Casamento clássico com cerimônia na Igreja N. Senhora do Bonsucesso e recepção no Museu Histórico Nacional.

Noivos : Talita Furghestti Vieira Lima e Luis Felipe Pereira Camucé

Data: 18/6/2016

◊ ANTES DO CASAMENTO

História do casal: Nos conhecemos há 5 anos por uma amiga em comum, a Nat. O Luis trabalhava com ela e combinamos uma viagem durante um fim de semana para o Festival de Gramado. Era um grupo de cerca de vinte pessoas e nos vimos pela primeira vez no Aeroporto do Galeão. (uma coincidência engraçada é que meus pais se conheceram em um avião e foram casados por 23 anos, apesar de não serem mais). Por incrível que pareça, não aconteceu nada, mal conversamos, e ele só me adicionou no facebook na época. Três meses depois, rolou outra viagem com o mesmo grupo para Juiz de Fora e lá ficamos pela primeira vez. Desde então começamos a sair e fomos namorar uns três meses depois, dia 2 de janeiro (isso porque ele já tinha um réveillon programado para Punta com os amigos hahaha). Gostamos muito de viajar, jantar fora, ir ao cinema, fazer programações ao ar livre (corremos muito juntos na praia!), ficar sem fazer nada em casa e… comer doces. Nós dois somos viciados em doces! Se deixar a gente só come isso, por isso temos uma rotina regrada de exercícios! Pensamos de forma muito parecida em relação às ambições na vida, futuro, etc. Ele é uma pessoa super admirável, companheira, me apoia e me põe para cima em todos os momentos.

O pedido de casamento: O pedido foi surpresa para mim, de verdade, foi no dia do aniversário dele, 7 de março. Estávamos com uma viagem programada para junho e eu imaginei que pudesse ser lá, já que vínhamos conversando sobre morar juntos, etc. Achei bem surpreendente e ele fugiu do óbvio! Estávamos na minha casa e ele insistia que queria me dar um doce (claro!!), no caso, era uma nhá benta hahaha. Quando me entregou, eu desembrulhei e o anel de noivado já estava “cravado” no doce. Por pouco não comi! Em seguida ele me entregou um cartão lindo com o pedido no final. Fizemos um almoço para as famílias em comemoração.

◊ O CASAMENTO

Os preparativos: Marcamos com 1 ano e três meses de antecedência. Ele não fazia questão de festa, eu que fiz, então acabei organizando sozinha, com ajuda da cerimonialista Paula Rocha, que foi maravilhosa. Minha família é muito católica, então sempre fiz questão de casar na igreja. O Luis opinou na escolha do buffet e doces (lógico! haha).

O vestido de noiva: Escolhi a Martu para fazer meu vestido e super indico. Ela é muito criativa, foge do óbvio. No início, quando noivei, acho que eu era uma noiva mais clássica por isso amei ter escolhido a Martu, ela deu um toque moderno e estiloso que só ela tem! Já sábia que queria um vestido de manga comprida, mas ela foi adaptando de forma que não ficasse careta e igual a todos. Hoje em dia os vestidos tendem a ser muito iguais, de renda

Dica: Um detalhe importante é que você vai mudando o gosto de acordo com as provas, então tem que tomar cuidado para não enjoar, este é um risco para quem compra com muita antecedência. Por isso, preferi mandar fazer! O vestido foi um dos itens mais elogiados pelos convidados, a Martinha arrasou.

Mandei fazer a grinalda e o véu também com a Martu, outro ponto alto. Tinha 4m de tule e mini pérolas! Prendi a cauda para a festa, é impossível dançar de cauda.

Acessórios: Foi usada apenas uma salva de prata da minha tia avó, minha avó entrou com as alianças nela! O brinco foi da designer Anette Vaisman (um brilhante preso com uma pérola, bem clássico!) e minha avó me deu um terço lindo da Agnus Dei, que usei ao entrar na igreja.

Making of: Nos vimos alguns dias antes, quando fomos visitar o apartamento que estamos morando agora. Não nos vimos na véspera. No dia ele me mandou flores e um cartão super emocionante enquanto eu me arrumava no Copacabana Palace. Ele se arrumou em casa mesmo e fomos nos falando pelo whatsapp! Eu estava nervosa, claro, mas acho que não deixei aparentar, tentei me controlar. Acho que ele estava calmo.

Impossível não citar meu maquiador, o G Junior Alves, ele simplesmente arrasou e indico para todas as noivas! É uma figura única, maquia e penteia como ninguém. Também fez minha mãe e irmã!

Cerimônia: Eu sempre achei a Igreja N. Senhora do Bonsucesso linda e como já sabia que queria o Museu Histórico Nacional era perfeito, por ser bem atrás (apenas atravessamos a rua da igreja para a recepção).

Sobre a data, também já tinha vontade de casar em junho, pelo clima mais friozinho (sempre quis casar de manga comprida) e é um mês que chove pouco. O celebrante foi o Padre Marcos Belizário, pároco da igreja que eu frequento, em São Conrado, e minha família é super próxima dele.

Padrinhos e madrinhas: Chamamos quatorze casais. Os homens usaram meio fraque e para as mulheres não fiz nenhuma restrição.

Damas e pajens: Foram três casais, todos filhos de amigas e os sobrinhos do Luis. Foi uma das partes mais engraçadas, pelo o que vi nas fotos e vídeo. Todos entraram, mas meio contrariados, porque eram muito pequenos, choraram, etc. Uma das damas voltou correndo do altar e tiveram que buscar…

As roupas das damas eram vestidos com saia de tule e mini pérolas na parte de cima, com uma faixa rosa antigo na cintura. Os pajens estavam de terno e calça social, bem fofos. As damas usaram (ou deveriam..rs) mini buquê e arco de chuva de prata. Ficaram lindos!!

Local da festa: Eu sempre achei o MHN o local mais lindo e romântico do Rio para casar, então não tive dúvidas. Cheguei a ver na Hípica, mas preferi o Museu, inclusive pela dobradinha com a Igreja N. Senhora do Bonsucesso.

Eu já tinha ido a casamentos no Museu, e por este motivo quis casar lá. Acho que o local superou minhas expectativas, porque a decoração conseguiu ficar muito mais linda do que eu imaginava. Interessante, porque a noiva só vê a decoração quando entra na festa, então você fica meio sem saber para onde olhar e acaba vendo REALMENTE tudo nas fotos, rs.

Decoração: Convidei algumas amigas para decorar, na época era Bianco Per Tre (Clara Nóbrega, Luiza Porphirio e Flávia Palermo), é agora Clara Nobrega Decor. Elas já tinham feito o casamento de uma delas lá no Museu e eu tinha adorado! As três têm ótimo gosto, criatividade e deixaram a festa com a minha cara. Eu escolhi cada detalhe, desde a flor até as cadeiras, mesas, tudo. Acho que em relação a decoração não teria feito nada diferente, elas arrasaram!

Música da festa: Escolhi o DJ Taw, pelos casamentos que tinha ido com ele no passado, ele era minha primeira opção desde o início. Contratei o Breno Morais para o sax. Foram super elogiados e animaram muito a pista! Pra ser sincera, não lembro a música que mais marcou hahahah porque foram muitas, mas pedi muito para tocar músicas dos anos 2000, como Inoj, Nelly, Outkast, porque eu e minhas amigas amamos… ah, e é claro, uma banda que nos marca muito é Coldplay, pois nós dois amamos!! Entramos na pista com “A Sky full of stars” que é animadíssima.

Buffet: Contratamos o Demar Buffet, que arrasou! Já tinha provado o buffet deles em outros casamentos, como no da minha prima no ano passado, é delicioso. Recebi muitos elogios dos convidados, principalmente em relação ao Haddock e arroz de pato! Escolhi jantar e volante. No menu, tinha também Filet en croute ao molho de champignon, batatas coradas, bananinhas ouriço e Capeletti ao molho de quatro queijos.

Para os drinks contratamos o Help Bar que é uma atração à parte, eles dão show! Servimos caipivodkas, clericots e fora os drinks, prosecco Chandon, whisky Black Label e cerveja Stella.

Registros: Contratei a fotógrafa Jann La Pointe e a V Rebel para filmagem. A Jann foi hiper indicada por uma amiga e pela minha cerimonialista. Ela tem uma sensibilidade única para as fotos e é super profissional. A V Rebel é uma das mais conhecidas no mercado, faz edição como ninguém. A hashtag foi #talitaecamuce e pedimos no nosso site para não esquecerem de marcar nas redes sociais, foi ótimo porque vimos todas as fotos no dia seguinte!

Convidados: Nossa festa foi para 400 convidados, inclusive a decoração fechou uma parte do Museu (que sem fechamento é para 500 pessoas). A lista inicial tinha cerca de 600 convidados, porque tenho família fora do Rio, minha família materna é toda de Santa Catarina, e tenho vários amigos que moram fora do Brasil e foi mais difícil de virem…

Meu primo veio da Irlanda e um padrinho do Luis veio da Bahia só para o casamento também. Tive familiares que vieram do Sul e alguns amigos do meu pai vieram do Mato Grosso só para o casamento.

◊ APÓS O CASAMENTO

Lua-de-mel: Fomos para o Nannai Spa & Resort, em Pernambuco. Tínhamos apenas uma semana de lua de mel e pretendíamos fazer uma viagem maior no ano que vem. Eu sempre quis ir ao Nannai e ficamos na dúvida entre lá e Noronha, mas não queria um local rústico. Apesar de já saber que era lindo eu me surpreendi! É muito romântico, ideal para casais sem filhos. Acho que é um dos resorts mais luxuosos do Brasil, atendimento impecável, comida maravilhosa e tem um Spa da L’occitane, o melhor que já fui. É uma ótima opção para relaxar o dia inteiro, tomar sol e descansar… justamente o que eu buscava para lua de mel! O bacana é que mesmo é que fomos em junho, e como lá não faz frio, e acho que por sorte, só pegamos sol. Sou bem chata com hospedagem e iria de novo feliz!

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento: Como são muitas mudanças ao mesmo tempo, minha dica é tentar não se estressar e aproveitar muito a lua de mel, ela passa muito rápido! É um momento único na vida dos casais e graças a Deus aproveitamos bastante.

Troca de presentes: Escolhemos colocar os presentes apenas online e foi a escolha mais eficiente, porque não queríamos ficar com crédito preso em loja. Com os presentes online conseguimos sacar o dinheiro e comprar tudo que gostaríamos, e ainda sobrou um pouco. Acho que é a forma mais inteligente. Íamos recebendo os e-mails com os presentes e votos e agradecíamos em seguida, por email mesmo. Fizemos questão de agradecer, claro!

Recebemos alguns telegramas e presentes físicos, que foram enviados lá pra casa.

Ficha técnica:

✓ Cerimonial e Assessoria – Paula Rocha Eventos

✓ Celebrante – Marcos Belizário

✓ Local da Cerimônia – Igreja N. Senhora do Bonsucesso

✓ Local da Festa – Museu Histórico Nacional

✓ Vestido de Noiva, Véu e Grinalda – Martu

✓ Cabelo e Maquiagem – G Junior

✓ Acessórios – Jóias Anette Vaisman, terço Agnus Dei

✓ Sapatos – Sonia Barreto

✓ Buquê e Lapelas dos padrinhos – A Roseira

✓ Alianças – Vivara

✓ Música Cerimônia (Coral, Orquestra) – Os Violinos Mágicos

✓ Música Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria) – DJ Taw e Breno Morais

✓ Foto – Jann La Pointe

✓ Filme – V Rebel Cinema One

✓ Buffet – Demar Buffet

✓ DJ – Taw (Rastropop)

✓ Decorador – Clara Nobrega Decor (Clara Nobrega, Flavia Palermo e Lulu Porphirio)

✓ Iluminação – M2 Eventos

✓ Mobiliário – Festah

✓ Flor – A Roseira

✓ Plantas – Paisagismo Horto Art

✓ Lustres – Eliana Lipiani

✓ Luzes de natal – Otavio Roldan

✓ Fechamento e pista – Link da Festa

✓ UTI Móvel – Express Remoções

✓ Forminhas – Margarida Forminhas

✓ Bar de bebidas – Help Bar

✓ Bebidas – Duty Free e Wines and Roses

✓ Toldo – Lonarte

✓ Bolo – Vera Andrade

✓ Doces – Raphs Patisserie, Fabiana D’Angelo, Olenka Brownies, Denise do Rego Macedo, Barriga de Freira, Rosangela Loureiro, Palha italiana da minha sogra

✓ Bem-casados – Elvira Bona

✓ Lembrancinhas – Fave Sandálias

✓ Convite e identidade visual – Mia Studio Criativo e gráfica Marly

✓ Carro – pai da noiva

✓ Roupa do noivo, padrinhos, pajens e pais dos noivos – Só a Rigor

✓ Gerador – Noalge

✓ Ar Condicionado – DRB Ar Condicionado

✓ Manobra e Segurança –  JLF Eventos

✓ Hotel da noite de núpcias – Copacabana Palace

✓ Lua de mel – Nannai Resort & Spa

✓ Lista de presentes – Online

 

Leia mais:

Casamento Real: Linnea e Rafael

Casamento Real: Claudia e Marcello

Casamento Real: Bianca e João Fernandes

Comentários “Casamento Talita e Luis Felipe

Deixar um comentário