Celebrar é muito bom, ainda mais quando reunimos todas as pessoas queridas para compartilhar momentos especiais como o casamento. Mas para que isso aconteça os noivos precisam estar atentos aos prazos da documentação exigida para a realização das cerimônias civil e/ou religiosa, a burocracia faz parte da preparação e dos detalhes para que tudo saia conforme o desejado e necessário.

Documentos necessários:

Importante lembrar:

◊ Toda a documentação deverá ser apresentada e entregue com cópias autenticadas.

◊ Caso a noiva(o) não tenha comprovante de residência em seu próprio nome ou em nome de seus pais , deverá apresentar a qualificação do proprietário com firma reconhecida e autenticada do documento de identidade do proprietário. Este comprovante de residência deverá ser do mês corrente ou no máximo do mês anterior.

◊ É permitida a realização de casamento por procuração feita em cartório, desde que respeite a validade de 90 dias.

◊ Os noivos podem optar pela mudança de nome e sobrenome.

◊ Existe um protocolo especial para estrangeiros residentes no país e que pretendem casar-se.

 

Dicas e prazos:

◊ Após a entrega de toda a documentação exigida será emitido o memorial para o casamento, onde constará a assinatura dos noivos e das testemunhas; estas deverão ser reconhecidas em cartório de notas.

◊ As firmas poderão ser abertas e reconhecidas no próprio cartório, presencialmente e portando o documento de Identidade e CPF originais.

◊ O prazo para homologação de habilitação é de 50 dias, corridos, em média; somente depois de habilitados os noivos poderão casar-se no prazo de até 90 dias.

◊ Se por algum motivo esses 90 dias forem ultrapassados e o casamento não for realizado, uma nova habilitação ou revalidação da mesma deverá ser solicitada e mais 50 dias serão aguardados.

 

→ Fiquem atentos aos prazos e a documentação exigida; procure evitar aborrecimentos ou mal entendidos…

coaching-de-noivas-caseme-750x213

Leia também:

Contrato pré-nupcial

Planejamento pessoal para o grande dia

Coreografar ou não a primeira dança?

 

Deixar um comentário