O casamento de Maria Clara e Pedro na Pousada Tankamana, em Itaipava, foi um sonho à parte! O destination wedding teve uma decoração rústica com detalhes especiais e todo o charme de mix de tapetes, pensados pela Andrea Kapps. Por ser um destination, os noivos e seus convidados viajaram para o local do casamento dois dias antes da cerimônia e todos puderam curtir juntos este momento. Uma alegria imensa de ser compartilhada!

A música cerca a vida do casal: eles se conheceram em um bar de jazz de São Paulo e adoram cantar. A família Protasio, do noivo, é toda musical e foi responsável, junto com a cantora Mariana Volker, pelo cortejo inteirinho de músicas brasileiras. Na  dança dos noivos, Pedro não queria dançar de jeito nenhum. Adivinha o que eles fizeram? O casal inovou de uma maneira muito especial: Pedro e Maria Clara substituíram a dança por cantar juntos a música “Dueto”, de Chico Buarque. Muito lindo!

Todos os detalhes e encantos dessa cerimônia foram compartilhados pela Maria Clara, que contou tudo com muito carinho para a gente!

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelas noivas ou noivos. Nossa proposta é uma troca real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outras noivas que ainda estão no processo, com foco e inspiração!

 

Noivos: Maria Clara Mendes de Almeida de Souza Martins e Pedro Moreira Protasio

Local: Pousada Tankamana,Itaipava, Rio de Janeiro.

Data: 21.07.2018

 

◊ ANTES DO CASAMENTO

 

 

História do casal:

 

Eu e o Pedro nos conhecemos em São Paulo em novembro de 2014. Eu tinha me mudado para São Paulo em Julho e o Pedro morava no Rio e tinha ido à trabalho para lá. Eu estava com umas amigas em um bar de jazz e ele tinha acabado de chegar com uns amigos. .Acabamos todos lá em casa e eu e o Pedro ficamos horas conversando essa noite, mas nada aconteceu. Um ano depois, em novembro de 2015 ele voltou para São Paulo e me mandou uma mensagem fofa falando que eu nem devia lembrar dele, mas que ele estava pensando em ir novamente naquele bar de jazz e tinha lembrado de mim. Acabamos saindo nessa noite e foi aí que rolou o primeiro beijo. Depois de uns 6 meses ele me pediu em namoro. Eu e o Pedro adoramos ler, cantar e correr. Acho que são as coisas que a gente mais faz juntos.

 

O pedido de casamento:

 

O pedido de casamento foi lindo! Nós marcamos de passar o ano novo de 2017 para 2018 em José Ignácio, no Uruguai. Escolhemos um hotel super romântico chamado Laguna Garzon, onde os quartos são todos bangalôs flutuantes. Ele achou que seria a oportunidade perfeita para fazer o pedido. O Pedro estava aplicando para um mestrado nos Estados Unidos e não queria que isso nos deixasse separados, então ele fez o pedido dizendo que queria que eu ficasse pra sempre ao lado dele. Foi um momento lindo, estávamos nós dois no quarto com um pôr do sol deslumbrante, não poderia ter sido mais perfeito! Sobre o anel ele criou um grupo de whatsapp chamado “futebol de quarta” com duas das minhas melhores amigas e quando ele estava na loja mandou foto pra elas opinarem. No final das contas ele acabou escolhendo o que ele tinha gostado mais mesmo e eu não poderia ter ficado mais feliz!

 

 

◊ O CASAMENTO

 

 

Os preparativos:

 

O Pedro iria começar o mestrado em agosto de 2018, então a gente não tinha muito tempo para planejar tudo. Como foi ano de copa do mundo, acabamos não tendo muitas opções de data e escolhemos o primeiro final de semana após o término do campeonato. Planejamos tudo em 7 meses. Os preparativos foram tranquilos porque a maior parte das minhas amigas já havia casado. Por conta disso eu já conhecia muitos dos fornecedores que eu gostava e outros foram indicações de pessoas de confiança. Contratamos um cerimonial maravilhoso que foi essencial para que tudo ficasse perfeito. A Vivian é uma pessoa iluminada, sempre tranquila, disponível e com muita experiência. Como nos casamos em Itaipava, escolhemos muitos fornecedores de lá, como a Vivian e a decoradora, Andrea Kapps, além de outros. Eu conheci a Andrea pelo instagram. Todos os casamentos que eu mais amava tinha sido ela a responsável e aliado ao fato dela também ser de Itaipava, foi a combinação perfeita! Ela transformou todos os meus sonhos em realidade!

 

O vestido de noiva:

 

O vestido acho que foi a parte mais difícil. Sempre fui muito indecisa, então queria comprar pronto. Fui em várias lojas, experimentei dezenas de vestidos, mas nenhum deles me encantou. Foi aí que resolvi procurar a minha prima, Maria Mendes, que é uma estilista maravilhosa e especializada em vestidos de noiva. Marcamos um encontro e eu fui dizendo pra ela as coisas que eu queria e não queria. No primeiro encontro ela já fez um desenho e fomos ajustando com o passar das semanas. A Maria superou todas as minhas expectativas, o vestido ficou mais lindo do que tudo que eu sonhei, foi um momento muito especial. Resolvi não ter véu e fizemos uma capa super diferente. Deu um efeito lindo, fiquei encantada! A Maria tem um sistema ótimo para prender o vestido, depois da cerimônia a gente prendeu e ficou perfeito até o final da festa. A grinalda comprei com a Angela Athayde, fiquei apaixonada pelas opções dela. Uma mais linda que a outra, além dela ser uma pessoa especial com preços justos e amor pelo que faz. Sobre o vestido a minha dica seria fazer. Por mais que você encontre um pronto que você goste, acaba nunca ficando exatamente como você gostaria. Além disso, o processo de criação é muito gostoso e emocionante. Outra dica é pensar não no modelo que você acha mais bonito, mas no que veste bem em você.

 

Acessórios:

 

Fui escolhendo os acessórios pouco a pouco. Minha maquiadora maravilhosa me recomendou a Angela Athayde para a grinalda e fiquei muito feliz com a minha escolha. Usei os brincos da minha irmã mais velha, que uma outra irmã nossa já havia usado e ficou lindo. O sapato comprei pronto em uma loja em São Paulo, Tatiana Loureiro, que não tem nada a ver com loja de noivas. Sempre achei sapatos de noiva muito feios, então queria um sapato “normal” mesmo. Escolhi uma sandália meia pata de python, que foi perfeita. Era tão confortável que não tirei até a festa acabar. O buquê escolhi vendo inspirações no Pinterest. Mandei para a Bia Gelli, que foi quem fez, algumas inspirações e ela montou um buquê de tirar o fôlego. Tinha até tulipa que é minha flor preferida. Eu queria um buquê bem desconstruído, nada clássico, e ela fez exatamente isso.

 

Roupa do noivo:

 

O Pedro não queria investir muito no terno, até porque ele não teria muitas ocasiões para usar de novo. Acabamos comprando o terno na Zara e ficou maravilhoso. Optamos por fazer a blusa e o colete com um alfaiate incrível e ficou perfeito. Dei de presente pra ele o sapato da Richards e as abotoaduras que ele usou comprei na Hugo Boss.

Making of

 

Como o casamento foi em uma pousada, já estávamos lá desde quinta feira. Na sexta os amigos e família chegaram e foi uma delícia curtir com todo mundo. No dia do casamento acordamos cedo e o Pedro já saiu do quarto e foi para o quarto dos pais. Como meu quarto era grande, todas as madrinhas foram pra lá se arrumar comigo, foi uma delícia. Não nos falamos até a hora do altar. Eu só fiquei nervosa com o início do horário da cerimônia. Não queria atrasar muito, mas acabou acontecendo, porque nem todas as madrinhas ficaram prontas na hora.

 

Cerimônia:

 

Eu sempre quis uma cerimônia ao ar livre, então resolvemos fazer tudo no espaço da pousada. Minha família é católica e queriam que um padre celebrasse o casamento, mas a família do Pedro é luterana, então também teria que ter um pastor. Tentamos de vários jeitos conseguir que um padre também estivesse presente, mas infelizmente a igreja católica tem muitos impeditivos para celebração fora da igreja. Optamos então só pelo Pastor Mozart, que já havia batizado o Pedro e é muito próximo da família dele.

 

Música da cerimônia:

 

A família do Pedro é repleta de músicos maravilhosos, então os Tios e Primos foram os responsáveis pela orquestra. Minha grande amiga Mariana Volker é uma cantora hiper talentosa e me deu o maior presente ao topar cantar as músicas da cerimônia, foi lindo demais! Escolhemos um cortejo só com músicas brasileiras. A entrada dos padrinhos foi com pedacinhos do céu (chorinho), Pedro entrou com “brincar de viver”, as crianças com “aquarela”, eu entrei com “dia branco”, as alianças com “carinhoso”. Na hora da troca das alianças tocamos “pela luz dos olhos teus” e cumprimento dos padrinhos foi com “pra sonhar”. Saímos ao som de “um certo alguém”.

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Chamamos 7 casais de cada lado, totalizando 14 casais de padrinhos. Nós demos de presente para os padrinhos a gravata e o suspensório e sugerimos que fossem de terno azul marinho. As madrinhas foram como quiseram, minha única sugestão era que todas usassem longo, para ficar mais harmônico nas fotos.

 

Damas e pajens:

 

A princípio seriam 3 daminhas e 5 pajens, mas no dia um dos pajens ficou doente. Todos eram filhos de amigos e primas. As roupinhas das daminhas foram compradas na Zara e minha prima, Maria Mendes, fez o laço do vestido. Para os pajens comprei a blusa, colete e gravata na H&M e pedi para irem com uma calça caqui e all star. Achei um absurdo os preços que via de roupa de pajens e daminhas e acabei optando por opções mais em conta que eles pudessem usar depois. Todos eles entraram.

 

Local da festa:

 

Eu sempre quis casar em Itaipava então procurei várias opções por lá. A Pousada Tankamana foi um dos últimos lugares que vimos, já que nunca tínhamos ouvido falar de casamentos por lá. Assim que pisamos na Pousada tivemos certeza que o casamento seria ali. É um local mágico. Os quartos são super charmosos e as instalações da Pousada de um bom gosto irretocável e o atendimento maravilhoso. O Danilo, que foi o responsável por cuidar de todo o processo é uma pessoa hiper profissional e gentil, ficamos encantados. Tivemos que montar um toldo para a festa e fizemos a cerimônia no estacionamento ao lado. Quando ficou tudo pronto todas as minhas expectativas foram superadas, ficou um sonho!

 

Decoração:

 

Eu sempre quis um casamento rústico até por querer casar no campo. O projeto foi idealizado em conjunto por nós e a decoradora, Andrea Kapps. A Andrea criou um grupo no whatsapp e fomos trocando figurinhas por lá. Como ela tem bastante experiência, às vezes me alertava que algumas ideias minhas não eram factíveis e eu sempre acatava os conselhos dela. O projeto da Andrea superou todas as minhas expectativas. Eu achava que o casamento seria muito especial, mas a Andrea foi além disso. Ela se dedicou de corpo e alma. Até o irmão dela, André Kapps, nos ajudou buscando troncos de árvore no sítio deles que foram usados para fazer os arranjos e mesa e a decoração da mesa de bolo. Teve muito amor e dedicação em todo o processo. Eu não faria nada diferente e faria tudo de novo com ela!

 

Bolos e doces:

O bolo não era algo de máxima prioridade pra mim. Eu queria algo simples e rústico. A Vivian nos indicou vários fornecedores de Itaipava e fizemos algumas degustações. Optamos pela Cristina Poncinelli e amei o resultado. Os doces pra mim que foram a parte mais difícil. Ou os fornecedores eram muito caros ou não gostávamos tanto. Depois de muitas degustações optamos por uma mistura entre a Mil Brigadeiros (porque eu AMO brigadeiro), que fez brigadeiros de diversos sabores e a Sônia Sampaio (Doces Zucker) que fez os doces mais clássicos como camafeu e ouriço. Também colocamos as barrigas de freira da Mônica (barriga de freira doces), que foram um sucesso. Não colocamos chocolate nem brownie e não senti a menor falta. Os bem casados fizemos com a Beth Medeiros e amamos. Colocamos 6 doces por convidado e acho que foi uma ótima conta. Amei a mesa de doces, ficou linda! Usamos as forminhas da Bia Gelli que também fez o meu buquê e a coroa de flores das daminhas, além das lapelas dos padrinhos e noivo.

 

Buffet:

O buffet do casamento também foi o mesmo da minha festa de 30 anos, o Alecrim. Foi um sucesso, a Bebel e a Carol são hiper atenciosas e talentosas. Tivemos welcome drink na cerimônia que eram águas aromatizadas além de mini sanduíches e sopinhas, já que estava frio. Na festa servimos mini porções volantes, mas também havia dois pontos de buffet com outras opções. Também fizemos uma estação de frios, para os convidados se servirem a qualquer hora. Outro sucesso foram as comidinhas da madrugada. Colocamos mini cheeseburger e mini pizza. O buffet serviu também quentão e cerveja, além de vinho tinto e whisky. O serviço de bar foi separado e optamos pelo Help Bar.

 

Música da festa:

No ano passado eu havia feito uma festa de 30 anos e tinha amado o DJ. Quando o Pedro me pediu em casamento tinha certeza que queria que o Chu fosse o nosso DJ. Não tivemos nada além do nosso DJ e não senti a menor falta de atração. Quando o DJ é bom acho que os convidados se divertem da mesma forma. O Chu arrasou! Acho que foi a música que mais marcou foi a música que eu e o Pedro cantamos. Ele não queria dançar de jeito nenhum e como nós dois amamos cantar acabamos escolhendo “dueto” do Chico Buarque e foi super emocionante.

 

Registros:

Essas escolhas foram super especiais! Para foto chamamos o Bruno Ryfer e filme fizemos com o pessoal do Goiabada com Queijo. O Bruno é uma das pessoas mais incríveis que eu já conheci! Além de ter um talento sem igual, ele se preocupa com todo o processo e me indicou vários fornecedores também. Ele tem um olhar privilegiado e as fotos ficaram maravilhosas. O Flávio também é um amor de pessoa, ficamos horas no telefone na primeira conversa e depois tivemos um encontro aonde ele e o Enrique nos explicaram todo o trabalho deles. O Bruno e o Goiabada são hiper experientes, então em momento nenhum tivemos a impressão de estar sendo fotografados. O processo foi muito natural. O registro do making of foi muito especial, mas todos os momentos do dia do casamento são inesquecíveis. Chamamos também uma foto cabine para festa e foi um sucesso. Usamos a X cabine e eles são ótimos e disponibilizam todas as fotos no facebook. Para o instagram criamos a #casamentoclape.

 

Convidados:

A festa acabou sendo para 300 convidados, mas nós queríamos que tivesse sido para 250. Acho que a lista é a parte que dá mais confusão. Como nosso casamento ia ser fora do Rio, trabalhamos com uma margem maior de faltas (35%) e acho que acabamos nos empolgando nos convites. Chamamos 460 pessoas e tivemos 298 presentes. Tínhamos pago tudo para 250 pessoas, então na última semana acabamos aumentando o buffet e o bar. Como o RSVP ativo era pago à parte, tentamos confirmar a maior parte dos convidados sem precisar contratar o serviço, mas acabamos usando o serviço para algumas pessoas. Sempre faltam pessoas que a gente gostaria de chamar, mas infelizmente não é possível convidar todo mundo. Acho que a maior parte das pessoas entende a situação, mas não é fácil. Minha dica é pensar em chamar pessoas que têm a ver com vocês dois e que realmente façam sentido na sua vida hoje. Tivemos a presença de muitos amigos queridos de São Paulo, Curitiba e também de alguns que vieram de fora do país.

 

Ferramentas:

Usei muito o Pinterest para referências, super recomendo!

 

◊ APÓS O CASAMENTO

 

 

Lua-de-mel:

Como vamos passar os próximos dois anos nos Estados Unidos, acabamos escolhendo o Brasil para a lua de mel. Fomos para os lençóis maranhenses, barra grande no Piauí e Jericoacara. Super recomendo a viagem, foi maravilhosa!

 

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento:

Como viemos morar nos Estados Unidos minha única dica é deixar tudo da lua de mel bem organizado e as malas prontas para a viagem. Caso seja possível, não viaje no dia seguinte da festa. É muito gostoso acordar sem pressa e curtir com calma todas as mensagens e o carinho que vocês vão receber. Deixe para viajar dois dias depois.

 

Presentes:

Optamos por fazer a lista de presentes apenas virtual no Icasei. De qualquer jeito, algumas pessoas sempre preferem mandar presentes físicos, mas acabamos amando todos que recebemos. Como estamos morando fora, não fazia sentido pra gente receber os presentes e, por isso, a lista virtual foi perfeita. Agradecemos todos os presentes por e-mail. Acho que é importante saber que muitas pessoas simplesmente não dão presentes rs e a maior parte deixa para comprar em cima da hora, então não se desesperem com isso. A melhor coisa é não ter expectativa.

 

Ficha técnica:

♦ Cerimonial e Assessoria: Vivian Lahr 

♦ Local da Cerimônia : Pousada Tankamana

♦ Celebrante: Pastor Mozart

♦ Música de Cerimônia: Família Protasio e Mariana Volker

♦ Decoração da cerimônia: Andrea Kapps

♦ Local da Festa: Pousada Tankamana

♦ Buffet: Alecrim Buffet

♦ Decoração: Andrea Kapps

♦ Florista: Thais Gomes da Silveira

♦ Iluminação: DJ Mau

♦ Mobiliário: Chiavari Eventos

♦ Plantas: Horto Art e Andrea Kapps

♦ Toldo: Seriflex

♦ Bar: Help Bar Rio

♦ Música da Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria): DJ Chu

♦ Fotografia: Bruno Ryfer

♦ Filme: Goiabada com Queijo Filmes

♦ Bolo: Cristina Poncinelli

♦ Doces: Mil Brigadeiros, Doces Zucker e Barriga de Freira

♦ Bem-casados: Beth Medeiros Doces

♦ Convite MIA Estúdio Criativo, Anamelia Moraes e Papel e Estilo

♦ Identidade visual: MIA Estúdio Criativo

♦ Gerador: DJ Mau

♦ Manobra e Segurança: Itatrade Eventos

♦ Vestido de Noiva: Maria Mendes Atelier

♦ Grinalda: Angela Athayde

♦ Cabelo e Maquiagem: Lu Rech Makeup

♦ Acessórios: brinco H Stern

♦ Sapatos: Tatiana Loureiro

♦ Buquê: Bia Gelli

♦ Roupa do noivo: Zara

♦ Lapelas dos padrinhos: Bia Gelli

♦ Roupa das Damas e Pajens: Zara e H&M

♦ Alianças: H Stern

♦ Hotel da noite de núpcias: Pousada Tankamana

♦ Lua de mel: Lençois Maranhenses, Barra Grande e Jericoacara

♦ Lista de presentes: Icasei

 

 

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

Leia mais:

Casamento Greenery: Monique e Bruno

Terrários – como usá-los no seu casamento

Casamento de dia, na fazenda: Marcela e Rodolfo

Deixar um comentário