Lua de Mel no verão de Montreal, Canadá

Nem só de neve vivem os canadenses. Na cidade mais francesa da América do Norte, quando o rigoroso inverno dá lugar às agradáveis temperaturas da primavera e do verão, os dias se tornam mais longos e a cidade parece ficar cheia de cor, superconvidativa para casais que adoram curtir programações culturais e ao ar livre. Montreal é dona de um estilo de vida moderno e animado, rica em atividades artísticas e vibrante vida noturna. Some a isso uma cena gastronômica de prestígio: a cidade conta com o maior número de restaurantes per capta no Canadá e, em todo o continente, perde o posto nesse ranking apenas para Nova York. 

Nesta matéria, a Teresa Perez Tours traz dicas deste país para os casais apaixonados se encantarem por Montreal.  

 

E é só o sol dar as caras que Montreal floresce – literalmente. A cidade subterrânea fica praticamente inabitada e os parques, jardins e ciclovias passam a ser os verdadeiros protagonistas na extensa lista de atrativos, ganhando cada vez mais visitantes que aproveitam o bom tempo para estreitar o contato com a natureza e respirar o ar fresco da estação. Programas a céu aberto, como piqueniques, caminhadas e passeios de bike, viram as melhores opções para os honeymooners que buscam curtir a cidade nessa temporada, com roteiros que exploram as áreas verdes e inspiram romance. O Jardim Botânico de Montreal, por exemplo – considerado um dos maiores do mundo -, é uma ótima pedida para contemplar a flora local ou simplesmente apreciar o bem-estar proporcionado por sua atmosfera verde. Lar de 22 mil espécies, entre animais e plantas endêmicas, o jardim também é dono do Insectarium, espaço dedicado só aos insetos, além de abrigar pequenos lagos e frequentes exposições – uma delas, talvez a mais famosa, exibia nos jardins incríveis esculturas modeladas nas próprias plantas, arte conhecida como mosaiculture.

O icônico Parc du Mont-Royal também não deve ficar de fora da viagem. Com suas árvores típicas de cartão-postal canadense e sua vista panorâmica para a cidade através do mirante Kondiaronk, o parque foi projetado pelos mesmos idealizadores do Central Park. Símbolo de Montreal, essa área protegida ainda costuma receber uma gama de eventos, e é ideal para os praticantes de exercícios físicos ou para quem só deseja relaxar diante de vistas naturais muito bonitas.

Aos casais mais cosmopolitas, Montreal também é inspiradora. Visitar a Vieux-Montreal, ou Velha Montreal, com suas construções históricas que claramente revelam influências francesas na arquitetura e se contrastam com as edificações modernas, é parada obrigatória! Este bairro centenário, repleto de edifícios antigos, se caracteriza também pelas travessas estreitas de paralelepípedos, que automaticamente fazem lembrar os centros históricos europeus. Na Place d’Armes, a Basílica de Notre-Dame chama a atenção. Uma das edificações religiosas de maior importância no país, e por muitos também considerada a de maior beleza, a igreja conta com fachada de estilo neoclássico e pode ser vista a quarteirões de distância, já que sua altura é equiparada a um prédio de 20 andares. Em seu interior, tons de azul e dourado compõem o décor, com ricos detalhes em madeira e ouro que vão do teto ao altar. Mas o verdadeiro must da catedral é a imperdível Aura, uma atração que acontece sempre à noite e ilumina a basílica com um jogo de luzes coloridas e brilhantes, acompanhado de músicas orquestrais para complementar ainda mais essa experiência imersiva – e inesquecível! Outro edifício de destaque no centro antigo é o Marché Bonsecours, um antigo mercado público de Montreal que hoje abriga boutiques de artesanato, streetwear, joias e itens de design.

Ainda na Velha Montreal, o museu Pointe-à-Callière Archaeology, que exibe remanescentes arqueológicos no decorrer de um longo passeio subterrâneo, e a La Grande Roue de Montreal, icônica roda-gigante que complementa o cenário e embeleza ainda mais as paisagens com seus ares de filme romântico, merecem fazer parte do roteiro! 

A cena artsy de Montreal também não decepciona – não à toa a cidade é considerada a capital cultural do país. São diversos museus e galerias que figuram na lista de atividades indispensáveis para aqueles que pretendem conhecer melhor a veia artística e a essência cultural da cidade. Na agenda, deve ser encaixado o Montreal Museum of Fine Arts, fundado em 1860 que, entre arte canadense moderna e obras da antiguidade, conta com uma coleção de mais de 33 mil peças e é considerado o maior museu de arte da região, além do Montreal Museum of Contemporary Art, o primeiro museu de arte contemporânea do Canadá. É no verão também que Montreal recebe o Festival Internacional de Jazz de Montreal que, desde 1979, reúne milhões de espectadores todo o ano, consagrando-se no mundo inteiro como um dos maiores eventos do gênero. Fora ele, a cidade também é palco de outros inúmeros acontecimentos artísticos. Espetáculos, shows de dança, artistas de rua e até festivais gastronômicos tomam conta dos espaços da cidade, fazendo com que a programação permaneça sempre agitada.

E por falar em gastronomia, Montreal não estaria completa se a culinária não fosse um dos seus pontos fortes. Embora bastante inspirada na magnifique comida francesa, há cozinhas que revelam muito bem a pluralidade cultural encontrada na cidade. Mercados públicos, como o Marché Jean-Talon e o Marché Atwate, abastecem os restaurantes com seus ingredientes frescos e sazonais, fornecendo o melhor do que é produzido localmente e dando toques canadenses aos sabores sempre influenciados por tanta diversidade. 

 

♦︎ Onde comer?

 

Ferreira Cafe

 

No Ferreira Cafe, a inspiração vem da cozinha moderna de Portugal. O restaurante ainda conta com uma seleção de vinhos e azeites típicos para acompanhar o menu de sabores finos e pratos bem montados, enquanto a decoração é marcada por peças de porcelana, que evidenciam ainda mais a elegância da casa e o seu estilo intimista. 

Toqué!

 

Além da culinária autêntica, influenciada principalmente pelos sabores franceses, Toqué! ainda se destaca pela adega, que conta com vinhos locais e rótulos internacionais ideais para harmonizar suas receitas. Prestigiado e superelegante, o restaurante ainda chama a atenção por seu charmoso décor, perfeito para dates românticos e jantares especiais.

 

Europea par Jérôme Ferrer

 

Dedicado à cozinha moderna e criativa, o restaurante é comando pelo chef Jerome Ferrer, que se inspira nas culinárias francesa, espanhola e italiana para a criação dos seus pratos. Ingredientes locais são selecionados de acordo com a estação para compor as receitas, servidas em atmosfera sofisticada e superintimista. 

Holder

 

Holder é uma elegante brasserie francesa, e o seu design foi projetado por um dos arquitetos mais conceituados da cidade. O menu, assinado pelo chef Simon Laplante, apresenta pratos clássicos e contemporâneos, com sabores bem marcados e refinados.

 

Maison Boulud

 

Três estrelas Michelin marcam a culinária refinada do Maison Boulud, destaque gastronômico do hotel Ritz-Carlton e de toda a cidade de Montreal. Com menu assinado pelo renomado chef Daniel Boulud, que reinventa a culinária tradicional da França com ingredientes locais e artesanais, o restaurante tem ares românticos, ambiente intimista e décor supercharmoso. As vistas para a Montreal’s Sherbrooke Street complementam a experiência. 

♦︎ Onde ficar?

 

Ritz-Carlton Montréal

 

Mantendo sua tradição em Montreal desde 1912, o histórico Ritz-Carlton já começa chamando a atenção por sua exuberante arquitetura contemporânea exibida no lado de fora. O interior sofisticado não fica nada a desejar, com suas amplas suítes bem decoradas – algumas com lindas vistas para a cidade ou para os jardins – e detalhes que evidenciam a elegância. Como destaque da lista de atrativos, os casais têm à disposição o Spa St. James, que privilegia tratamentos dedicados ao bem-estar e à estética do corpo – uma ótima pedida para se aproveitar a dois. A cena gastronômica também é um marco do hotel, com o estrelado restaurante Maison Boulud e suas tradições francesas combinadas a ingredientes locais.  

W Montreal

 

Na Velha Montreal, o hotel é um dos destaques. Suítes espaçosas exibem um design contemporâneo e varandas com vista para as paisagens da cidade, além de prezar pelo conforto e comodidade do casal. A gastronomia é marcada pelo elegante restaurante Nom Nom, que respeita os sabores de Montreal e produtos canadenses. O Bartizen, bar inspirado nos anos 40, também é uma ótima opção para degustação de drinques e coquetéis artesanais. Há também o Spa Away, onde, juntos, os recém-casados podem relaxar com massagens, tratamentos corporais e uma série de serviços dedicados à revitalização das energias. 

 

Leia mais:

Lua de Mel na Região Vinícola da África do Sul

Checklist para a mala da lua de mel

Decoração de casamento: Tudo que você precisa saber

Deixar um comentário