Marina e Willian tiveram um lindo casamento tradicional em São Paulo. A cerimônia foi celebrada na Igreja Nossa Senhora do Brasil, onde as daminhas eram as avós do casal e os pajens, irmãos e primos.

A festa, animadíssima, no Buffet Fasano, contou com a presença da Banda Eva, trazendo um pouquinho do carnaval de Salvador para a pista de dança do casamento. Onde os noivos cantaram, um para o outro, a música “Não precisa mudar”. Emocionante! 

Como o casal é amante de Crossfit, mandaram fazer bonequinhos de bolo a caráter, inspirados nessa paixão em comum. Quer saber como ficou? Então, confira a matéria abaixo!

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelas noivas ou noivos. Nossa proposta é uma troca real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outras noivas que ainda estão no processo, com foco e inspiração!

 

Noivos: 

Marina Ramos Oliveira de Lima e Willian Lucio Rodrigues

Local: 

Igreja Nossa Sra. do Brasil (cerimônia) e  Fasano, São Paulo (festa).

Data: 

 

◊ ANTES DO CASAMENTO

 

História do casal:

 

Nos conhecemos em Berkeley, na California, quando estávamos estudando. Estávamos na mesma sala e em meio a festinhas e encontros da faculdade, descobrimos que tínhamos muitas coisas em comum, principalmente o esporte. Percebemos que eramos os únicos que curtiam correr, malhar, etc. e começamos a nos aproximar muito por conta disso. Gostávamos de nos inscrever para provas, combinar de correr pelo campus e em meio a tudo isso, sabíamos que estávamos começando a viver um sonho juntos, onde tudo era muito natural e o amor ia crescendo a cada encontro. Desde o primeiro beijo, em uma das festinhas, sabíamos que nao ia ser só um amor de intercâmbio e que nossa história ia durar pra sempre.

 
O pedido de casamento:

 

O pedido de casamento foi em uma viagem de férias, quando estávamos em um navio. Sabem aquelas noites de gala? Então, usar um terno em pleno verão para esconder o anel só foi possível nesse dia e o Will aproveitou a oportunidade.

 

◊ O CASAMENTO

 

Os preparativos:

 

Marcamos a data até mesmo antes do pedido, rs. Como a gente queria casar na igreja e de preferência a Nossa Sra do Brasil, fomos juntos até lá ver opções de datas e conseguimos uma ótima em dezembro, do jeito que a gente queria. Assim, marcamos e contamos apenas para os nossos pais. Como precisávamos do buffet disponível naquela data, por indicações de um amigo, entramos em contato com a Marriages que já agendou o Fasano e fechamos com eles.

A maioria dos profissionais foram indicação da Marriages ou de amigos, não procuramos muitas coisas na internet.

 

O vestido de noiva:

 

Eu sempre tive o sonho de me vestir de noiva mas nunca tive o sonho de parecer uma “princesa” rs. Queria um vestido simples, sem muito “frufru”, mas que ao mesmo tempo conversasse com a proposta de casamento e festa que queríamos. No início, os vestidos que estavam me chamando a atenção eram muito estilo “praia”, que eu amo, mas não era a situação do nosso casamento então busquei uma estilista que pudesse fazer um “só pra mim” rs. Por indicação de uma amiga, conheci a Nanna e desde o primeiro dia gostei dela. Tinham alguns vestidos prontos que provei no dia e pude ter algumas ideias do que eu queria, e do que não queria, para que ela desenhasse o meu. Muita gente perguntou: mas você não vai em outro estilista? Outra loja? Eu até pensei mas eu sou prática e tinha gostado, então achei melhor não ficar vendo muitas coisas pra não me confundir numa decisão que já estava tomada.

 

 

O que me ajudou muito foi olhar modelos no instagram e aos poucos selecionar opções que cairiam bem em mim. A dica que eu dou é esta, pois às vezes a gente pode achar lindo alguns vestidos mas pensando que será o seu vestido, tem que bater com o seu estilo. Vale a pena provar diversas opções mesmo que seja para dizer “não” e a partir delas você vai buscando o que quer. Por exemplo,  provei um que amei a saia, mas não gostei da parte de cima então já eliminei partes de cima fechadas, e por aí vai.

 

Acessórios:

 

Eu não tinha nada até 1 mês antes do casamento, rs. Na loucura do dia a dia e outros preparativos, acabei deixando os acessórios para última hora.

O sapato, eu queria um confortável. Consegui na Kila um baixinho no modelo que eu queria e mandei fazer. Conseguiram deixar pronto a tempo e tive que pedir ajuda da minha irmã pra ir buscar rs.

 

 

Duas semanas antes do casamento, na penúltima prova, foi quando fui ver brincos com a minha sogra e encontramos um maravilhoso. Depois do brinco, teve a prova de cabelo e maquiagem e para isso, fui com uma amiga ver alguns modelos, e a minha assessora separou algumas peças da Casa Vasconcelos para testarmos. Escolhi uma que deu certinho com o penteado.

 

Roupa do noivo:

 

A escolha foi mais facil pois Will estava acostumado a trabalhar de terno e gravata. A escolha foi um terno cinza chumbo com colete. O terno foi feito sob medida com um alfaiate de São Paulo (Moacir). A camisa branca e a gravata perolada foram escolhidas na Ricardo Almeida. As abotuaduras foram da Hugo Boss e o sapato preto da marca italiana Salvatore Ferragamo.

 

 

Making of

 

Nós ja morávamos juntos antes do casamento então por “superstição”, o Will foi dormir nos pais dele de sexta pra sábado para não nos vermos no dia do casamento. Cada um se arrumou na casa dos pais e nos falamos poucas vezes. Pra variar, tivemos que fazer um treininho de manhã para liberar endorfina e acalmar os nervos no grande dia.

Escolhi meu buquê no dia da prova de decoração dentro de opções de todos que me apresentaram. Era simples e combinava muito com meu vestido.

 

 
Cerimônia:

 

Sempre quisemos casar na igreja. Ficamos entre a nossa Sra do Brasil e a São José, que a Marina, principalmente, sempre frequentou. Pelo número de convidados, deveria ser uma maior, então fiamos com a Nossa Sra do Brasil. Conversamos com um primeiro padre e não tivemos muita afinidade então pedimos para trocar e conhecemos um segundo, que foi o que curtimos. Acreditem se quiser, no dia do casamento, a igreja fez confusão e quem nos casou foi um terceiro padre. De qualquer forma, foi tudo ótimo e emocionante do jeito que esperávamos.

 

 

Música da cerimônia:

 

Foi uma orquestra que tocou tanto músicas religiosas quanto modernas.

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Foram 7 casais de cada lado. No início eram 6 que era o limite da Igreja mas daí a gente conseguiu uma exceção com o padre e colocou 7 de cada lado. Com relação aos padrinhos homens, eles tinham que estar todos vestidos com mesma cor, que era cinza chumbo. Já para as meninas, eu não coloquei nenhuma restrição de cor, contanto que elas não repetissem a mesma cor nem o mesmo tom, podia ser azul claro, azul escuro… Eu queria que fosse bem colorido e tudo longo, obviamente.

 

 
Damas e pajens:

 

Nós não tivemos daminhas e pajens. A gente não têm crianças na família que já poderiam entrar andando e levando as alianças na igreja. Então, escolhemos nossas 3 avós. Elas entraram juntas, cada uma com um primo ou irmão nossos.

 

Local da festa:

 

Eu já conhecía o Fasano, porque meu irmão fez a festa de casamento dele lá. Eu curti pra caramba e, como a gente sabia que a quantidade de convidados seria grande, e não queríamos nada abarrotado, achamos que lá seria o lugar perfeito.

 

Decoração:

 

Sendo bem sincera, eu não fazia a menor ideia do que eu queria. Até porque, sou zero ligada em decoração. Mas, a mãe do Will (noivo) é decoradora e ela ajudou bastante. O, Rudi, também era amigo do pai do Will e já tinha feito o terceiro casamento do meu pai. Então, a gente já conhecia bastante eles e o resultado super atendeu às expectativas. Foi ótimo, não faria nada diferente

 
Bolos e doces:

 

Quanto aos bolos e doces, na verdade, trabalho não dá né (rs.)? Porque você só prova um monte de coisa e daí, esse é um problema bom de ter que escolher (rs.).

A nossa assessora trouxe várias opções de doces e a gente foi escolhendo sem saber, mais ou menos, o que cada um era. Ela foi orientando, do tipo, vocês precisam escolher dois de chocolate, dois de fruta. Enfim, foi isso.

Já o bolo, a gente não escolheu muito pelo bolo em si, mas sim pela “cara” dele. Vimos algumas fotos também e acabei pegando da mesma moça que fez o bolo do meu irmão. Eu tinha achado legal e com um preço bom… Mas o mais legal do bolo, eram os “bonequinhos”. A gente pegou a Flávia Pina, das esculturas, e ela fez um casal, um segurando o outro,  porque a gente faz Crossfit e ficou perfeito, lindo e maravilhoso. Hoje, é um item de decoração da nossa sala. 

 

Buffet:

 

O Buffet tinha que ser do próprio Fasano e eles foram super pontuais. Comemos, assim que chegamos na festa. Para o bar, contratamos a Help Bar. A gente conseguiu com eles uma variedade bem bacana, e todos os convidados elogiaram bem os comes e bebes!

 

Música da festa:

A gente tinha alguns Djs de lista, passados pela nossa assessora e, também, por indicação de amigos e outras experiências. Acabamos escolhendo o Secchi, que foi ótimo. 

A gente já sabia que ia querer uma banda, então pensamos em alguma coisa que fosse mais puxada para o carnaval. Algo que não fosse só para o público jovem mas que a galera toda pudesse participar. Foi então, que surgiu a Banda EVA e foi a melhor escolha! O investimento foi caro, mas valeu cada centavo. Teve uma hora que, no meio da pista, estava parecendo carnaval de Salvador. A galera super mega animada, o cantor até desceu na pista! E foi uma energia maravilhosa!

A música que mais marcou foi “Não precisa mudar”… Eles chamaram a gente para cantar no palco e foi perfeito ter um cantando para o outro.

 

 

Registros:

 

Contratamos para as fotos, Marco Costa e a Carol e para o vídeo o Vinícius. A gente adorou ter esse dia de fama (rs.). Teve Foto Cabine também, mas foi meio de última hora. Colocamos uma hashtag que ficava o tempo todo aparecendo no telão. Ela era meio que… “em comum”, por ser um apelido nosso – #casamentochulis. Grande parte das pessoas não entendiam o que era, então elas tinham que se comunicar para saber do que se tratava. Os nossos melhores amigos, lógico, sabiam e explicavam. Isso foi bem legal! Todos os posts, depois, que a gente acompanhou pela hashtag, estavam demais . 

A Carol e o Marco, para mim, são os melhores profissionais de todos os que a gente teve envolvimento ali no casamento. A Carol é super humana! Ela faz questão de te entender e saber quem é a sua família, quais são as suas inseguranças no dia, e de te deixar tranquila. 

 
Convidados:

 

Foi um casamento para 650/ 700 convidados. Nós fizemos um R.S.V.P ativo. E o  que aconteceu, foi: acabaram indo menos pessoas porque, na reta final, ficamos com muito medo de estourar a quantidade de convidados e acabamos cortando algumas pessoas da lista.  No final, foram 620,se não me engano, então foi ótimo!

Bom, se eu tenho alguma dica para dar é: como eu senti que muita gente que eu convidei não foi, e muita gente que eu deixei de fora, depois que eu postei a foto, foi lá e me deu parabéns, com muito carinho e tal… prestem sempre bastante atenção nisso da lista, das pessoas que você quer presente, e que dão a mesma importância a você como você a elas, sabem? Precisa ver quem realmente é importante e faz questão de te ver feliz, não só pela festa em si. A escolha dos padrinhos,  também deve ser bem pensada. Tomando cuidado para que as pessoas que ficarem de fora, não se sintam ofendidas e  pensando em quem é importante para você e para vocês, como casal,  naquele momento. Esse foi um ponto bem importante, porque tinham padrinhos que eu queria do meu lado e o Will queria do lado dele, só que, ao mesmo tempo, eram pessoas que talvez a gente não tivesse uma história como casal.

Lembrar que: não é uma festa individual, é um “momento casal”.  Então, é  pensar em quem é importante para o casal.

 

Ferramentas: 

Nós usamos o drive do google para atualizar principalmente a lista. Como nossas famílias chamaram muita gente, era importante ter um único arquivo onde todos conseguissem visualizar a quantidade de modificações que iam sendo feitas para não passar o número de convidados, RSVPs, etc.

Também tinhamos uma planilha de controle de gastos e a minha sugestão é acompanhar diariamente para não perder o controle pois a cada minuto você vai precisar pagar um fornecedor. Ainda sobre gastos, recomendo que vejam sempre primeiro as coisas essenciais como: buffet, som, entre outras… muito antes de decidir se vão colocar balões na pista. Digo isso pois imagine estourar o orçamento por ter fechado aquelas coisinhas a mais e antes do casamento lembrar que faltaram as louças ou as moças da limpeza.

 

◊ APÓS O CASAMENTO

 

Lua-de-mel:

 

A gente estava em busca de uma agência e pediu indicação para nossa assessoria que preferiu não dar nenhuma indicação. Conseguimos uma agência que já conhecíamos e fomos para: África do Sul, Seicheles, Zâmbia e Dubai. 

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento:

Nós já táinhamos o apartamento, antes do casamento, pois eu já tinha um apartamento aqui, onde eu morava sozinha. Daí, como a gente se conheceu lá fora, quando voltamos, o Will foi morar comigo. A gente só reformou, para deixar com a nossa cara. Foi um momento bem difícil, porque a gente morava no apartamento enquanto ele estava reformando. Então, a gente morava no quarto, enquanto reformava a sala e vice-essa. Dá um estresse e cria- se esse estresse entre o casal. É um momento em que você tem que ter paciência assim… Sabe? Pensar que isso vai passar e que vai ser para melhor. Daí,  quando a gente casou, a casa toda já estava reformada! A gente não teve que fazer nada e foi só começar a curtir a vida de casado.

 

Ficha técnica:

 

♦︎ Local: Buffet Fasano

♦︎ Assessoria: Marriages Assessoria

♦︎ Decoração: Rubens Decorações

♦︎ Foto: Marco Costa Photo

♦︎ Filme: Vinicius Credidio Films

♦︎ Beleza da noiva: Jr Mendes

♦︎ Acessórios: Casa Vasconcellos

♦︎ Vestido de noiva: Whitehall por Nanna Martinez

♦︎ Bar: Help Bar

♦︎ Música cerimônia: Allegro Coral e Orquestra

♦︎ Música festa: Dj Henrique Secchi

♦︎ Bolo: Nina Veloso Patisserie

♦︎ Bem-casados: Conceição Bem-casados

 

♦︎ Doces: Atelier Mariza Doces, Pati Piva e Petite Fleur Patisserie  

 

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

 

Leia mais:

Destination Wedding: Dicas para seu casamento em Búzios

Pintura ao vivo no casamento

Casamento em Fernando de Noronha: Camila e Lucca

Deixar um comentário