É um assunto polêmico, mas que passa pela cabeça de muitos noivos durante a elaboração da lista de convidados: devemos restringir a presença de crianças na festa?

Há quem ache um absurdo privar mães e pais de levarem seus pimpolhos para uma comemoração de adultos, mas vamos analisar a situação pelo seguinte ponto de vista: é uma festa de adultos, que muitas vezes se estende pela madrugada. Será que a criança vai curtir tanto quanto nós? Será que vai dormir, ficar entediada, fazer birra e atrapalhar seus pais de celebrarem o momento?

Trabalho há algum tempo em casamentos e já vi muitos casos de famílias que levam a babá para a festa, para poderem aproveitar sem preocupação, e aí me pergunto “mas porque trouxeram a criança? Não seria melhor tê-la deixado em casa com a babá?”.

Também existem casos de pais que passam a noite inteira correndo atrás da criança, revezando com alguma pessoa da família para poderem comer, ir ao banheiro, dançar por alguns minutinhos, até ouvirem o filho chorar no colo de algum parente e voltarem correndo para conter a birra do pequeno, que muitas vezes só está incomodado por estar no meio de muitas pessoas, agitação e música alta, algo totalmente fora da sua rotina.

Se a criança faz parte da família do casal, vale avaliar a idade, o temperamento, a resistência (muitas dormem antes mesmo da cerimônia terminar) e o mais importante, se ela irá realmente aproveitar o momento e se lembrar de tudo no futuro. O mesmo vale para os filhos dos amigos e cabe aos noivos informarem delicadamente que o convite é restrito aos adultos da casa, se for o caso.

Independente da decisão, a regra é clara: ou a restrição vale para todas as crianças ou não há restrição alguma, para evitar qualquer “saia-justa”. Nessas horas vale também considerar convidar crianças mais velhas, já na fase da pré-adolescência, para a função de damas e pajens.

Agora, se a sua opção é liberar a presença da criançada toda, pense como se tivesse a idade delas e fosse convidada para uma festa de adultos. O que gostaria de encontrar por lá?

Um mimo especial para os convidados mirins, que tem feito muito sucesso ultimamente é uma “área kids”, montada em algum espaço especial, com recreadores e brinquedos para entreter os pequenos.

Gostou? Contarei mais sobre isso no meu próximo post!

 

pati-teixeira-thesis-caseme-750x208

 

* Foto destaque Bruno Stuckert e Plinio Ricardo

 

Leia mais:

Quer saber tudo sobre vestido para as daminhas? Vem com a gente!

5 lugares para casar em Goiânia

Casamento Carolina e Vitor

 

Deixar um comentário