O MAM foi transformado em um verdadeiro jardim para este casamento, exatamente como a Mari quis. Conheça a história deste lindo casal, veja como foram os preparativos e o casamento.

Noivos: Mariana Neves Aleixo Lauria e Danilo Guerra Peixe Daibert

◊ ANTES DO CASAMENTO

História do casal: Nos conhecemos na faculdade ESPM, ele estava no 5 período e eu tinha acabado de entrar no curso de administração (ele inclusive me deu trote). Ele diz que a 1a vez que me viu na sala, disse: “essa ai é pra casar ” e aqui estamos nós! =) Foi engraçado, porque quando entrei na faculdade eu estava namorando e ele estava quase namorando. Ai quando eu terminei meu namoro ele estava super envolvido com essa menina e, ao mesmo tempo, todos nossos amigos ficaram arrasados porque sempre acharam que a gente super combinava e éramos enrolados. Confesso que eu tive uma queda por ele assim que o conheci.

O pedido de casamento: Fomos para Pipa, Natal, em Janeiro de 2015, pois tinha um feriado dia 20 de Janeiro. Não imaginava que fosse ser pedida em casamento, embora estivéssemos namorando há um tempo – 5 anos. Como eu sempre fui muito racional para relacionamentos, então casamento pra mim eram só os das amigas, achava que o meu ainda era uma coisa bem distannteeeee! =) Mas foi lindo! Ficamos hospedados em uma pousada chamada Toca da Coruja (super indico por sinal) e fomos jantar em um restaurante na cidade, na volta ficamos tomando um vinho branco na área de piscina. A noite estava LINDA e super estrelada, e foi ali que ele pediu! =) Não sabia o que pensar na hora, vem MUITA coisa na cabeça.

◊ O CASAMENTO

Os preparativos: Sou uma pessoa muito objetiva. Sempre soube que casar dava um trabalho enorme, que existem muitos detalhes (muitas amigas já tinham casado), por conta disso comecei a procurar coisas que fossem meu estilo e já fechar. Isso aconteceu desde a escolha das pétalas de rosas até o vestido de noiva. Sempre soube também que meu casamento seria azul e amarelo, e assim foi.

A Carla Baroncini, cerimonialista, foi uma dádiva. Ela conhece a minha mãe da época da faculdade e elas foram se reencontrar na academia, esse reencontro foi antes do meu noivado, então quando de fato noivei, não nos restavam dúvidas com quem iria fazer o casamento. Ela é extremamente profissional, atenciosa e talentosa.

O casamento foi feito em 1 ano e 1 mês, e foi MUITO tranquilo. Não fui uma noiva desesperada, pelo contrário fui muito calma. Mas como eu disse, sempre fui muito objetiva, então eu buscava junto à Carla, o mais prático e LINDO, claro. A participação da minha mãe e minha avó foi demais, aliás, sem elas NADA do casamento teria acontecido. Minha mãe sempre foi minha melhor amiga e parceira, nos entendemos MUITO e nos respeitamos.

O vestido de noiva: A Carla me indicou a Maria Mendes. Eu ainda não tinha ideia se iria comprar ou alugar meu vestido. Como estava meio receosa em alugar meu primeiro contato foi com a Maria mesmo e foi amor à 1ª vista. Ela é super talentosa, ela entende o que você quer, e de uma forma moderna e jovem. Aliás ela como pessoa é um doce e super dedicada.

Dica: Leve MUIIIITAS referências, em fotos ou vídeos, mesmo que uma foto não tenha nada a ver com a outra. A ideia é mostrar pra estilista o seu estilo e ideias, isso ajuda muito.

Acessórios: Não tinha nada em mente. Eu seguia 2548 perfis no Instagram e perguntava muito para amigas que já tinham casado e para a Carla, mas achei esta parte uma das mais difíceis. Aluguei brincos e a grinalda (mini coroa).

Making ofEstava ÓTIMA e calma. Acho que uma das melhores coisas que eu fiz foi me arrumar em casa, me deu paz e segurança, é um lugar que é meu. Me arrumei SEM ninguém, apenas mamãe e vovó, confesso que eu não curto essa coisa de terem mil pessoas se arrumando juntas. Eu e Danilo não nos falamos no dia, mas sabia que ele estava na casa de amigos vendo a final do jogo de um campeonato internacional de futebol, que ele ama.

Cerimônia: Sempre falei que ia casar na Igreja do Monte do Carmo, na 1º de Março, no centro da cidade. Acho a igreja LINDA e como o Danilo não tinha ideia ficou ao meu critério. Ah, um fato legal! 28/05 foi a data que a minha avó se casou, a data não foi escolhida por conta disso, mas foi uma coincidência fantástica. De fato, a parte mais emocionante foi a entrada, antes da porta abrir. O celebrante foi o Padre Zé Maria, conheci ele através da Maria Mendes e ADOREI ele.

Padrinhos e madrinhas: Foram 15 casais. Os padrinhos estavam de terno preto e gravata prateada, sem colete, e as  madrinhas sem nenhuma restrição, pedi apenas para ser longo e para terem cuidado de não repetir muitas cores.

Damas e pajens: Foram 6 crianças, 3 meninas e 3 meninos. Queria fugir do padrão em relação a roupinha deles, mas tive que tomar cuidado porque a cerimônia era dentro da Igreja.

Local da festa: A escolha do lugar foi por eliminação. Sempre tive horror de festa em lugar fechado, então eliminei de cara todos os hotéis. O segundo ponto que pensei foi em ser um espaço perto da igreja e foi aí que entrou o MAM. Um lugar moderno, aberto, lindo e perto da igreja! Bingo! Escolha perfeita.

Decoração: Hoje não faria nada diferente. A Carla e a Micaela fizeram tudo exatamente como eu queria. Mandei várias referências e a partir dai elas foram criando e inovando dentro da minha proposta. Elas sempre me falavam, durante a organização, que elas iriam transformar o MAM em um jardim interno, e assim foi feito. Até hoje comentam como a decoração estava deslumbrante. A mesa de doces, por exemplo, virou ponto turístico. =)

Música da festa: Queria Dj’s legais que fugissem do estilo “casamento”, mas não queria ao mesmo tempo que se tornasse um evento musical, tinha que ter sentido. Colocamos o Dj Kahl – como residente – e entre ele, o Dj João Brasil, Jonnhy Glovez e Dj Zeh Pretim. O Kahl é MARAVILHOSO, um doce de profissional, super entendeu a nossa proposta e levou a pista super bem. Ele até ficou assustado que a animação da galera começou cedo. João Brasil foi o AUGE, ele mistura o funk com músicas comerciais, está super em alta, e fora que ele é MUITO gente boa. Amei e recomendo demais. Zeh Pretim foi OK! Colocamos ele para fechar, mas confesso que preferia que o Kahl tivesse fechado.

Buffet: O buffet era do local e estava MARAVILHOSO! O risoto foi o mais comentado, e eu fiz questão de colocar ele disponível até tarde, não queria ninguém procurando comida. Isso foi um premissa minha, ter comida disponível no momento que o convidado quisesse. Outra coisa que pedi muito foi para não ter fila. Falei muito sobre isso com a Carla e com o MAM. Foram disponibilizados vários pontos de buffet para não ter esse gargalo. Tivemos jantar sentado sim, e comemos entre a sessão de fotos e a entrada na festa. De bebidas alcóolicas eram: espumante, vodka, whisky e chope, fora os drinks maravilhosos do Help Bar

Convidados: A festa foi para 450 pessoas. A nossa lista tinha em torno de 650 pessoas, e foi tranquilo. Eu não tenho família fora, já o Danilo tem um pessoal que mora em Juiz de Fora e outros em Cabo Frio, por este motivo muitos não vieram. Fiz RSVP, vale a pena.

Uma coisa que eu não levava fé, era fazer o convitinho pequeno, que vai em anexo ao convite grande. Achei ótimo. Dessa forma, você consegue ter a real noção de quantas pessoas estão sendo chamadas e o convidado fico restrito aquele número de convites. Isso inibe qualquer problema futuro de acompanhantes. Lembre-se, inibe, mas não impossibilita 100%.

◊ APÓS O CASAMENTO

Lua-de-mel: Grécia (Mykonos e Santorini). SUPER recomendo, lá é um sonho e lindo!

Dica: Curta MUITO, porque é uma viagem única. Uma coisa que foi uma “surpresa” foi o dia seguinte ao casamento quando acordei,  fiquei com uma sensação “estranha”… não de ruim, mas do tipo “gente, fiquei 1 ano vendo tudo e acabou”. Confesso que chorei muito no dia seguinte e é nessa hora que a viagem de lua de mel cai como uma luva.

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento: Amo casa e o Danilo também, então toda a montagem da casa foi super gostosa e prazerosa.

Presentes: Confesso que a vontade era de agradecer formalmente, mas tanta coisa que acontece na volta da viagem, que o tempo vai passando e isso passa. Mas é uma coisa que me incomoda, acho que tem que agradecer sim.
Foi um máximo a troca de presentes,  como o Danilo também curte casa ficava mais legal ir à loja e escolher.

Dica: Faça tudo aos poucos, nunca troque 100% dos presentes de uma vez. Só no dia a dia que perceberá a real necessidade da casa.

 

Ficha técnica:

✓ Cerimonial e Assessoria – Carla Baroncini

✓ Celebrante – Padre Zé Maria

✓ Local da Cerimônia – Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé

✓ Local da Festa – MAM

✓ Vestido de Noiva – Maria Mendes

✓ Cabelo e Maquiagem – Vivi Borlido

✓ Sapatos – Lidu

✓ Acessórios – Look at the Bride

✓ Alianças – H.Stern

✓ Música Cerimônia (Coral, Orquestra) – Delfim Moreira

✓ Música Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria) – Kahl, João Brasil, Jonnhy Glovez e Zeh Pretim

✓ Foto – Georgeana Godinho

✓ Filme – Oui Filmes

✓ Buffet – Laguiole

✓ Bar – Help Bar

✓ Decorador – Carla Baroncini e Micaela Fikoff

✓ Mobiliário – Festah

✓ Bolo – Dirce Correa

✓ Doces – Fabiana D’Angelo, Barriga de Freira, Regina Rodrigues e Pão de mel da Fafá

✓ Hotel da noite de núpcias – Hotel Marina

✓ Lua de mel – Grécia

✓ Lista de presentes – H.Stern Home, Tutto per la Casa, Fast Shop

Deixar um comentário