Você sabe o que é um Elopmente Wedding? Esse termo não é recente, significa fugir para casar! No passado esta prática era comum entre os casais impedidos de estarem juntos. Hoje, séculos depois, foi ressignificado para o conceito de um casamento a 2. Uma cerimônia íntima com pouquíssimos convidados e geralmente durante uma viagem para um lugar especial.

 

 E assim foi o casamento de Natália e Tiago em Santorini, na Grécia. Natália conta em detalhes como foi organizar este casamento/viagem, e como a Casamento em Santorini, uma empresa especializada em casamentos de brasileiros na Grécia, foi fundamental para que eles se sentissem seguros e tivessem suas expectativas ultrapassadas.

 

Se você ainda está pensando no formato do seu casamento e pensa em fazer um Elopmente Wedding ou Destination Wedding, essa matéria está imperdível.

 

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelos noivos, em 1ª pessoa. Nossa proposta é uma troca livre e real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outros casais que ainda estão no caminho!

 

 

Noivos: Natália Souza e Tiago Lavigne

Local: Andrômeda Villas Luxury Hotel, Santorini, Grécia

Data: 12 de junho de 2019

 

Créditos da foto do destaque: Life Click Studio

 

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-1-750x50

 

 

 

História do casal:

 

Nos conhecemos no dia 10/4/2010 numa balada na Lapa, depois desse dia não nos desgrudamos. Me lembro que no domingo eu pensei: esse garoto nem vai me procurar mais, sabe como são esses “encontros de balada né”, rsrs. No domingo ele me chamou pra sair e me apresentou pra todo mundo como namorada, fiquei surpresa mas ainda assim não levei muita fé.

 

Na segunda saímos novamente, na sexta, no outro sábado e assim por diante. Engraçado que somos completamente diferentes, ele ama pagode e eu sertanejo, ele é largado e eu mega organizada, ele gasta dinheiro e eu junto moeda pro cofrinho, rsrs, mas a verdade é que entre nós o amor e a vontade de ficarmos juntos sempre nos uniu.

 

Durante esses 9 anos chegamos a nos separar e ficamos dois anos longe um do outro, ele teve a oportunidade de conhecer outras pessoas assim como eu também. Coube ao destino cuidar desse reencontro, de forma madura e com a certeza do que queríamos para o futuro. Deixamos de lado os defeitos, passamos a aceitar as diferenças um do outro e tão logo tínhamos voltado pensamos em dar um passo à frente com o casamento.

 

 

O pedido de casamento:

 

Eu sempre tive o sonho de conhecer a Grécia e, como meus pais são falecidos, não queria festa porque não teria sentido fazer uma comemoração sem a presença deles. Por isso optamos por fazer algo intimista, simples e do nosso jeito. Sobre o casamento eu confesso que nunca pensei em me casar na Grécia, mas hoje tenho a certeza de que fiz a melhor escolha. Além de ter sido uma experiência maravilhosa e pra lá de romântica, o investimento valeu muito a pena porque aproveitamos a viagem para nos casar e curtir logo a lua de mel. Ficamos 15 dias na Grécia. Passamos por Atenas, Santorini, Mykonos e Zakynthos.

 

 

Créditos: todas as fotos desta matéria são da Life Click Studio

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-2-750x50

 

 

 

 

Os preparativos:

 

Os preparativos foram “bemmmm” em cima da hora, mas nada que a equipe TOP da Casamento em Santorini e a Luana Sarantopoulos não pudessem dar conta da missão.

 

Minha exigência a princípio foi o local. Quando entramos em contato já em fevereiro o hotel  não tinha mais vaga, duas semanas depois a Lúcia, integrante da equipe me deu a boa notícia de que tinha conseguido uma vaga, acho que um encaixe para o dia 12/6. Eu não pensei duas vezes, achei uma feliz coincidência ter sido justamente no dia dos namorados aqui no Brasil.

 

Na verdade eu queria muito que tivesse sido no dia 15/6 que seria a mesma data de casamento dos meus pais, mas como dava num sábado seria inviável, tendo em vista a alta temporada de casamentos na Grécia durante o verão europeu.

 

Tiago deixou tudo por minha conta, vez ou outra participava de um detalhe, mas em momento algum se apôs às minhas escolhas. Vale ressaltar que a contratação do cerimonial  > local < fez toda a diferença. A Luana Sarantopoulos, diretora da Casamentos em Santorini é brasileira, mas mora há anos na ilha e conhece cada lugar como a palma da mão. Tem know-how, conhece bem o perfil das noivas brasileiras e tem se destacado cada vez mais no segmento.

A equipe também dispensa comentários, todas muito atenciosas e cuidadosas a cada detalhe. Me ajudaram, inclusive, com coisas da viagem. Trocamos centenas de e-mails e nos falávamos por telefone com frequência, não houve um momento sequer em que eu não me sentisse cada vez mais segura. Somado a isso elas têm uma gama de fornecedores também com expertise no ramo, o que facilita qualquer decisão.

 

Toda a organização ficou por conta delas, não tive trabalho com absolutamente nada. Um dia antes do casamento fizemos uma reunião presencial para repassarmos tudo com a certeza de que nenhum detalhe tivesse passado despercebido. Elas foram impecáveis, em todos os sentidos e tenho muito orgulho de indicá-las com os olhos fechados pra quem quiser um casamento dos sonhos na ilha grega do vulcão.

 

Outro detalhe bacana é que, apesar delas oferecerem pacotes com “valores previamente estabelecidos” isso é algo completamente flexível. Eu por exemplo, escolhi flores que não estavam no pacote, paguei a diferença e elas conseguiram as flores que eu queria. Na verdade, esse é só um dos exemplos entre tantos outros. A equipe ama o que faz e isso se reflete no trabalho que executam.

 

Por fim, não poderia deixar de dar uma informação extremamente importante, principalmente para as brasileiras que têm intenção de fechar um casamento com o fornecedor “cerimonial” de fora. Na ilha de Santorini a fiscalização do ramo é rigorosíssima, muitas pessoas lá se vendem como wedding planners quando na verdade têm empresas de fachada, não cumprem seus compromissos de acordo com a legislação local e isso é um tipo de informação que as noivas não têm conhecimento, por isso acabam fechando com “picaretas”. Muito cuidado com isso, todos nós trabalhamos e investimos na realização de um sonho, ninguém quer ser enganado ou passado pra trás. A Luana é a única devidamente regulamentada e que se encaixa em todos os quesitos para um trabalho correto na ilha e ela só conseguiu isso depois de muito esforço, mesmo diante de toda a burocracia.

 

Minha indicação é: procurem conhecer a fundo quem são os “verdadeiros profissionais” que serão os responsáveis para que o seu dia seja inesquecível. Nada pode dar errado, então vale pensar sobre correr ou não riscos.

 

 

No dia do casamento, antes da cerimônia: 

 

Como já estávamos hospedados no hotel foi mais fácil. Tiago optou em descansar e eu, acredite, fui bater perna em Oiá, bairro superbadalado de Santorini. Cheguei já na hora de me arrumar. Almoçamos juntos e nos despedimos já ansiosos. O primo do meu esposo fez cia pra ele, enquanto a esposa dele, Júlia, fez cia pra mim me ajudando com todos os detalhes.

 

 

O vestido de noiva:

 

O meu vestido foi da marca Ido Concept. Elas são focadas em vestidos pré-weeding. Como já seguia a marca e gostava do estilo acabei escolhendo um modelo com decote em “V”, aplicação de flores, costas “peladas” e alças em madrepérola. A minha dica é, existem vestidos maravilhosos no mercado, com preços e gostos para os mais variados estilos, eu mesma cheguei a experimentar vários mas, seja ele como for, o importante é você vestir e sentir que aquele será o modelo do seu grande dia, é quase um “encontro perfeito” a gente sente e tem a certeza logo quando veste.

 

 

Acessórios:

Como eu queria um brinco de pérola e até então não tinha achado, acabei ganhando um de surpresa da filha da minha madrinha que considero uma irmã, Danielle do Amaral Thomaz Telles e um solitário lindo da minha madrinha Maria Rita Thomaz.

 

Os presentes simbolizaram, não só a presença delas e de toda a minha família naquele momento, como também representando meus pais. Foram, sem dúvida, presentes que me marcaram muito, principalmente porque, depois do falecimento dos meus pais, são eles a família em quem eu sempre pude e agora mais do que nunca confiar.

 

Além disso, também queria mencionar um outro presente que ganhei antes mesmo que eu tivesse tempo para providenciar, uma medalhinha de prata com a fotografia dos meus pais para que eu pudesse homenageá-los nesse momento tão importante da minha vida, presente esse dado por uma amiga, Rafaela Lobo.

 

 

Roupa do noivo:

 

A roupa não foi de marca, minha prioridade foi apenas com relação à cor, pensei num tom azul clarinho pra combinar com a paisagem. Eu escolhi tudo. Os sapatos sim, foram do estilista Ricardo Almeida.

 

Cerimônia:

 

Há algum tempo eu já estava pesquisando e já acompanhava o trabalho da Lú, da Casamento em Santorini, então deixei tudo por conta delas. O local era a minha única prioridade… o Andrômeda. Me apaixonei logo quando vi as opções no portfólio de lugares para se casar na Grécia. A data foi a única que ainda tinha vaga mas, por coincidência, foi justamente no dia dos namorados aqui no Brasil, ou seja, mais romântica impossível né?

 

Não tivemos padrinhos, foi uma cerimônia intimista, um Elopment Wedding. Apenas um primo do meu esposo juntamente com a esposa dele estiveram presentes na celebração.

 

Decoração:

 

Como se tratava de uma cerimônia intimista não tivemos muitos detalhes para decidir, no entanto, todas as minúcias foram cuidadas com muito carinho pela equipe TOP da Casamentos em Santorini mas pedi que usassem flores no tom de rosa e incluíssem peônias na decoração porque é uma flor que eu amo. Elas atenderam perfeitamente às minhas solicitações.

 

O bolo foi decorado com as mesmas flores do buquê.

 

Registros:

 

Não usamos # porque no dia apenas publicamos nos stories e, naquela adrenalina acabei esquecendo porque praticamente fui fazendo repost das homenagens que recebemos. Os cliques foram feitos pelo melhor fotógrafo de Santorini, Kostas Voul da empresa Life Clicks Studio. Estou apaixonada por todos os registros do casamento!

 

 

 

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-3-750x50

 

 

 

Lua-de-mel:

 

Sim, foi em Santorini, seguido de Mykonos e Zakynthos. A Grécia é um país maravilhoso, gente calorosa e lugares incríveis! Valeu muito a pena conhecer! Não poderíamos ter feito melhor escolha!

 

 

Dicas de lua-de mel + novo apartamento:

 

Tudo é possível com planejamento e prioridades.

Meu lema é: decida onde quer chegar e não pare até conseguir!

 

 

Presentes:

 

Na verdade por conta da correria eu acabei não fazendo uma lista, embora tenha ganhado presentes de algumas pessoas mais próximas. Como a prioridade agora é o novo apt, deixei pra fazer a lista no chá da casa nova que ainda quero fazer até final desse ano aqui no Brasil com tema Grécia.

 

 

Ficha técnica:

 

♦ Cerimonial e Assessoria: Casamento em Santorini 

♦ Local da Cerimônia: Andrômeda Villas Luxury Hotel

♦ Coordenação: Red Knot Weddings & Events

♦ Decoração: Montago Santorini Flowers

♦ Fotografia e filmagem: Life Clicks Studio

♦ Vestido de Noiva: I Do Concept

♦ Cabelo: Marianna Nomikou

♦ Maquiagem: Eleni Ilio Makeup

♦ Acessórios: Vivara e Monte Carlo

♦ Sapatos do noivo: Ricardo Almeida

♦ Alianças: Monte Carlo

♦ Hotel da noite de núpcias: Andrômeda Villas Luxury Hotel

♦ Lua de mel: Santorini, Grécia

 

 

Caseme_banner_728x100px

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

Leia mais:

Lua de mel em Santorini

30 playlists para você não errar na escolha do seu DJ de casamento

Casamento em Búzios Ana Carolina e Marcelo

Deixar um comentário