Não existe lugar para conhecer o seu futuro amor. Gabriela e Cesar se conheceram em um lugar inusitado para os dois, a academia. Após algumas aulas de luta juntos, surgiu um convite para ir ao cinema e desde então não se desgrudaram mais!

O casamento na Casa Julieta de Serpa foi exatamente como a Gabriela queria, com velas suspensas e bouganvilles cor de palha, tudo projetado por Roberto Cohen.

Veja como foi:

 

Noivos: Gabriela Riente Lima Mendes e Cesar Augusto Cedrola Junior

Data: 15/07/2017

Local: Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo e Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa – RJ

 

◊ ANTES DO CASAMENTO

História do casal: Nos conhecemos na academia, um lugar inesperado para os dois. Eu (Gabi) ia de má vontade contando as horas para sair e ele ia em outro horário depois do trabalho. Como eu tinha duas amigas, uma delas madrinha do casamento, que iam no horário dele, me convenceram a passar a ir mais tarde e aceitei só para ter companhia.

Um dia fui convencida a fazer uma aula de luta, fui achando que iria me divertir e fazer somente a primeira aula. Acabei fazendo mais algumas e um dia, minha amiga que era minha dupla faltou e o amigo do Cesar que era dupla dele também. Fizemos a aula juntos, bem desajeitados, e dai em diante passamos a conversar todos os dias na academia.

Depois de algum tempo assim, ele me chamou para ir ao cinema, onde aconteceu o primeiro beijo.

Dai em diante não nos desgrudamos mais e no reveillon de 2012 para 2013, junto com os meus amigos da faculdade, na praia da Barra da Tijuca, aconteceu o pedido de namoro.

Adoramos ficar em casa vendo séries e sair para conhecer restaurantes, principalmente com nossos amigos e família.

 

O pedido de casamento: O pedido de casamento aconteceu no meu aniversário de 27 anos. Toda a minha família já sabia, menos eu.

O Cesar inventou que havia encomendado o presente pela internet e que não havia chegado no prazo. Pouco antes do bolo ele me entregou um álbum de fotos e disse que era só pra eu não ficar sem nenhum presente.

Conforme eu ia passando as fotos, haviam post it’s em forma de coração colados falando de nós, e no último deles, no final do álbum, veio o pedido!

O anel de noivado é a nossa atual aliança de casamento da Vivara.

 

◊ O CASAMENTO

Os preparativos: Marcamos a data com 1 ano e 8 meses (a Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo é muito concorrida, de uma semana para a outra perdemos a data que pretendíamos inicialmente).

Os preparativos pareciam mais fáceis no início, mas começamos a ver que eram tantos detalhes que foi imprescindível o cerimonial. Contratamos o Roberto Cohen que nos auxiliou em todos os detalhes, até mesmo nas cores de lacinhos e formatos das forminhas, que parecia fácil escolher no início, mas são tantas opções e há ainda a necessidade de uma harmonia entre eles. Sem a ajuda do Roberto seria muito complicado. Mas o fato de já termos o estilo do casamento bem definido em nossa mente ajudou muito.

 

O vestido de noiva: Sempre quis um modelo clássico, com muito brilho e renda.

Cheguei a experimentar alguns vestidos prontos mas sempre havia um detalhe que eu queria mudar, então resolvi marcar uma visita na Stella Fischer. Logo de cara ela foi muito paciente, muito simpáticas e me mostrou uma infinidade de rendas e tecidos, exatamente como eu queria.

Depois de fechar com a Stella, minha única dúvida era optar por um modelo sereia ou mais princesa, mas conforme o vestido foi sendo moldado (ela faz provas desde o molde do forro) fui preferindo um modelo mais seco no corpo.

Meu véu tinha 4,5m e foi feito pela própria Stella, com o acabamento na mesma renda do vestido.

Pedi a Stella que fizesse a maior cauda possível, mas que ficasse harmonioso com o meu tamanho. Ela colocou vários  botões de cristal atrás para que a cauda fosse presa em vários gomos, assim não corríamos o risco de soltar e nem de balançar demais! Ficou perfeito, embora grande, não me incomodou nada. Além disso ela pediu a uma de suas costureiras para me acompanhar, desde o hotel até a casa de festa, para me ajudar a vestir, a prender a cauda e fazer algo ajuste necessário.

A grinalda do Marcelo Hicho foi amor à primeira vista. Eu sabia que queria uma no estilo “coroa”, mas todas pareciam iguais até encontrar a que usei, com pedras brancas.

Dica: Experimente alguns vestidos prontos antes de decidir para ver o modelo que mais lhe favorece, e caso opte por mandar fazer, converse bastante com seu estilista para que todos os detalhes saiam como sonhou, mas ouça também as opiniões do profissional sobre os opções de corte que mais lhe favorecem.

 

Acessórios: Usei joias de família. Os brincos eram da minha avó, solitário de brilhantes da minha mãe e uma aliança de brilhantes modelo “pneu” de 1951, que foi passada da minha avó para minha mãe quando ela se casou e no dia do meu casamento ela me entregou no altar, com a bênção do padre.

 

Making of: Passei no Copacabana Palace com minha mãe. O Cesar foi a praia e depois ficou com a mãe e irmãs.

Não ficamos nervosos. Foi um dia maravilhoso, fez exatamente o tempo que queríamos.

Nos falamos durante o dia e falei também com meus amigos enquanto me arrumava. Tirei fotos, fiz massagem, almocei algo leve e procurei comer algumas coisinhas, como castanha e damascos, que tem carboidrato, antes da cerimônia.

Cerimônia: A igreja eu já sabia que queria a do Monte do Carmo, é uma igreja apreciada por nossas famílias, além de ter um estilo barroco que adoro.

O celebrante foi o Frei José Pereira. Ele é Franciscano e aprecio essa ordem, além disso, faz a cerimônia das velas que acho emocionante.

Padrinhos e madrinhas: Foram 10 casais. Os padrinhos usaram terno preto e gravata prata, dada por nós, e as madrinhas puderam escolher livremente suas cores.

Tentei ser o mais prática possível com os padrinhos, porque a escolha de determinar a cor da roupa sempre acaba desagradando alguém que não se sente bem naquele tom.

Damas e pajens: Foi apenas uma daminha, de 4 anos, filha de um amigo. Ela entrou, ameaçou voltar mas foi! Foi super fofo.

A roupinha foi alugada, era branca com lacinho rosa e bastante brilho, como eu gosto.

 

Local da festa: A casa de festa eu também já tinha em mente a Julieta de Serpa, por ser clássica e fazer um estilo “casamento em casa“, já que tem vários cômodos mobiliados.

Minha mãe também já havia feito outros eventos lá como um chá da tarde, já conhecíamos o restaurante francês e o bar do local, o que já nos dava bastante confiança quanto ao serviço.

Chegamos a ver outros locais mas ou teríamos que gastar muito com decoração, ou ficava distante da igreja. A Julieta de Serpa cumpriu todos os requisitos do que esperávamos.

Decoração: O próprio Roberto Cohen elaborou a decoração da casa e atendeu perfeitamente as nossas expectativas.

Durante os preparativos eu via muitas fotos de casamentos reais, nas revistas e Instagram, e mostrava a ele o que mais gostava. Ele conseguiu reuniu tudo, todos os detalhes que pedi, assim como as velas suspensas e os bouganvilles cor de palha que eu tanto queria.

Não mudaria nada em minha decoração.

Música da festa: O DJ faz parte da equipe de iluminação de pista contratada do Japiassú. Foi super recomendado pelo Cohen e já havíamos visto seu trabalho em outros casamentos.

Tivemos como atração o Andinho Malha Funk, mas resolvemos fazer diferente. Tradicionalmente o funk fecha a pista e só toca após meia noite, nós resolvemos abrir a pista. Ele entrou logo após nossa dança e foi a melhor opção de todas. A pista lotou! Os convidados começaram a dançar e beber já desde o início e não saíram mais. Por ser uma atração até as pessoas mais velhas ou que não curtem tanto funk foram pra pista por curiosidade.

Ele abriu a pista com “Nosso Sonho” do Claudinho e Buchecha e, a pedidos de “mais um, mais um” quando ele estava encerrando, ele voltou e cantou novamente esse música. Foi ótimo.

Buffet: O buffet era da própria casa e já conhecíamos pelo restaurante e bar. Servimos alguns frios, caldos, salgados e mini porções, mas também colocamos uma estação fixa de massas, com dois tipos de massa e dois molhos diferentes, para que as pessoas pudessem ter a opção de se servir quando quisessem.

Nós comemos muito pouco, mas por uma opção nossa de aproveitar ao máximo! Inclusive dispensamos o jantar dos noivos assim que chegamos na casa para que pudéssemos descer e encontrar nossos convidados.

Servimos cerveja, espumante, whisky e colocamos um open bar de drink que passou três rodadas de shot na pista.

Registros: Contratamos o Ribas Foto e Vídeo. Foi uma escolha excelente, nos receberam muito bem. Eles tem um acervo enorme de vídeos e álbuns para mostrar.

No dia estavam calmos e muito bem humorados, o que ajuda a manter a calma. Quanto aos fotos, eles seguiram exatamente o que pedi e na segunda após o casamento já me mandaram quase 100 fotos e um pequeno teaser!

Convidados: Convidamos 300 pessoas e fizemos RSVP, inclusive ativo pelo cerimonial do Cohen.

Fizemos a lista e a concluímos com 200 convidados, como pretendíamos no início.

Mesmo com a margem de falta esperada, nosso casamento lotou, não faltou quase ninguém! Amamos isso.

Nossos amigos deixaram depoimentos na filmagem para nós mas ainda não vimos rsrs.

◊ APÓS O CASAMENTO

Lua-de-mel: Fomos para a Itália e recomendo. É super romântica e linda.

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento:  Procuramos não viajar no domingo pós casamento. Muito cansativo! Ficamos no hotel domingo e viajamos somente na quarta, assim tivemos tempo de descansar, ver fotos e comentários do casamento. Recomendo.

Nosso novo apartamento ainda está em obra, deve demorar mais um mês. O lado bom é que estamos fazendo tudo com bastante calma, sem ficar corrido nem cansativo.

Presentes: Colocamos lista na Fast Shop e Tânia Bulhões. É difícil agradecer todos individualmente… família e padrinhos fizemos questão de agradecer logo e os demais amigos estamos falando aos poucos.

Ficha técnica:

✓ Cerimonial e Assessoria – Roberto Cohen

✓ Celebrante – Frei José Pereira

✓ Local da Cerimônia – Igreja Nossa Senhora do Monte do Carmo

✓ Local da Festa – Casa Julieta de Serpa

✓ Vestido de Noiva e Véu – Stella Fischer

✓ Grinalda – Marcelo Hicho

✓ Cabelo e Maquiagem – Marcelo Hicho

✓ Acessórios – de família

✓ Sapatos – Lidu

✓ Buquê e Lapela dos padrinhos – Clube das Flores

✓ Roupa das Damas e Pajens – Tutti Sposa

✓ Alianças – Vivara

✓ Música Cerimônia (Coral, Orquestra) – Delfim Moreira

✓ Música Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria) – DJ Renato Couto do Japiassú e Andinho Malha Funk

✓ Foto e Filme – Ribas Foto e Vídeo por Eduardo e Guillermo

✓ Buffet – Casa Julieta de Serpa

✓ Bar – Joe Drinks

✓ Decorador – Roberto Cohen

✓ Iluminação e Gerador – Japiassú

✓ Mobiliário – Opala

✓ Flores Igreja – Clube das Flores

✓ Flores e Plantas festa – Orlando Ambrósio

✓ Bolo – Ana Salinas

✓ Doces – Louzieh, Olenka, Glacê Real e Barriga de Freira

✓ Bem-casados – Elvira Bona

✓ Chocolate – Chez Bonbon

✓ Lembrancinhas, Convite e identidade visual – Eilá Nigri Design

✓ Carro – Conduzindo Noivas

✓ Roupa do noivo – Alberto Gentleman

✓ Hotel da noite de núpcias – Copacabana Palace

✓ Lua de mel – Itália

✓ Lista de presentes – Fast Shop e Tânia Bulhões

 

Deixar um comentário