O casamento na serra de Marilia e Rodrigo simboliza uma nova geração de noivos. São casais que poderiam escolher casar em qualquer palácio, mas preferem a sofisticação do natural, da natureza e dos afetos mais íntimos. A decoração alinhada ao espírito greenery foi realizada pela talentosa Clara Nobrega. E muitos dos objetos usados na decoração foram feitos em madeira na própria residência onde foi realizado o casamento, que é da família do noivo.

Os noivos fizeram questão de pensar e produzir cada detalhe do seu próprio casamento.  E a noiva elevou essa idéia a um outro patamar: costurou seu próprio vestido de noiva, e o vestido de muitas madrinhas! Sim, ela é estilista de vestidos de festa e noivas. Seu vestido, com aplicações de flores 3d coloridas, nos aponta que esta pode ser a nova tendência em vestidos de noiva para 2018/19.

Leia a matéria completa de um casamento costurado pelos noivos com muita personalidade.

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelas noivas ou noivos. Nossa proposta é uma troca real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outras noivas que ainda estão no processo, com foco e inspiração!

 

Noivos: Marilia Dias e Rodrigo Hirsch 

Local: Casa do noivo em Teresópolis, que leva o nome de sua avó, Villa Cecilia

Data: 14.10.2017

 

◊ ANTES DO CASAMENTO

 

História do casal:

 

Nos conhecemos há 11 anos atrás, por meio de amigos e instantaneamente viramos super amigos, viajamos em grupos o tempo todo, todos os nossos amigos se conheciam, e nossa historia começou logo, mas na época nenhum dos dois queria nada sério. Foi um momento de curtição, éramos muito jovens. Foi só depois de quase 3 anos que as coisas começaram a se enrolar e quando vimos estávamos juntos. Começamos a namorar depois de um pedido no nosso restaurante preferido dia 09/06/2011. De lá pra cá, sempre fomos muito companheiros. Nunca terminamos e fomos morar juntos em junho de 2015.

Eu e o Rodrigo somos opostos em muitas coisas, mas isso cria o equilíbrio necessário e faz o outro melhor. Ele acorda cedo e eu amo ficar de preguiça na cama, ele é o organizado e eu sou bagunceira, ele é centrado e eu totalmente avoada, rs é até engraçado. Mas amamos comer, beber, viajar, receber nossos amigos e estar entre nossos amigos e família. Tudo precisa de equilíbrio certo?

 

O pedido de casamento:

 

Então você pode imaginar, o pedido aconteceu em uma viagem de esqui, no alto da montanha. Depois de fingir que havia caído e chamar por ajuda, quando cheguei perto para ajudar, ele tirou a caixinha da Amsterdan Sauer de dentro do bolso do casaco. Fiquei com tanto medo que caísse na neve que só fui colocar o anel no dedo quando descemos a montanha e chegamos na vila. Estava tudo programado pro pedido ser feito no primeiro dia da viagem com todo os amigos juntos, mas acabou sendo só nós dois, no segundo dia e depois fomos direto encontrar nossos amigos e família. Foi uma farra enorme. Foi maravilhoso.

◊ O CASAMENTO

 

Os preparativos:

 

Tínhamos dois fornecedores que queríamos de qualquer jeito, são profissionais maravilhosos e amigos nossos. Então partimos desse ponto, a data teria que ser uma em que os dois estivessem livres. São eles a Laura Campanella (foto e vídeo) e o DJ André Paulo. Muitos amigos nossos já haviam casado e tínhamos todo o caminho já trilhado por todos eles como guia para o nosso casamento. O Rodrigo gosta de pesquisar e fazer planilhas, gosta de saber e participar de cada passo, então não tinha porque irmos atrás de assessoria. Contratamos as meninas da AR Cerimonial que foram nota 1000 para o cerimonial do dia, que no final acabaram ajudando a gente com algumas outras coisas além do dia do casamento também. E todos os profissionais foram indicados.

Tivemos 8 meses para organizar o casamento. Não queríamos ficar estendendo demais o tempo de organização, por experiência de amigos, quando você sai, só se fala nisso e chega uma hora que ninguém aguenta mais. Então preferimos ser mais rápidos.

O vestido de noiva:

 

Escolher o vestido foi uma delicia. Tenho um ateliê de vestidos de noiva e festa no Rio, então minha vida é criar vestidos maravilhosos para as minhas clientes. Então quando chegou a minha vez, tudo que eu queria já estava idealizado na minha cabeça. Comecei a montar ele mesmo 2 meses antes do casamento, pois estava fazendo o vestidos para amigas e familiares para usarem no meu grande dia, e como sempre, nossos clientes sempre ficam na frente. J Deu tudo super certo, conto com uma equipe e parceiros maravilhosos que foram incríveis nesse processo.

O vestido era composto na verdade de 1 body e 2 saias, uma longa nesgada com bordados coloridos para a cerimônia e uma midi bem godê em organza também com bordados coloridos para a festa. Melhor decisão da vida, pois assim que acabou a cerimônia subi para fazer os retoques da maquiagem e além de trocar de saias e ficar bem mais leve, troquei também as sandálias de salto por um Superga. Conforto ao máximo.

Cheguei a fazer uma capa, que tinha apenas um botão na gola careca e todo aberto, com 3 metros de comprimento e mangas compridas, mas no dia o calor estava muito forte e eu já estava suando de ansiedade, acabei não usando infelizmente.

 

Acessórios:

 

Queria conforto, então para cerimônia acabei usando um salto que estou super acostumada da Schutz mesmo, com salto grosso em vermelho de veludo e depois troquei por um Superga de brocado colorido com o fundo vermelho escuro. A grinalda foi feita pela querida Diana Benchimol, e era pra ser usada de outra forma, mas na hora resolvi mudar o penteado e fizemos um pequeno ajuste nela que ficou perfeito, enroladinho.

 

Roupa do noivo:

 

O Rodrigo é muito prático e já tinha o terno que iria usar. Havia comprado alguns meses antes em uma viagem à Portugal, um terno azul bic lindo.

 

Making of:

 

Dormimos juntos na noite anterior ao casamento, mesmo contra minha vontade. Rs. Pedi muito que ele dormisse com os amigos, mas não consegui o convencer. Ele acordou e foi embora pra casa do amigo para o making of, mas voltou para casa enquanto estávamos nos arrumando, e mesmo sem dever, nos vimos da varanda da casa enquanto ele ficava um pouquinho na piscina. Ainda não tinha começado a me arrumar então não teve muito problema.

Foi muito emocionante. Comigo estavam minhas irmãs, mãe, sogra e cunhada e mais algumas amigas queridas. Mas acho que o mais importante é termos paz na hora dessa preparação. Estamos com os nervos a flor da pele, e qualquer coisa vira uma bola de neve. Minha dica para todas as noivas é reduzir ao máximo quem passa esse tempo com você, para você ter paz de espirito. Depois de pronta, começa a festa. Ai chamem todas as amigas e familiares que desejar pra te ver feliz à caminho do altar.

O buquê maravilhoso foi feito pela minha decoradora Clara Nobrega.

 

Cerimônia:

 

Aconteceu em Teresópolis, casa do Rodrigo, e o lugar onde demos o primeiro beijo. A cerimônia foi leve e divertida. Eram minhas duas melhores amigas da vida dividindo a tarefa árdua de reger toda a cerimônia, mas as duas tiraram de letra. Com participação especial de grandes amigos do Rodrigo que são gêmeos, sendo queridos e engraçados, e meu pai e minha cunhada nos fazendo chorar sem parar. Foi muito emocionante. Não houve celebração religiosa. A cerimônia aconteceu na própria casa, de baixo da árvore mais linda que existe, que por sorte, depois de anos sem florir, estava toda amarela, fazendo chover pequenas pétalas amarelas durante toda a cerimônia.

Música da cerimônia:

 

O DJ Andre Paulo, que tocou na festa, foi quem também colocou a música da cerimônia. Elas foram escolhidas a dedo por mim e pelo Rodrigo. Uma pra ele e a mãe, minha mãe e meu sogro (Harvest Moon de Neil Young) uma para mim e meu pai (Esotérico – Gilberto Gil e Caetano Veloso) uma para a entrada dos padrinhos, outra da daminha e por fim, uma para a saída de todos – um bom e velho Rolling Stones.

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Tivemos 16 casais de padrinhos. A escolha na verdade foi muito simples, eram nossos melhores amigos, não teve muita discussão quanto a isso. Deixei todas livres para usarem o que quisessem. Trabalhando com noivas e madrinhas, reparei o quanto é difícil para as madrinhas quando a noiva escolhe uma cor. Muitas vezes tal cor não fica bem em uma pessoa ou outra. Vestidos de festa já são pouco usados, numa cor que você não gosta ou não fique bem em você, menos ainda. Em tempos de crise, não podemos demandar tanto dos nossos amigos. Então cada uma escolheu a cor que lhe caia bem e no final foi ótimo. Meu time de madrinhas estava super colorido, condizendo perfeitamente com todo o ar leve do casamento.

Os padrinhos que tiveram que pensar um pouquinho mais pois o Rodrigo resolveu pedir para que todos fossem de blazer azul marinho e calças coloridas. Ficou genial!

Damas e pajens:

 

Tivemos apenas 1 daminha linda, filha da uma das minhas melhores amigas, e não fiz nenhum pedido especial. Ela usou um vestido lindo que tinha ganhado de presente e não tinha tido a oportunidade ainda de usar.

Local da festa:

 

Não tínhamos dúvida, quando começamos a pensar sobre a festa, que ela aconteceria em Teresópolis na casa da sua família. Não havia estrutura ou serviço algum, sendo uma casa particular, mas atendeu a todas as expectativas e mais.

 

Decoração:

 

Posso dizer que uma mistura entre rústico e moderno. E não faria absolutamente nada diferente. Amo decoração e já sabia o que eu queria. Sabia que o casamento seria na área da casa onde é tomada por um verde sem fim, então queria que a decoração se misturasse com o verde já existente. Podemos dizer que foi Greenery, mas foi mais que isso. Como vivemos na cozinha com os nossos amigos nos infinitos jantares que damos, achei legal colocar essa influencia na decoração, então usamos muitos legumes e temperos no meio dos arranjos. Não queria nenhum arranjo alto, queria tudo baixo e delicado. E conseguimos fazer algo perfeito.

Outro pedido especial era uma mesa de doce que fosse quase um landscaping, como não queria arranjos altos de jeito nenhum, fizemos uma mesa onde os doces se misturavam com cactos e suculentas, madeiras e gamelas. Acho que foi minha parte preferida da decoração. Ela e a árvore, que fica no meio do terreno da casa que pedi que fosse toda iluminada. Tudo foi feito em conjunto, eu perturbando e entupindo a decoradora de referências e ela entregando tudo que eu tinha imaginado e ainda melhor.

Nosso casamento foi muito pessoal, acho que esse foi o principal diferencial. A festa e a cerimônia aconteceram na casa do Rodrigo em Teresópolis, onde quase todos os nossos amigos já tinham estado e tinham uma ligação com o lugar. Fizemos muita coisa da decoração na própria casa, todos os bancos de madeira da cerimônia foram feitos pelo nosso caseiro, todos os sousplats das mesas, além de tábuas de madeira e gamelas que foram usadas. Tudo leve, emocionante e pessoal.

Bolos e doces:

 

Achávamos que seria mais complicado mas quando conhecemos as meninas do Julietas Ateliê, tudo mudou. Elas tinham tudo que estávamos procurando, tinham um estilo muito parecido com o nosso e tinham sido indicadas por 2 casais diferentes que são muito nossos amigos, mas de grupos totalmente diferentes. Quando fomos na degustação, já saímos com tudo decidido. Bolo e doces!

Buffet:

 

A comida foi nosso maior investimento. O Rodrigo e eu somos super foodies e amamos uma comida bem feita. Já havíamos experimentado algumas vezes o buffet do Cooking e queríamos eles de qualquer forma. Não poderia ter sido melhor! Comida boa e bem feita. E o pessoal do Cooking foi impecável. Do começo ao fim, absolutamente todos os pratos estavam especiais. Não foi servido jantar sentado, então a comida passava o tempo inteiro, tanto para convidados que estavam sentados quanto para quem estava na pista. Começando com entradas, seguindo para mini porções de jantar volante, pra lanchinhos da madrugada com direito à hambuguer (sou a louca do hambúrguer e vocês vão ver fotos vergonhosas no álbum que estou enviando pra vocês, rs) , milk-shake de ovo maltine, empadinha de queijo da serra e claro coxinha, finalizando com os doces que eles fazem que são divinos.

 

Quem tomou conta do bar foi o pessoal do Top Bartender, com drinks elaborados e maravilhosos, soubemos que não tinha fila nenhuma para pegar bebida, tudo saindo super rápido e delicioso. Não temos do que reclamar, só agradecer.

Música da festa:

 

Muitas músicas marcaram o casamento, mas sou uma apaixonada por música brasileira e quando toca Odara do Caetano na pista, vou a lua. Amo demais. Mas foram muitos momentos emocionantes, como meu avô de 90 anos dançando Bee Gees comigo. Não houve nenhuma atração especial. Não curtimos muito banda ao vivo em casamento, logo preferimos manter apenas o DJ. O que foi ótimo, pois ele tocou, a nosso pedido, um mix de músicas não muito comuns, misturando músicas antigas com atuais e brasileiras e house e rock, animando a pista o tempo inteiro. Era quase impossível sair pra ir ao banheiro.

Registros:

 

Acho que depois do vestido de noiva, que eu mesma fiz, essa foi a decisão mais fácil que tomamos, até porque a data foi definida de acordo com as datas que a Laura e o Andre Paulo tinham (fotografa e DJ). Ela já fez muita foto nossa, tanto em casamento de amigos como em uma festa que damos todo final do ano. Então não tinha dúvidas. Então a Laurinha Campanella tirou as fotos e a equipe de vídeo dela fez o vídeo (Graviola). Usamos a #mariliaerodrigonafloresta. Não queríamos uma # obvia e queríamos algo que combinasse com a gente e com o lugar e acabamos caindo nessa de brincadeira e foi a que ficou pro casamento.

Não colocamos nenhum outro tipo de serviço fotográfico. Mas nosso vídeo está sendo feito como um Mini Documentario, com 45 minutos de filme. As meninas fizeram entrevistas em um almoço de padrinhos que fizemos em casa e vão incluir no vídeo do casamento. Estamos super ansiosos pra poder assistir tudo.

Convidados:

 

Convidamos 350 pessoas mas sabíamos que iriam por volta de 250 e foi exatamente o numero que fechou. Fizemos o RSVP pelo site do casamento e duas semanas antes as meninas do cerimonial começaram a ligar para todos para confirmar. Historia pra contar é o que não faltou nesse casamento. Para as noivas de primeira viagem, sempre passem e repassem a lista várias vezes antes de mandar pra gráfica, você sempre está esquecendo de alguém importante. J

 

◊ APÓS O CASAMENTO

 

Lua-de-mel:

 

Viajamos no dia seguinte ao casamento para a Australia. Procuramos um lugar que tivesse cultura, comida, cidade grande e praia e lá conseguimos tudo. O Rodrigo fez todo o roteiro, desde os hotéis as reservas em restaurantes, o que poderíamos fazer em cada dia e até roteiro de lojas ele colocou. Tentamos antes fechar com uma agencia mas a péssima experiência no atendimento que nos fez fazer tudo por conta própria, mas ele não deixou pra trás de forma alguma. Até um livrinho ele me entregou no aeroporto com todo o nosso roteiro.

Indico passar alguns dias em Lizard Island, uma ilha bem ao norte da Australia, na Grande Barreira de Corais, paradisíaco, com atendimento impecável e disponibilidade de mergulho não só de snorkel todos os dias como de tanque. Todos os quartos tem um barquinho que você pode pegar pra visitar as praias ao redor da ilha, com uma fauna marinha inacreditável. Indicaria também Sydney, especialmente Bondi e Byron Bay, que apesar de ser uma pequena cidade de praia, tem um charme inexplicável.

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento:

Aqui infelizmente não tenho muito o que falar, pois já morávamos juntos há dois anos, mas o ideal é sempre deixar pelo menos 2 dias das ferias par organizar a vida e a casa antes de voltar ao trabalho.

 

Presentes:

 

Foi bem tranquilo, agradecemos todo mundo pessoalmente. Se você for fazendo enquanto recebe, é bem fácil. Se deixar pra agradecer tudo depois da lua de mel, você não vai ter forças para fazer. Então aproveite quando o presente chegou na sua casa ou no site e já agradece logo a pessoa. Eles sempre ficam felizes de saber que o presente foi bem recebido.

 

Ficha técnica:

 

✓ Cerimonial e Assessoria – AR Cerimonial

✓ Celebrante – Aline Osorio e Marcela Perez

✓ Cerimônia e festa – Casa particular da família do noivo em Teresopolis – Villa Cecilia

✓ Vestido de Noiva – Ateliê Marilia Dias

✓ Grinalda – Diana Benchimol

✓ Cabelo e Maquiagem – Nathalie Billio

✓ Sapatos – Schutz e Superga

✓ Buquê – Clara Nobrega

✓ Lapelas dos padrinhos – Clara Nobrega

✓ Alianças – Aliança dos avós paternos da Marilia

✓ Música Cerimônia – Dj Andre Paulo

✓ Música Festa – Dj Andre Paulo

✓ Foto – Laura Campanella

✓ Filme – Graviola

✓ Buffet – Cooking Buffet

✓ Bar – Top Bartender

✓ Decorador – Clara Nobrega

✓ Iluminação – The Fix Produções

✓ Mobiliário – Chiavari e Arte Moveis Eventos

✓ Flor – Vinicius Santo

✓ Plantas – Vinicius Santo

✓ Toldo – Seriflex

✓ Bolo – Julietas Ateliê

✓ Doces – Julietas Ateliê

✓ Bem-casados – Elvira Bona

✓ Lembrancinhas – Só Chinelos

✓ Convite e identidade visual – MIA Estudio Criativo e Pluma Caligrafia

✓ Gerador – The Fix Produções

✓ Lista de presentes – iCasei

 

Leia mais:

Presentes Tiffany para o seu noivo

Vestidos de noiva: Veja as novas referências para 2018

O sonho de usar um vestido de noiva Carlos Tufvesson voltou a ser possível!

Deixar um comentário