Campos de lavanda, vilarejos de pedra encantadores, excelente gastronomia local, vinhos deliciosos, hotéis extremamente charmosos e calanques, rios e praias que formam visuais paradisíacos são algumas das características que tornam a Provence uma das regiões mais belas e românticas da França.

Provence é um destino espetacular para a lua de mel para quem deseja curtir os dias pós-casamento conhecendo a cada dia um lugar mais incrível que o outro. São tantos lugares lindos que o mais difícil é escolher quais visitar. Mas aqueles que forem escolhidos irão, sem dúvida, tornar essa viagem uma das mais gostosas da sua vida. Tudo deve ser aproveitado ao máximo e com tranquilidade, desde o passeio pelas ruelas de uma cidadezinha a uma simples refeição.

lavandas

◊ Os vilarejos da Provence

Por toda a parte encontrarão cidadezinhas com características específicas que fazem valer uma visita. As paisagens vistas nas estradas secundárias que ligam esses vilarejos também são muito encantadoras.

Alguns destaques de cidades e vilarejos: Avignon, Orange, L’Isle-sur-la-Sorgue, Roussillon, Gordes, St-Rémy-de-Provence, Les-Baux-de-Provence, Moustiers Ste-Marie, Arles, Aix-en-Provence, Marselha e Cassis.

avignon
Pont d’Avignon, em Avignon
Roussillon
A cidade toda em ocre de Gordes
roussillon-2
O charme das casinhas em ocre de Gordes
les-baux-750x422
As casas de pedras que se confundem com as rochas de Les-Baux-de-Provence
lisle-sur-la-sorgue-750x475
O famoso mercado de sábado de L’Isle-sur-la-Sorgue
St-Remy-750x475
As ruas de St-Remy-de-Provence

◊ Os vinhos

Para os amantes de vinhos, vale a pena fazer um curso seguido de degustação em uma das vinícolas de Chateauneuf-du-Pape, é um passeio imperdível. Algumas sugestões são a Domaine de Beaurenard, a Domaine Mousset e a Domaine du Vieux Télégraphe.

domaine-mousset-750x475
Domaine Mousset, em Chateauneuf-de-Pape

◊ Belezas naturais

Por todas as estradas, que ligam um vilarejo a outro, é possível se encantar com paisagens belíssimas, mas a Provence é conhecida principalmente por seus campos de lavanda, pelos calanques do mar Mediterrâneo e pelo cânon Gorges du Verdon.

◊ Campos de lavanda

O período em que os campos de lavanda ficam extremamente floridos vai de meados de junho até início de agosto. É possível encontrá-los perto de Apt, na região do Plateaux d’Albion, em Valensole e na região de Haut Verdon.

vansole-lavandas-750x347
Os campos de lavandas de Valensole

◊ Calanques de Marselha e Cassis

Os calanques se estendem por 20km de comprimento e 4km de largura ao longo da costa de Marselha e Cassis. É possível visitá-los caminhando por trilhas, ou em passeios de barco que saem de ambas cidades.

calanques_cassis-750x475
Calanques de Cassis
Cassis-750x422
Cassis

◊ Cânion Gorges du Verdon e as águas verdes do rio Verdon:

Localizado no Parc Naturel Régional du Verdon, o Gorges du Verdon é o maior cânion da Europa. Ele começa em Rougon e segue por 25km até o Lac de Ste-Croix. As paisagens que se tem com o rio Verdon abaixo são excepcionais. Os destaques de onde se tem as melhores vistas de cima dos cânions são para o Belvéderè de l’Escalès e para a La Corniche Sublime. Já no rio Verdon, os passeios de canoa, rafting e escaladas são imperdíveis e podem ser contratados em Moustiers Ste-Marie e Castellane.

Gorges-du-Verdon-750x475
Passeio de caiaque pelo Verdon
gorges-du-verdon2-750x475
Os cânions de Gorges du Verdon

◊ Para dormir, descansar e comer bem

A Provence abriga diversos hotéis que, além de muito charmosos por si só, ficam localizados em lindos vilarejos, possuem ótimas instalações para descansar e ainda possui restaurantes espetaculares de alta gastronomia, muitas vezes estrelados.

Hotéis 5 estrelas:

Le Prieure, em Villeneuve-lès-Avignon

le-prieure-750x475
Le Pieure

La Bastide de Gordes, em Gordes

la-bastide-de-gordes-750x475
La Bastide de Gordes

Domaine De Manville, em Les-Baux-de-Provence

DOMAINE-DE-MANVILLE-CAROUSSEL-750x475
Domaine De Manville

Baumanière – La Cabro d’Or, em Les Baux-de-Provence

la-cabro-dor-750x444
La Cabro d’Or

La Coquillade, em Luberon

la-coquillade-750x422
La Coquillade

Villa Gallici Hôtel & Spa, em Aix-en-Provence

Europa-França-Aix-en-Provence-Avignon-Le-Castellet-Villa-Gallici-Faixada-750x422
Villa Gallici Hôtel & Spa

Le Pigonnet, em Aix-en-Provence

img_1068-750x475
Le Pigonnet

Le Petit Nice – Passedat, em Marselha

Hotel_Le_Petit_Nice12-750x408
Le Petit Nice

Hotel 4 estrelas:

La Bastide De Moustiers, em Moustiers Ste-Marie

la-bastide-de-moustiers
Le Bastide de Moustiers

Hôtel La Suite, em Villeneuve-lès-Avignon

11441524_42_z-567x475
Hôtel La Suite

Grand Hôtel Henri, L’Isle-sur-la-Sorgue

01-g-750x475
Grand Hôtel Henri
grand-hotel-henri-750x411
Grand Hôtel Henri

Benvengudo, em Les-Baux-de-Provence

Benvengudo-750x444
Benvengudo

La Demeure Insoupçonnée, em Cassis

la-demeure-insoupconnee-750x475
La Demeure Insoupçonnée

Les Lodges Sainte-Victoire, em Aix-en-Provence

800x600_les-lodges-sainte-victoire-8249
Les Lodges Sainte-Victoire

◊ Como chegar

Para chegar de avião, o principal aeroporto da região é o de Marselha. Já de trem, vindo de Paris, também é possível chegar por MarselhaAix-en-Provence e Avignon são cidades mais centrais para iniciar a viagem pela região.

◊ Como circular

Para conseguir aproveitar o máximo possível, é essencial alugar um carro.

◊ Quando ir

Para aproveitar as cidades animadas com pessoas nas ruas, dias com temperaturas gostosas, banhos de mar e esportes aquáticos, o ideal é ir de maio a outubro. Nos meses de julho e agosto, como em toda a Europa, as temperaturas aumentam bastante e toda a região fica cheia de turistas, dificultando um pouco os deslocamentos, os estacionamentos e até mesas em restaurante. A melhor época para ver os campos de lavanda floridos é no final da primavera e começo do verão.

São diversas opções de lugares para conhecer na Provence e o Ateliê de Destinos poderá ajudá-los a montar o roteiro e toda a programação da sua lua de mel, assim você não precisará se preocupar com nada.

atelie-de-destinos3-750x297

Leia também:

Lua de mel na Turquia

Lua de mel na Riviera Maia

Lua de mel na Amazônia: quando ir

 

Deixar um comentário