Genteee, você fica noiva, é pedida em casamento da maneira mais especial do mundo e qual é o próximo passo?!?! Gritar aos quatro ventos o novo acontecimento, queremos compartilhar com todos a novidade do ano.

Pensamos logo nos nossos pais e nos nossos amigos. Opa! Vou ligar para a Patty! Ou ligo para a Renatinha primeiro?! Ai… não sei, minha cabeça está doida, que tal um conference call?!?!?!?! Quando vem o noivo e fala: “vamos ligar para o Bernardo…”

A verdade é que surgem na sua cabeça facilmente uns 20 nomes de forma simultânea com quem gostaria de dividir esse momento. E, claro, nessa hora você pensa: Caraca, com certeza, essa galera vai ser padrinho do meu casamento, já vou até chamar. “Alô, você acaba de ganhar dois afilhados de casamento!!!” Em meio segundo você nota que seu noivo também pensou em umas 20 pessoas para ligar, e cai a sua ficha: alguma chance do meu “altar” ter 40 pessoas?!?! NÃOOOO! E logo, nesse momento, bate um desespero.

Como lidar?!?

 

Juro, comigo bateu uma semi taquicardia. Sinceramente, é um dos momentos mais difíceis dos preparativos, talvez ao lado dele só a escolha do vestido de noiva… Até porque, está aí um dos poucos itens que realmente conta com a participação da noiva e do noivo. Para mim, foi quase uma missão impossível decidir quem seriam nossos padrinhos.

Comecei a ficar tão agoniada que cogitei ter apenas quatro casais no total. Isso porque cismei que meu máximo de padrinhos seriam seis casais de cada lado. Sinceramente, eu não se de onde tiramos essas regras e limites que viram quase um tabu na nossa mente.

E, de acordo com essa minha teoria, a dos seis casais, eu não conseguiria chegar a um consenso comigo mesma de quem eu iria chamar. Então resolvi: serão dois de cada lado, assim fica mais simples excluir as várias pessoas que fizeram parte da minha vida, como o Pedro concordou ficou tudo aparentemente resolvido.

Mas, é aquilo, óbvio que eu acordava todos os dias pensando nisso. Aí resolvi listar quem eu gostaria que dividisse aquele momento no altar. Surpresa!!! Nada mais que umas 20 pessoas. Aí pensei: Pô, tranquilo, seis para cada lado, ainda sobram quatro pessoas. Eis que lembrei de quem?! Do Pedro, o noivo!! Será que consigo convencê-lo a escolher só quatro pessoas…. obviamente não consegui.

Enfim, resolvemos usar um critério simples: escolhemos juntos aqueles que tinham importância e participavam da nossa vida como casal. Abrimos mão de alguns grandes amigos que acompanharam nossa vida desde a infância, mas que não tinham tanta afinidade com Pedro e Carla. E o resultado: foram oito casais de cada lado, exatamente!! Muito?!?! Depende do seu ponto de vista. Para nós, pouco perto de todos aqueles que ocupam um lugar especial no nosso coração!

A ajuda que posso deixar aqui para vocês é a mesma que tento deixar em todos os posts: não se apeguem as regras criadas pelo mundo, ajam como o coração manda. Não existem muito e nem poucos padrinhos de casamento, existem os seus padrinhos que foram escolhidos por alguma razão para estarem ali. Acho válido e importante usarem algum critério feito por vocês senão a escolha se torna ilimitável!

 

Depois conto para vocês como fiz o convite a cada um e a dança que bolamos para o dia do casamento!!

 

Assinatura-De-Noiva-para-Noiva-CaseMeSite-750x219

 

Leia mais:

Casamento Natalia e Ricardo

Qual meu tipo de casamento?! Que dúvida!!!

Convidar ou não crianças para a sua festa de casamento?

Comentários “Padrinhos, padrinhos e maisss padrinhos: Como fazer?!

Deixar um comentário