familiares que fazem parte da nossa história.

 

Créditos: todas as fotos desta matéria são do Edu Federice

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-2-750x50

 

 

Os preparativos:

 

Fui pedida em casamento na noite de Natal e logo depois da virada do ano, começamos a correria, ou seja, 1 ano e 1 mês antes do grande dia. O primeiro passo foi conversar com a minha tia e assessora, Clô Werner. Ela tem experiência de muitos anos com eventos e foi a organizadora da minha festa de 15 anos.. Alguns quase 20 anos atrás rs.  Não podia não ser ela! O primeiro passo foi a definição do número aproximado de convidados e budget. A partir daí, conseguiríamos definir o local da festa / cerimônia.

A assessoria foi essencial em todos os momentos dos preparativos. Eu e o Rogério trabalhamos o dia todo e não tínhamos muito tempo livre para visitar milhares de fornecedores. Então, baseado nas nossas necessidades, a Clô selecionava e indicava de 2 a 3 fornecedores que poderiam nos atender. Víamos os orçamentos, prazos de pagamento, condições, etc..  muitas vezes chegávamos a conhecer o trabalho in loco e posteriormente definíamos o melhor caminho a seguir, sempre com a ajuda da assessora.

Eu e Rogério somos os primeiros filhos então, foi inevitável a ‘intromissão’ dos nossos pais rsrs.. Para nós, que não temos muito tempo, até foi bom. Muitas vezes minha mãe ia até um fornecedor, ou minha sogra quebrava um galho.. Somente na definição da banda e dj que não pedimos e/ou ouvimos a opinião de ninguém.. Rs. Do mais, os familiares foram envolvidos em TUDO.. Todas as degustações, discussões, etc.

 

No dia do casamento, antes da cerimônia: 

 

Reservamos duas suítes no hotel Hilton Morumbi. Eu me arrumei com minha mãe e sogra e algumas madrinhas. Ele recebeu os irmãos, pai e alguns padrinhos também! Não nos falamos durante o dia, mas recebi um lindo buquê de rosas colombianas com uma cartão super romântico horas antes do casamento. Eu estava mega nervosa, principalmente quando via pela janela do quarto aquela chuva aumentando, rs.. Algumas madrinhas que estavam atrasadas me ligando.. Ai o desespero começou a bater forte. Mas nada que um abraço nos pais e amigas não façam melhorar. No fim as ‘atrasadas’ chegaram e deu tudo certo. O noivo sempre tranquilo!! Impressionante!!

 

 

O vestido de noiva:

 

Tudo começou logo depois que fui pedida em casamento. Fomos passar o ano novo nos EUA e por curiosidade fui experimentar um vestido de noiva, afinal nunca havia feito isso antes. Depois de provar duas peças já defini que meu estilo seria tipo evasê e tomara que caia. Sou superrr calorenta e me casaria no verão, então já tinha dado um passo muito grande. Chegando no Brasil fui em algumas lojas com o objetivo de comprar algo pronto, mas sempre esbarrava em algum ‘se não’, principalmente porque está na moda casar de manga longa aqui.. Então as opções tomara-que-caia eram pouquíssimas. Foi ai que decidi mandar fazer. Afinal, tinha tempo suficiente e o preço não era muitooo diferente (mesmo eu achando que seria!). Uma amiga minha que casou há uns 3 anos atrás havia feito seu vestido com o Lucas e era do mesmo estilo do que eu queria.. Ai fui conhecer o atelier e adorei. Foram 5 ou 6 provas até chegarmos no modelo pronto! Ficou lindo e a minha cara. Durante a festa, a cauda foi presa, mas mesmo assim ficou sujérrimo. Mandei para a lavanderia no dia seguinte para não correr o risco de manchar para sempre (#fica a dica).

 

 

Acessórios:

 

Buquê: Entrei somente com uma rosa branca na mão em homenagem à minha avó materna, que havia se casado há 65 anos atrás somente com uma rosa também. Coloquei uma medalha com a foto dela para que ela pudesse dividir esse momento comigo.

 

Sapato: Em um dos eventos de noiva que fui, tinha um stand da Jorge Bischoff, que possui uma linha somente para noivas. Sempre prezei o conforto, então optei por uma anabela off white. Para melhorar, estava com minha amiga neste dia, que se casou 4 meses antes. Usamos a mesma sandália. Economia né?! Rs.

Brincos: Neste mesmo evento, a Julio Okubo estava com uma linha para locação by Constance Zahn, com preços super legais. Optei uma peça de pérola com topázios e ouro branco. O mais legal é que 50% do valor da locação foi revertido para gastos na própria joalheria.

Grinalda: Tinha a certeza, desde o início, que me casaria com flores na cabeça e cabelo meio preso. Através do Instagram, conheci a Virginia Ore Hair. Escolhi orquídeas mas mesclei com alguns grampos com flores de tecido e brilho, para dar aquele toque mais ‘noite’.. E brilhante! Para a festa, prendi um rabo de cavalo e mantive somente os grampos.  

Acho bem importante conhecer os eventos próprios para noivos. Nestes conseguimos ótimos fornecedores com ótimos preços e condições de pagamento! Visitamos o Casar, o Cheers e o CZ Wedding Boutique. Achamos que valeu a pena!

 

Roupa do noivo:

 

Acho que essa foi a parte mais ‘fácil’… rsrs. Homens ne? Rs. Ele optou pelo Ricardo Almeida que apresentou várias opções de tecidos. Foram 3 provas realizadas mas sem muitas mudanças. Eu o acompanhei em todas as visitas.. Melhor prevenir? Rs

 

Cerimônia:

 

Assim que decidimos nos casar, mesmo nossas famílias sendo católicas, optamos por fazer a cerimônia e a festa no mesmo local. Quis facilitar ao máximo para os convidados e noivos. Visitamos váriosss espaços, mas quando entramos no Contemporâneo 8076 e vimos aquele jardim perfeito para a cerimônia, batemos o martelo. Mesmo sabendo que, pelo número de convidados, teria que haver uma remontagem da área da cerimônia, decidimos seguir.. E foi tão rápida que a maioria dos convidados nem percebeu!

 

Escolhemos o Reverendo André Firmino, da Catedral Anglicana para celebrar nossa união. Minha assessora (e tia!) já havia feito alguns casamentos com ele e sugeriu.. Fizemos uma reunião para conhecermos – o e foi ‘encanto à primeira vista’. A cerimônia foi simplesmente DEMAIS. Ele é super descolado, fala na nossa ‘língua’ e no tempo certo, foi emocionante e NADA cansativa. Indico o Reverendo André de olhos fechados!

 

 

Música da cerimônia:

 

Queria uma coisa diferente. Contratamos o Trio Gloss. Este é composto por 3 moças lindas e super talentosas. Uma que canta, outra que toca flauta e uma terceira que toca harpa. Foi uma cerimônia diferente, pois todas as músicas foram cantadas e a harpa fez toda a diferença. Escolhemos músicas modernas e clássicas. Entrei ao som de Your Song do Elton John e as alianças com Hallelujah. Para a saída escolhemos Bruno Mars. O noivo entrou com Phil Collins. Foi uma mistura que ficou a nossa cara. As meninas do trio deram um show.. Mesmo algumas músicas sendo a primeira vez que tocaram! Fizeram do jeitinho que sonhamos.

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Foram 6 casais de cada lado. Para os homens quis facilitar ao máximo. Pedimos que todos vestissem terno preto, camisa branca, sapato preto e que utilizassem a gravata que demos de presente. Ficaram todos lindos! Para as meninas, a única exigência foi que usassem vestido longo e não preto. Montei um grupo no Whatsapp e todas foram mandando fotos do que haviam escolhido. Cada uma acabou indo com um tom diferente do outro, em resumo, ficou tudo bem colorido, como queríamos. Como já fui madrinha de alguns casamentos que a noiva fez centenas de exigências, não quis ser uma noivachata’ e tudo fluiu melhor do que imaginei. O cortejo dos padrinhos foi ao som de You’ve got a Friend, do James Taylor, música perfeita para cantar a amizade.

 

Damas e pajens:

 

A entrada da aliança foi o ‘auge’ da cerimônia. Escolhemos os avós do Rogério, que toparam o desafio rapidamente. Foi super emocionante. Eles são casados há 60 anos. Ninguém melhor que eles para carregar esse objeto tão importante na vida do casal. O terno do avô foi feito junto com os dos pais pelo Camargo Alfaiataria. Como os padrinhos estavam de preto, o noivo de azul, optamos por deixar os pais e avô com o cinza mais escuro e gravata azul marinho. A avó optou por um longo fluído feito pelo Sandro Barros, na cor nude / rosê.

 

 

Local da festa:

 

Como disse anteriormente, estávamos em busca de um lugar que nos atendesse tanto para a cerimônia quanto para a festa. Após visitarmos alguns espaços, nos deparamos com o Contemporâneo 8076. Alem da ótima localização, o jardim foi fator determinante para nossa escolha. Nós não conhecíamos o local, mas já tínhamos ouvido falar muito bem e quando fomos visitar decidimos na mesma hora que lá seria O lugar.

 

Decoração:

 

Confesso que era uma das coisas que eu tinha mais medo. De no final das contas, ficar ‘sem graça’. Isso porque eu não quis cor nenhuma. Todas as flores foram brancas. Queria uma festa clássica, que, misturada com o lugar contemporâneo, ficasse MARA. E foi isso que aconteceu. A Mariana Bassi me entendeu perfeitamente e deixou o Contemporâneo ainda mais bonito. A prata dos souplasts e dos vasos, com o cristal dos lustres e a vasta variedade e quantidade de flores, deixaram o ambiente clean e chiquérrimo.

 

A ilha de crudos do buffet L’Épicerie é de outro mundo, então a Mariana sugeriu que ousássemos no aéreo sob a mesa. Ficou um arraso! Um ponto a se destacar foram os lounges próximos à pista. Foram muito utilizados pelos convidados descansarem e conversarem. Valeu a pena.

 

 

Bolos e doces:

 

Até que foi tranquilo.. Sempre soube que escolheria um único fornecedor de doces. Não gosto muito da ideia de ter vários.. As doceiras hoje atendem de A a Z. Todas tem doces de chocolate, frutas, nozes, etc. Para que complicar ne? Fizemos degustação de 3 empresas diferentes, todas com doces muito bons. Porem, após provarmos a variedade da Pati Piva, não teve jeito, optamos por ela! Foram 10 tipos de doces, e o protagonista da mesa foi sim o chocolate. Não tem como! Sou uma chocólatra assumida.  Consideramos 8 unidades por convidado e acabou sobrando um pouco sim, mas aquela margem de segurança, sabe? Nada que a gente não resolva no pós festa! A família toda foi comer docinhos na nossa casa! Até congelamos um pouco e temos até hoje para quando bater aquela vontadinha..

 

Quanto o bolo, escolhemos a Lulu, da empresa Lulu com açúcar. Ela é super talentosa e já havia feito o bolo para o casamento do meu irmão. Além de lindo era uma delícia. O recheio era de brigadeiro com nozes!

 

Buffet:

 

Gente, o que é o L’Épicerie? O que é aquela comida? E aquele serviço? Até agora estou sem palavras. As fotos já descrevem tudo. A Ilha de Crudos ficou a noite toda e não teve um convidado que não rasgou elogios. Alem da ilha fria, composta de queijos, pães, ceviche, camarão, carpaccio de polvo, vieira, muitas ovas, etc, servimos nas ilhas quentes uma massa, cordeiro, robalo, etc. O banquete das sobremesas era composto de uma variedade de 10 itens, como petit gateau de nutella, sufle de goiabada com catupiry, merengue desmembrado com frutas vermelhas, banoffee, entre outras maravilhas. Destaque para as esferas de sorvetes, marca registrada do buffet.

 

Para as bebidas, contratamos o Help Bar, que deu conta magnificamente da alta demanda rs. Fizemos alem dos drinks clássicos como Gin Tonica, Aperol, Caipirinhas, Moscow Mule, o Drink da noiva (Belline) e do noivo (Vodka Ciroc Red Berry com Crambery e Suco de Laranja) + o Drink do Xavier, nosso cãozinho de estimação (Vide Foto). Ficou show! Alem disso, shots de Ciroc Coconut com balas de coco by Daniela Andrade foram distribuídos na pista. Não sobrou nada.

 

Alem do bar, os garçons passavam com Whisky e Champanhe a noite toda.

A única coisa que me arrependo (o noivo idem) foi de não ter comido mais. A verdade é que o nervosismo é tanto que a fome desaparece. Não consegui comer uma sobremesa. A sorte foi que provamos tudo na degustação!!

 

Música da festa:

 

Desde o início decidimos que não iríamos economizar nisso. Queria banda, dj, e tudo o que coubesse nas 8 horas de festa! Para o jantar optamos por um sax junto com o dj, com um som mais ‘lounge’. A ideia era ir esquentando lentamente a pista. Lá pela meia noite entrou a banda Inimigos da HP. Não poderíamos ter feito escolha melhor. Eles fizeram parte da nossa juventude. Os convidados piraram! Tocaram todas as músicas deles e várias outras, de diversos gêneros. Das crianças até os idosos, não tinha um parado! Foi um estouro! Para completar, junto com os Djs Fernando Figueiredo e Jean Molina, O Wellington Sancho animou a todos com uma precursão. Depois, até as 6hs da manhã a pista foi comandada pelos djs, que finalizaram com muito funk.

 

 

Registros:

 

Conhecemos o Edu Federice e a Drops Video no evento de casamentos do Hotel Unique. A minha assessora já conhecia o trabalho deles e super recomendou. Valeu a pena. Equipes nota 10!! Acompanharam o making of dos noivos no hotel e ficaram até o último segundo fazendo os registros maravilhosos da festa.

 

Estou ansiosa para receber o material final. O que vi até agora ficou top. Confesso que as fotos protocolares não são muito nosso perfil.. A verdade é que queríamos correr para a festa.. Pedi que fossem cliques muito rápidos e foi isso que aconteceu!! Mas cada noiva tem seu perfil.

 

 

Convidados:

 

Desde o início trabalhamos com o número de 280 convidados. Foram chamados 340 e, no final das contas, estiveram presentes 270 pessoas. A chuva no dia estava surreal, certeza que essa foi a culpada pela quebra final, já que 290 pessoas haviam confirmado presença após RSVP ativo.

Acho essencial o RSVP ativo. Muitas pessoas nem entram no site, imagina confirmar presença!! Mas não esqueça, sempre tem quebra!! Se seu casamento for em época de chuvas, muito frio, distante, esta deve ser ainda maior. Mas o importante é: quem foi é quem realmente era para ir, dividir com os noivos essa data tão inesquecível.

 

Confesso que depois que passa a festa, você fica lembrando: ‘Aquela pessoa confirmou e não apareceu’… dá até um pouco de raiva rsrs..

 

Ferramentas:

 

Li muitos blogs e vi muitos perfis no Instagram. Algumas horas ficava até confusa com a quantidade de informações, mas vale muito a pena viajar no mundo dos casamentos.

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-3-750x50

 

 

Lua-de-mel:

 

Fomos para Seychelles e depois para África do Sul. Amamos os dois destinos, mas recomendo milhões de vezes a África, principalmente os dias no safari. É mágico! Ficamos 2 dias no Krueger e 5 em Cape Town. Eu estenderia uma diária em cada um dos lugares. Fomos embora com o sentimento de quero mais.

 

Confira aqui: Lua de Mel na África do Sul

 

Presentes:

 

Como já tínhamos nossa casa, optamos por cotas via site. Foi tudo super fácil, ganhamos presente de aproximadamente 60% dos convidados, o que ajudou (e muito!) na nossa lua de mel. Alguns mandaram presentes físicos em casa, como quadros, enfeites, etc. Senti que, principalmente, as pessoas de mais idade, não estão familiarizadas com as cotas.

Como o site cobra taxas de administração, os amigos e familiares mais próximos fizeram depósito direto em nossa conta ou entregaram em mãos. É uma dica boa para ‘fugir’ dos mais de 4% de taxa.

 

Ficha técnica:

 

Cerimonial e Assessoria: Clô Werner

♦ Local da Cerimônia: Contemporâneo 8076

♦ Celebrante: Reverendo André Firmino

♦ Música de Cerimônia: Trio Gloss

♦ Decoração da cerimônia: Mariana Bassi

♦ Local da Festa: Contemporâneo 8076

♦ Buffet: Lepicerie

♦ Decoração: Mariana Bassi

♦ Florista: Mariana Bassi

♦ Iluminação: Perfil Light Design (Claudia Rodrigues)

♦ Mobiliário: 100% Eventos

Bar: Help Bar

Música da Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria):

  • Banda: Inimigos da HP
  • Dj: Fernando Figueiredo e Jean Molina
  • Sax: Marcelo Freitas
  • Percursão: Wellington Sancho

Fotografia: Edu Federice

Filme: Drops Video

Bolo: Lulu com Açúcar

Doces: Pati Piva

Bem-casados: Conceição Bem Casados

Convite: Dom Bosco Design

 Vestido de Noiva: Lucas Anderi

 Véu: Lucas Anderi

Grinalda: Virginia Ore Hair

 Cabelo e Maquiagem: Ronaldo Pereira (make) / Sula (hair)

 Acessórios: Julio Okubo (Brincos)

Sapatos: Jorge Bischoff

Buquê: Mariana Bassi

Roupa do noivo: Ricardo Almeida

Lapelas dos padrinhos: Mariana Bassi

Roupa das Damas e Pajens: Ela: Sandro Barros Ele: Camargo Alfaiataria

Carro da noiva: Próprio

Alianças: Tiffany e Co

Hotel da noite de núpcias: Hilton Morumbi

Lua de mel: Seychelles e África do Sul

Lista de presentes: Site casar.com

 

 

Caseme_banner_728x100px

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

Leia mais:

Roteiro do dia do casamento

Cerimônias de casamento com Atelier do Sim

Escolha do repertório musical

 

Deixar um comentário