O Brasil é o país da diversidade e mostrou isso na 24ª Avaliação Nacional de Vinhos. O evento contou com 850 apreciadores de vinho e degustação das 16 amostras mais representativas da Safra 2016. Vamos conhecer as selecionadas? Pode ser uma boa pedida para o seu casamento!

O evento realizado no dia 24 em Bento Gonçalves no RS reuniu experts, enólogos, enófilos, sommeliers, jornalistas do Brasil, Bélgica, Chile, França, Grécia, Estados Unidos e Reino Unido para conhecer os melhores vinhos de cada safra.

Esta avaliação tem importante papel na evolução da qualidade do vinho brasileiro. Um dos legados da Avaliação é nortear produtores e enólogos na escolha de variedades de uvas, técnicas de elaboração e lançamento de produtos.

Esta edição mostrou que as vinícolas brasileiras vêm alcançando excelentes resultados, não apenas com castas tradicionais como as tintas Cabernet Sauvignon e Merlot, e a branca Chardonnay, mas também com Marselan, Tannat, Tempranillo e Alicante Bouschet, no grupo das tintas, e Sauvignon Blanc, Moscato Giallo e Riesling Itálico no grupo das brancas.

Pela primeira vez a Avaliação classificou 11 distintas variedades entre as 16 selecionadas para o público, estas foram selecionadas entre 75 (30%) mais representativos da Safra 2016 classificados em um cenário de 241 amostras de 46 vinícolas de mais de 10 microrregiões produtoras. Esta avaliação técnica foi feita por 90 enólogos no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, parceira técnica do evento.

O trabalho durou cerca de cinco horas, pois para cada uma das 16 amostras foram servidas 90 garrafas, totalizando 1.440 garrafas com os vinhos mais representativos da Safra 2016.

Este evento contribui para que a produção do vinho brasileiro evolua em qualidade, tecnologia e reconhecimento.

 

Veja agora as 16 amostras selecionadas:

 

◊ Categoria Vinho Base para Espumante

Chardonnay – Casa Venturini Vinhos e Espumantes (Flores da Cunha – RS)

Chardonnay – Domno do Brasil (Garibaldi – RS)

Chardonnay/Pinot Noir – Vinícola Geisse Ltda. (Pinto Bandeira – RS)

 

Categoria Branco Fino Seco Não Aromático

Riesling Itálico – Vinícola Salton (Bento Gonçalves – RS)

Chardonnay – Cooperativa Agroindustrial Nova Aliança (Santana do Livramento – RS)

Chardonnayy – Basso Vinhos e Espumantes (Farroupilha – RS)

 

Categoria Branco Fino Seco Aromático

Sauvignon Blanc – Rasip Agropastoril (Vacaria – RS)

Moscato Giallo – Vinícola Don Guerino (Alto Feliz – RS)

 

Categoria Tinto Fino Seco Jovem

Merlot – Vinícola Casa Motter (Caxias do Sul – RS)

 

Categoria Tinto Fino Seco

Tempranillo – Miolo Wine Group Vitivinicultura (Bento Gonçalves – RS)

Marselan – Casa Valduga Vinhos Finos (Bento Gonçalves – RS)

Cabernet Franc – Casa Perini (Farroupilha – RS)

Cabernet Sauvignon – Guatambu Estância do Vinho (Dom Pedrito – RS)

Cabernet Sauvignon – Vinícola Almaúnica (Bento Gonçalves – RS)

Tannat – Dunamis Vinhos e Vinhedos (Dom Pedrito – RS)

Alicante Bouschet – Dal Pizzol Vinhos Finos (Bento Gonçalves – RS)

 

Gostou? Porque não colocar um vinho brasileiro em seu casamento? Acho que esta avaliação mostra que estamos bem à frente do que imaginávamos né? Eu estou louca para experimentar.

 

Leia mais:

Custo beneficio do espumante brasileiro

Aprenda a gelar bebidas para o seu casamento

Roteiro do dia do casamento: a cerimônia

 

TAGS:

Deixar um comentário