Escolher fazer seu casamento em um destino especial é uma ótima oportunidade de inserir diferentes culturas e ainda tornar a ocasião uma experiência para todos os seus convidados. O destination wedding é uma tendência e cada vez mais noivos escolhem esta forma de casar. E essa opção é incrível: seu casamento deixa de durar apenas um dia e passa a ser um acontecimento para todos os envolvidos! Que convidado irá esquecer uma festa assim?

Nós conversamos com a cerimonialista Jaqueline Barreto, especialista em destination wedding, para descobrir os formatos para este tipo de casamento. Seu estilo ideal de cerimônia é mais íntima ou com muitos convidados? Qual a diferença burocrática e de preparação entre uma e outra? Confira na matéria todos esses detalhes importantíssimos para a sua decisão.

Em um casamento em que você escolhe um destino diferente de onde vive é importante entender que os seus convidados irão viajar para prestigiarem a sua união. Neste sentido, é interessante analisar sempre a quantidade de pessoas que você pretende chamar, qual o tamanho do casamento e quais os processos para que o seu sonho se realize.

A cerimonialista Jaqueline Barreto nunca teve medo de desafios e sempre transitou muito bem entre diferentes culturas. Esta qualidade, somada ao seu bom gosto e elegância, permitiram que nenhum destino fosse desafiador para ela: qualquer um é o ideal para os casamentos que organiza. Sabendo disso, o CaseMe perguntou para ela sobre as diferenças entre os tipos de destination wedding.   

 

Casamento simbólico:

 

Neste tipo de cerimônia quem celebra a união dos noivos é um celebrante, sem vínculo com nenhuma religião. Escolher um celebrante que traduza todo o amor dos noivos faz com que a cerimônia fique linda, personalizada e seja feita especialmente para aquela ocasião. Casamentos simbólicos são indicados para destinos no exterior porque evita a burocracia de documentos

 

Esta é uma forma de ter um lindo destination wedding sem ter um aparato legal. Ou seja, não é preciso rever documentação e burocracias. Este processo que envolve documentos costuma ser muito variante de país a país, dependendo do seu destino. Por isso, só o simbolismo do casamento no local escolhido já fazem desse momento super especial para os noivos e seus convidados.

 

Casamento Religioso:

 

Para casamentos religiosos em outra localidade, é preciso confiar ao cerimonial a verificação de medidas burocráticas a serem resolvidas. Dependendo do local há um série de exigências e trâmites que precisam ser pensados com bastante antecedência. Por isso, ao optar por um casamento religioso no exterior, se adiante bastante da data que pretende casar. Quanto mais tempo você tiver, maior a sua vantagem – tanto de opções de data quanto de prazos para as burocracias. A sua cerimonialista será a melhor e mais capacitada profissional para te orientar e organizar este processo da melhor maneira possível.

 

 

Elopement Wedding:

 

O elopement wedding é um formato de cerimônia íntima, onde somente o casal participa. Às vezes contratam um fotógrafo para registrar, mas nem sempre é uma exigência dos noivos. Este momento é para ser curtido a dois e não exige nenhuma preocupação com convidados. Muitos casais já escolhem o destino do casamento como o destino da lua-de-mel para curtirem de uma vez. Romântico e muito íntimo, o elopement wedding tem sido uma opção bastante procurada por noivos.   

 

 

Mini Wedding:

 

Esta opção transforma o casamento em um momento com os convidados mais íntimos. Sejam eles só família ou poucos amigos, é preciso bastante organização para escolher o local perfeito para um casamento tão particular. Nestas situações o casal poderá arcar com os custos de todos os convidados ou não. Por serem apenas alguns convidados, muitos noivos optam por proporcionar toda a experiência para as pessoas queridas.

 

Destination Wedding:

 

Neste caso, a lista de convidados inclui quantas pessoas o casal quiser. Quanto maior for o casamento, mais logística e programação serão exigidos. O destino deverá ser adequado para o tipo de cerimônia e comportar o seu número de convidados. Em casos de casamentos com muitas pessoas, os resorts acabam sendo uma ótima alternativa para hospedar seus convidados e ser o local da cerimônia.

 

Por ser maior, este formato de casamento demandará mais profissionais envolvidos na sua festa. Decoração, fotografia, buffet, música: tudo isso e muitos outros fornecedores precisarão ser contratados. Por isso, o cerimonial é o melhor profissional para orientar e coordenar todas as demandas e exigências para que o seu casamento aconteça. Se o profissional é local ou não, se algum elemento é essencial, todas essas decisões mais organizacionais ficarão ao encargo do cerimonial. Medidas mais práticas, como reservar os quartos de todos os convidados e suas passagens, deverão ser tomadas pela agência de turismo encarregada.

Tanto a agência quanto o cerimonial são essenciais para o seu processo em um destination wedding. Eles possuem duas funções diferentes e complementares na organização do casamento e da viagem de todo o grupo.

Se restou alguma dúvida sobre os formatos de destination wedding manda para a gente te ajudar! No mais, é só escolher o seu tipo de destination e preparar as malas!

 

Leia mais:

Casar em Portugal, por Jaqueline Barreto

A roupa do noivo: tudo o que você precisa saber

Como realizar um destination wedding

 

Deixar um comentário