Quando o pai da noiva é o cupido do casal, organizando almoços para juntar os noivos, você já sabe que a família é boa e o casamento será incrível!

E esse casal não teve apenas as bênçãos de seus pais e sogros, a natureza se manifestou e fez festa no céu para a entrada da Veridiana, que casou com Guilherme, na Fazenda Santa Bárbara.

 

 

“uma das coisas que mais chamou a atenção, foi que antes de eu entrar, naquele breve momento de silêncio após as daminhas e os pajens já terem entrado, teve um voo de maritacas cantando sobre a cerimônia, algo que ninguém esperava, e que encantou a todos inesperadamente.” Veridiana.

(obs: tem na matéria a foto perfeita mostrando o voo das maritacas)

 

Vejam esse casamento lindo na fazenda Fazenda Santa Bárbara, organizado pelas Moças Casamenteiras e decorado com perfeição pela dupla Fábio Borgatto e Telma Hayashi.

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelos noivos, em 1ª pessoa. Nossa proposta é uma troca livre e real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outros casais que ainda estão no caminho!

 

 

Noivos: Veridiana Frias Françoso Peixoto e Guilherme Andrade Peixoto

Local: Fazenda Santa Bárbara – Itatiba

Data: 22/06/2019

 

Créditos da foto do destaque: Rejane Wolff     

 

 

 

 

História do casal:

 

O Guilherme é médico, assim como meu pai, e os dois estavam na mesma chapa concorrendo em uma eleição em uma instituição médica no estado de SP. Como na época eu estava trabalhando em São Paulo e toda sexta-feira tinha reunião da chapa, meu pai sempre pedia pra eu ir quando estivesse acabando pra que a gente saísse para jantar depois (era comum que alguns médicos amigos fossem junto). Ele sempre teve segundas intenções com isso! Hahaha

 

 

Foi em uma dessas reuniões que ele me apresentou ao Gui. Na semana seguinte, minha mãe não foi jantar com a gente e eu acabei indo sozinha com meu pai e os outros médicos, só que dessa vez o Guilherme acabou indo também, insistiram tanto que ele não teve como não ir!

 

 

Foi nesse dia que percebi que meu pai e alguns amigos estavam “tramando” para que a gente ficasse junto, e deu certo! Depois desse dia, começamos a conversar por facebook, trocamos telefone e o Guilherme me convidou para jantar. Foi na volta do restaurante, quando ele me deixou em casa, que aconteceu nosso primeiro beijo. Estamos juntos desde então, há quase 2 anos. Ele me pediu em casamento 1 mês após comemorarmos 1 ano de namoro e casamos em 8 meses.

 

 

O que mais gostamos de fazer juntos é viajar (apesar de não termos viajado tanto assim), ir ao cinema, restaurantes…

 

 

O pedido de casamento:

 

Viajamos para Maresias para comemorar 1 ano de namoro, porém 1 mês depois da data oficial por motivos de trabalho. Pra mim, seria só uma viagem comemorativa, pra passar o fds. No sábado o hotel havia preparado um jantar especial a pedido do Gui, pra nós. Nada aconteceu, então ainda continuava sendo apenas uma viagem de comemoração. Quando voltamos para o quarto, ao abrir a porta levei um susto! Estava tudo decorado com pétalas de rosa, bexigas de coração e tinha uma garrafa de espumante em cima da cama! Assim que entramos, ele começou a falar coisas lindas pra mim, abriu a caixinha do anel e fez o pedido! Foi uma surpresa incrivel! Eu realmente não estava esperando!

 

 

Créditos: todas as fotos desta matéria são da Rejane Wolff     

 

Os Preparativos:

 

Marcamos a data em dezembro após decidirmos o local (o pedido foi no final de outubro), e nos casamos em junho, ou seja, marcamos com 6 meses de antecedência.

 

Os preparativos foram tranquilos, eu sempre achei que fosse ser mais complicado. É claro que uma coisa ou outra acaba dando um pouco mais de trabalho, mas nada que não pudesse ser resolvido. Minha mãe, me ajudou muito também. Como a vida do Guilherme é mais corrida, devido à profissão dele, eu acabava decidindo a maioria das coisas fáceis e pequenas sozinha, ou com a ajuda da minha mãe.

 

Achei essencial ter assessoria, elas foram ótimas, me ajudaram super e deram ótimas indicações!! Contratamos as Moças Casamenteiras, e eu recomendo o trabalho delas de olhos fechados.

 

Alguns profissionais como decorador, doces, conjunto musical da cerimônia, eu sempre soube quem eu queria. Alguns outros eu já tinha ouvido falar, já conhecia o trabalho e só precisava fazer orçamento, degustação… E também teve os que foram indicados pela assessoria. Em resumo, teve um pouco de cada coisa.

 

 

 

Roteiro-completo-para-organizar-seu-casamento_-cronograma-comentado-em-7-etapas

 

No dia do casamento, antes da cerimônia: 

 

Ficamos hospedados na fazenda com as nossas famílias a partir de sexta-feira e nesse mesmo dia fizemos uma pizzada como pré-wedding para os padrinhos e família. Dormimos em quartos separados e só fomos nos ver no altar!

 

Eu me arrumei na fazenda, junto com as minhas madrinhas, minha mãe, minha avó e minha sogra. E o Guilherme passou o dia com os padrinhos dele. Se arrumaram na “casa do noivo” na fazenda, foram juntos comprar flores…

 

O único momento em que nos falamos no sábado foi quando ele me deu um buquê de rosas e um presente! Porém não nos vimos. Minha fotógrafa armou tudo, e ele me fez essa surpresa!

 

 

No começo da manhã eu estava até que tranquila, mas conforme as horas foram passando comecei a ficar cada vez mais nervosa. Mas a parte boa é que tinha minhas amigas e minha mãe se arrumando comigo e me distraindo. Isso eu recomendo para todas as noivas! Porque a festa já começa antes! hahaha

 

 

O vestido de noiva:

 

Eu nunca quis mandar fazer o vestido, primeiro porque tinha medo dele não ficar como eu imaginava e segundo porque eu não sabia o que eu queria. Sempre acreditei naquela história de que o vestido é que escolhe a noiva, e comigo foi exatamente assim que aconteceu.

 

Fui em duas lojas apenas. Na primeira fiquei bem desanimada, achei que não acharia nunca o vestido dos meus sonhos, aquele que ficasse perfeito. Na segunda loja, após experimentar uns 4 modelos sem sucesso, fui dar uma andada pelas araras e ver se achava algum outro modelo que pudesse me agradar. E achei!

 

Quando o vesti, sabia que era ele! Minha mãe estava comigo e ela sentiu a mesma coisa! Foi uma coisa inexplicável, nossos olhos se encheram de lágrimas e o vestido estava escolhido!

 

O véu tinha 3,5m e era bem clean, sem renda nem bordados, apenas tule. A minha grinalda eu mandei fazer. Ela tinha rosas em madrepérola pintadas de azul e pequenas pérolas ao redor dos ramos.

A cauda deu um pouco de trabalho para prender antes da festa, porque era complicadinha, mas acabou dando tudo certo e ela ficou presa.

 

Acho que o ideal pra quem está vendo vestido e não quer mandar fazer, é estar com a cabeça muito aberta, porque as vezes, aquilo que está bonito na modelo não funciona pra você. Então vale muito a pena experimentar de tudo!   

 

 

Acessórios:

 

Muito antes de eu ser pedida em casamento, descobri sem querer no Instagram um atêlie que fazia arranjos de cabelo (@vitoriacabaleiro) e aí eu soube que quando casasse era lá que eu faria. E ela fez exatamente do jeitinho que eu pedi!

 

 

Os brincos eu usaria um com safira azul da minha mãe, porque eles iam combinar com a grinalda. Mas como ganhei de presente do Gui brincos de brilhantes, acabei trocando e casei com os que ganhei!

Entrei com um terço que minha mãe tinha ganhado da avó dela e nele pendurei uma foto dos meus avós falecidos, que eu colei em um relicário.

 

 

O sapato precisava ser muito confortável para eu aguentar a noite toda e o salto tinha que ser grosso, já que o piso da fazenda (para ir da casa até a cerimônia) era de paralelepipedo. Dei sorte e achei um perfeito na Schutz.

 

Sobre o buquê, eu mandei algumas referências para o meu decorador, mas nunca soube muito bem como eu queria, deixei ele até um pouco livre, já que confio de olhos fechados e sabia que ele faria algo lindo. Dito e feito, meu buquê estava perfeito!

 

 

Roupa do noivo:

 

Primeiro escolhemos a cor, cinza. Como ultimamente muitos noivos casam com terno azul, o Guilherme queria algo diferente e eu sempre achei que um terno cinza claro ficaria perfeito! Compramos em Miami, quando fomos fazer enxoval em março. Eu e minha mãe o ajudamos a escolher.

 

 

Cerimônia:

 

Escolhemos a fazenda Santa Bárbara primeiro porque ficamos apaixonados pelo lugar, que é lindo! Segundo porque amamos a estrutura que eles tem tanto para receber os fornecedores, quanto o local da festa e da cerimônia, além do fato de que podíamos nos hospedar lá e ainda fazer um pré-wedding na sexta-feira.

 

Outro fator que colaborou muito para a nossa escolha, é que a fazenda tem uma capela que é reconhecida pela Igreja católica, portanto poderíamos fazer a cerimônia religiosa lá, e o casamento seria validado  normalmente.

 

O celebrante foi um frei amigo da família do Guilherme. E ele fez uma cerimônia incrível! Não teve um convidado que disse não ter se emocionado em algum momento. Mas acho que uma das coisas que mais chamou a atenção, foi que antes de eu entrar, naquele breve momento de silêncio após as daminhas e os pajens já terem entrado, teve um voo de maritacas cantando sobre a cerimônia, algo que ninguém esperava, e que encantou a todos inesperadamente.

 

 

Música da cerimônia:

 

Contratamos um conjunto musical de Piracicaba chamado Grupo Adonai. Eu já os conhecia, porque são da minha cidade mesmo. Escolhemos tanto músicas modernas, quanto clássicas, dependendo do momento da cerimônia. Na nossa saída por exemplo, eles fizeram uma versão maravilhosa de “Anjo Moderno” de Jorge e Matheus.

 

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Tínhamos 5 casais de cada lado. Os padrinhos usaram terno azul e gravata cinza (que nós demos junto com o convite de cada um). As madrinhas, eu pedi para que usassem vestido longo de tons pastel.

 

 

Damas e pajens:

 

Foram 3 casais. Os meninos eram irmãos, filhos de uma prima minha. Já as meninas, 2 eram primas, filhas de primas do Guilherme, e a mais nova era filha de uma prima minha.

 

Para os meninos nós demos a calça, que era azul marinho, e a mãe completou com camisa branca e sapatênis. Os vestidos das daminhas  (assim como as calças), nós trouxemos de Miami e demos para elas. Na cabeça elas tinham uma coroa de flores, e entraram com um mini buquê, tudo feito pelo meu decorador. Todos eles entraram!

 

Local da festa:

 

Eu conhecia a fazenda apenas por fotos, e escolhemos pelos motivos já falados. O casamento foi melhor do que nos meus melhores sonhos, estava tudo incrível, superando nossas expectativas.

 

 

Decoração:

 

Sempre sonhei com um casamento ao ar livre, e sempre soube quem seria o decorador. Por ser em fazenda, a decoração era mais rústica, mas chique. Tivemos apenas uma reunião, e o Fábio conseguiu captar exatamente o que queríamos. Eu confiei nele de olhos fechados e o resultado me deixou sem palavras. Eu não mudaria nadinha da decoração.

 

 

Bolos e doces:

 

A princípio não queríamos bolo, mas o decorador nos recomendou que tívessemos para complementar a mesa de doces. Então escolhemos um de apenas 3 andares, sendo só o menor de verdade, porque não servimos na festa. Ele era bem clean, branco com apenas 2 rosas na frente. Assim como com o decorador, eu também sempre quis que os doces fossem feitos pela Lamego. Não fizemos nenhuma outra degustação, apenas com eles e só para escolher quais docinhos queríamos. Foi equilibrado entre doces de chocolate e outros tipos.

Amamos a mesa! Ficou linda! Sobraram docinhos e bem casado, também da Lamego.

 

 

Buffet:

 

Ficamos muito felizes com a escolha, até hoje recebemos elogios a respeito do buffet. Foi jantar sentado e finger foods. No menu tinha ilha de poke, 2 tipos de massa, uma carne, salada, arroz, ilha de pastel na madrugada e coquetel volante. Nós só conseguimos comer no final da festa.

 

De bebidas foi servido pelo buffet cerveja, espumante e whisky. Contratamos um bar separado para servir drinks.

 

 

Música da festa:

 

Só tivemos DJ, e como não conhecíamos nenhum aceitamos algumas sugestões que a assessoria passou. Acabamos escolhendo pelo valor, tivemos uma reunião e sentimos que ele captou muito bem o que queríamos. Adoramos o trabalho dele. Ele animou muito a pista, e todo mundo dançou a noite toda. Foi uma escolha meio que “às cegas”, mas que nos surpreendeu muito bem positivamente! Nós amamos.

 

Registros:

 

Para fotos contratamos a Rejane Wolff, e para filmagem Ananda filmes. Foi bem tranquilo passar o dia sendo filmados e fotogrados. Acho que a cerimônia teve os registros mais lindos e delicados. Não tivemos nenhum outro serviço de fotos. E usamos a #casamentoveriegui

 

 

Convidados:

 

Convidamos 400 pessoas, 300 confirmaram, mas foram de fato 250. Como a lista já estava grande, infelizmente tivemos que deixar algumas pessoas de fora, porém se tivessemos que fazer de novo, algumas teriam sido incluídas e algumas excluídas. Tivemos RSVP ativo na última semana apenas, porque precisávamos fechar de vez o número e muitas pessoas ainda não haviam dado resposta, então foi necessário.

 

 

 

Lua-de-mel:

 

Fomos para Grécia (Atenas, Santorini e Mykonos) e Turquia (Istambul), e foi maravilhoso. Casamos em junho porque queríamos aproveitar a lua de mel no verão europeu. Se tivéssemos tido tempo teríamos ficado mais dias, ficamos 12. Recomendaria com certeza para outros casais.

 

 

Dicas de lua-de mel + novo apartamento:

 

Acho que o mais importante é deixar o máximo de coisas organizada antes do casamento, como por exemplo, instalação de internet, eletrodomésticos…

A minha mãe nos ajudou muitoooo enquanto estavámos em lua de mel, porque não deixamos nada muito organizado antes de irmos hahaha ela foi incrível! Resolveu tudo, deixou o apartamento todo arrumadinho

 

Presentes:

No nosso caso, acho que pelo fato do casamento ter sido em outra cidade, não ganhamos muitos presentes.

Agradecemos cada um por whatsapp ou por email. E também como o casamento era fora das nossas cidades e os convidados ficariam em hotel, escrevi a mão um cartãozinho agradecendo a presença e o presente (especificamente o que era), junto com um chocolatinho.

 

 

Ficha técnica:

 

♦︎ Local: Fazenda Santa Barbara      

♦︎ Assessoria e cerimonial: Moças Casamenteiras

♦︎ Celebrante: Frei Sebastião

♦︎ Música de Cerimônia: Grupo Adonai

♦︎ Fotografia: Rejane Wolff     

♦︎ Filme: Ananda Filmes

♦︎ Decoração: Fábio Borgatto e Telma Hayashi

♦︎ Luz, som e imagem: F3 Entretenimento

♦︎ DJ: Marcos Felippe

♦︎ Buffet: Claudia Porteiro        

♦︎ Open bar: Flairs Coquetelaria   

♦︎ Bolo e bem-casados: Lamego Doces     

♦︎ Doces: Pati Piva

♦︎ Vestido: Pronovias

♦︎ Beleza: Instituto Valéria Aleoni

♦︎ Buquê e lapelas: Fábio Borgatto

♦︎ Acessórios: Vivara

♦︎ Alianças: Sandra Frias Design

♦︎ Grinalda: Vitoria Cabaleiro    

♦︎ Sapatos: Schutz

♦︎ Roupa Noivo: Hugo Boss

♦︎ Roupa das Damas e Pajens: Ralph Lauren

♦︎ Convite: Happy Cards

♦︎ Lembranças: Mimos e Graças

♦︎ Gerador: Quattro Geradores   

♦︎ Manobra e segurança: Âncora Segurança e Serviços

♦︎ Aquecedores: Ecotherm

♦︎ Hotel da noite de núpcias: Fazenda Santa Bárbara

♦︎ Lista de presentes: Degusta Casa, Fast Shop e Mickey Presentes

♦︎ Lua de mel: Grécia e Turquia

 

 

 

Cadastre-se para receber nossas matérias no seu email.

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

 

Leia mais:

O que esperar de um vídeo de casamento?

Daniel Cruz: dicas para a reunião com decorador

Lua de Mel na Tailândia | Koh Samui e Krabi

Deixar um comentário