O encontro de Karynna e Fernando era inevitável. Frequentavam os mesmos círculos de amizades, e se encontravam em grupos que eles não imaginavam que o outro também poderia conhecer, e acabavam sempre se esbarrando novamente. Logo perceberam que eles tinham algo a mais em comum, além da afinidade natural.

 

E, depois de vários encontros sem grandes importâncias, no fatídico dia 03 de janeiro, o Fernando ligou para a Karynna já avisando a hora que iria buscá-la. Ela já tinha marcado programa com as amigas, mas acha que ela perdeu essa? De jeito nenhum. Karynna é uma noiva decidida e não pensou duas vezes, saíram. E desde esse dia estão juntos e felizes.

 

Para organizar o casamento contou com a assessoria e cerimonial da TCD Eventos. Karynna conta que como muitas amigas já tinham casado recentemente ela praticamente sabia quais fornecedores queria. 

 

Conheça essa história e inspire-se com esta noiva tranquila e decidida!

 

 

Os Casamentos Reais publicados no CaseMe são escritos diretamente pelos noivos, em 1ª pessoa. Nossa proposta é uma troca livre e real de experiências, sejam boas ou ruins, que ajudem outros casais que ainda estão no caminho!

 

 

Noivos: Karynna Soares de Britto e Fernando Séllos Leão

Local: Igreja São Francisco de Paula da Ordem Terceira e festa no MAM, Rio de Janeiro

Data: 29 de junho de 2019

 

Créditos da foto do destaque: Marina Fava Fotografia   

 

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-1-750x50

 

 

 

História do casal:

 

Nos conhecemos em agosto/setembro de 2012, eu tinha 18 anos, e estava começando minha faculdade de Gastronomia. Foi no Astor, um bar na praia de Ipanema. Era uma mesa grande, e vários grupos diferentes, e foi quando nos esbarramos a primeira vez. Não deu em absolutamente nada, e confesso que naquele momento não rolou nem clima, rs.

 

Depois de alguns meses, eu estava em São Paulo e ele trabalhava lá na época, e eu estava lá para uma feira de Gastronomia, e 100% na amizade, marcamos de tomar um chopp, mas eu fui furtada logo nos primeiros dias, e acabamos não nos falando depois.

 

Já em dezembro, estava na casa de uns amigos (totalmente diferente dos que estavam no Astor), em alguma confraternização pré Natal, nos reencontramos, e foi aquela coisa: Que que você tá fazendo aqui? Que que VOCÊ tá fazendo aqui? Enfim, descobrimos mais um grupo de amigos em comum, e naquele dia, passamos horas batendo papo, trocamos telefone, instagram, e etc.

 

Ele viajaria no Reveillon com os amigos, e eu também. Na noite de Reveillon, nos desejamos feliz ano novo, e combinamos de tomar um drink para comemorar quando ele voltasse, no dia 03 de Janeiro. Bem coisa de carioca, aquele drink que JAMAIS iria sair… hahaha.

 

Enfim, eis que, no dia 03, havia uma festa que tinha marcado de ir com as minhas amigas, e não estávamos mais nos falando. Marquei a festa, estava tudo organizado, e por volta das 16hr ele me manda uma mensagem: te busco as 20hr?

 

Bom, obviamente desmarquei com as meninas e fomos. Foi ali que tudo começou, no Bar d’Hotel, extinto bar em um hotel do Leblon. O mais engraçado, foi ver os amigos que estavam no Astor, que já sabiam que iríamos sair, todos no outro bar do mesmo hotel fazendo festa, esperando a gente terminar nosso “date”.

 

Nunca houve pedido de namoro em si. No começo, inclusive, esse foi motivo de diversas inseguranças. Porém, ele morava em São Paulo, e em menos de dois meses depois que saímos a primeira vez, ele já chegava no Rio as sextas e ficávamos juntos até as segundas. Foi quando percebemos, que já estávamos namorando, haha.

 

Foram 6 anos de namoro, até o dia do casamento. Contamos sempre a data do dia 03 de Janeiro.

casamento-Karynna-e-Fernando-cerimonia-na-igreja-cerimonial-TCD-Eventos-fotografia-Marina-Fava-Igreja-São-Francisco-de-Paula-noivos-no-altar89

 

O pedido de casamento:

 

Foi totalmente surpresa. Era algo já conversado entre nós, que aconteceria no ano de 2019 o casamento, mas eu insistia que queria pedido surpresa e tradicional.

 

Estávamos com viagem marcada, e confesso que achava que viria na viagem. A única coisa que eu pedia, era que ele tivesse certeza que minhas unhas estivessem feitas, hahaha! Bom, foi no final de 2017, mais precisamente dia 17/12/2017.

 

Esse ano, eu tinha insistido muito que ele deixasse eu montar uma árvore de natal na casa dele. Eu sempre amei natal, amo árvores enormes, e ele é super minimalista, e odeia muita coisa no apartamento. Enfim, montamos a árvore, e sem duvidas, ela ficou MARAVILHOSA. Havíamos ido a um aniversário nesse dia, era um domingo, e o aniversário foi de dia. Quando voltamos, eu precisei passar no meu restaurante para resolver alguma coisa, e disse que ele podia ir indo pra casa que eu o encontraria lá.

 

Quando eu cheguei, ele estava sentado na mesinha do bar, nosso spot preferido da casa, tomando uma cerveja. Lembro ter estranhado, pois ele ODEIA beber aos domingos, haha. E eu disse, nossa, você bebendo hoje? E ele respondeu que deu vontade. Enfim, logo em seguida ele disse, ah, seu presente de Natal tá na árvore. Bom, eu achava que era tudo menos um anel de noivado.

 

Procurei tudo embaixo, onde deveria estar o presente, e nada de novo. Logo que olhei pra cima, vi uma caixinha, mas também pensei que não seria, pois ele sabia que eu estava paquerando um brinco. Enfim, quando eu abri e vi o anel fiquei completamente chocada, e veio a tão famosa pergunta: eu queria saber se você aceita casar comigo? Obviamente, a resposta vocês já sabem.

 

 

Créditos: todas as fotos desta matéria são da Marina Fava Fotografia   

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-2-750x50

 

 

 

 

Os preparativos:

 

Foi tudo bem tranquilo e com bastante calma. Eu acabei organizando tudo quase que sozinha, sempre consultando a minha mãe, mas ela insistia que era o meu dia, que eu fizesse tudo do jeitinho que eu quisesse. Contratamos cerimonial e foi ESSENCIAL, principalmente por que viraram amigos queridos, TCD Eventos. Tivemos muitas indicações de amigos que casaram recentemente, e confesso que acaba nem pesquisando muito, já sabia mais ou menos quem iriamos escolher.

 

 

No dia do casamento, antes da cerimônia: 

 

Nós nos vimos pela última vez, na terça anterior ao casamento, no ensaio da Igreja. Eu fui na sexta-feira para o  Copacabana Palace, com minha melhor amiga, fizemos massagem, jantamos, fomos a piscina, no dia seguinte acordamos, e novamente fizemos uma massagem, hahaha, e depois começamos a nos arrumar. Tinha muita gente se arrumando no hotel, o que foi INCRÍVEL. Minha sogra e cunhada, minhas sobrinhas, minha mãe, irmã, váaarias madrinhas! Eu não fiquei nervosa em MOMENTO nenhum, até chegar no meio do altar. Brincava com a Marina (fotografa) e o Naldo, perguntando se era normal isso. O Fernando se arrumou em casa, com alguns padrinhos também.

 

 

O vestido de noiva:

 

Eu fiz meu vestido com a Martu! Conversei com algumas pessoas, até que me decidisse por ela. Eu sabia que queria algo que nunca vi. Moderno, mas com uma pegada clássica. Até que fomos nela, para minha mãe ver o vestido dela, e a Martinha acabou desenhando o vestido perfeito. A minha cauda era ENORME,  e decidimos simplesmente cortar para a festa, estou com os retalhos até hoje guardados, com pena de descartar, hahaha! O vestido tem que ser confortável, e te dar tranquilidade, acho que isso foi o mais importante.

 

 

Acessórios:

 

Não usei grinalda. Nunca quis. Queria algo mais moderno. Queria o véu sozinho, mais clean. Usei o brinco que minha cunhada usou no casamento dela há 18 anos atrás. O buquê foi uma referência que vi na internet, e com flores que eu teria já no casamento. Queria que tudo ornasse. O sapato, eu comprei na sexta feira antes do casamento, na loja da Gucci do Copacabana Palace, hahahaha! Acredite se quiser, eu não achava NADA que eu gostasse. No final, eu vi um modelo lá que achei q iria funcionar.

 

Roupa do noivo:

 

Ele viu primeiro comigo, desistiu de onde tinha visto, e duas semanas antes resolveu ir no shopping resolver sozinho… Homensssss!

 

Cerimônia:

 

Sempre tive o sonho de casar na Igreja São Francisco, por já ter visto parentes se casando lá, e achava a igreja uma coisa de linda. Durante a cerimônia, uma amiga de infância, a Isadora Morais, cantou Ave Maria, na benção das alianças, que foi LINDO!!! Escolhemos o Padre Omar, por ele já ter feito diversas celebrações das nossas famílias e adoramos o estilo dele.

 

Música da cerimônia:

 

Ornamentus foi a orquestra escolhida! A nossa igreja permitia apenas músicas sacras ou clássicas, o que não foi nenhum problema, e a cerimônia ficou LINDA.

 

Padrinhos e madrinhas:

 

Tivemos um total de 16 casais de padrinhos. Não definimos trajes para ninguém. Apenas pedimos padrinhos de terno preto, e demos a gravata junto do convite. As madrinhas não escolhi nada! Lembro que muitas me mandavam mensagens, pedindo opinião, mandando fotos, e eu sempre respondia que queria que elas vestissem o que fosse deixa-las confortáveis e felizes, que eu realmente NÃO ligava!

 

Damas e pajens:

 

Todos da família. As meninas mandamos fazer com a Sylvinha Freire, e os meninos compraram terninhos pretos.

 

 

 

Local da festa:

 

MAM não foi nossa primeira opção. Eu queria algo com arquitetura mais clássica, e quando finalmente abri mão disso, por falta de opções viáveis no Rio, decidimos casar em um lugar que nem havia inaugurado ainda, no Jardim Botânico. Alguma coisa acendeu na minha cabeça, e liguei pra Thais (TCD Eventos) e disse: Thais, vê se o MAM esta disponível. Ela me ligou e disse, Ka, a única data do mês é a sua, mas você precisa responder HOJE, pois já tinha gente querendo. Foram algumas ligações, mãe, sogra, noivo, cunhada, e batemos o martelo! Não me arrependo em nada! Eu não posso dizer que eu imaginava o casamento acontecendo, pois foi tudo MUITO além do que imaginei!

 

Decoração:

 

Eu queria algo bem moderno. Quando escolhemos a Eugênia (Eugênia Guerreira), sabíamos que ela conseguiria fazer isso de forma bem chique. Foram diversas reuniões, cafés infinitos, mudavamos o projeto toda hora, eu queria uma pista super diferente, e tudo mais, até que chegamos no que chegou! PERFEITO!

 

Bolos e doces:

 

Eu sempre quis fazer meu bolo com o Nelson, do The King Cake, então essa parte não foi muito dificil, porém, eu só fui decidir os sabores na semana do casamento. Bom, como podem ver, eu fui uma noiva bem tranquila, hahaha!

 

Quanto aos doces, confesso que eu também não me preocupei muito. Fiz algumas degustações. Mandei pras meninas do cerimonial o que mais gostei, e deixei na mão delas o pedido! A única coisa que eu insisti, foram as balas de coco da Louzieh.

Buffet:

 

Fiquei SUPER feliz! Foram só elogios. A comida do Laguiole Lab é divina, e nunca me preocupei em relação a isso. Tivemos de tudo, de buffet, a mini porções, para mantermos a festa animada o tempo todo. Tivemos três bares, um bar do Laguiole, um da Amazzoni Gin, e um próprio, do meu restaurante.

 

 

Música da festa:

 

O Guga (Guga Weigert) foi também uma das primeiras decisões. Já fomos a diversas festas dele e sempre amamos! Tivemos novamente a Isadora, minha amiga, junto com um tecladista, o Gustavo Tibi, tocando na recepção, antes de nós entrarmos na festa.

 

 

Registros:

 

Tivemos a Marina Fava e a Set Digital. É difícil falar deles, dado que o João é amigo de infância do Fernando, e a Marina virou minha amiga pessoal. Foi muito fácil e leve. 

 

 

Convidados:

 

Nós tivemos um total de 430 pessoas presentes. A ideia era convidarmos 540 para chegarmos a 380, porém acabamos convidando 630, e tivemos os 430. Foi bem desesperador no final. Fizemos RSVP ativo! Eu diria para tentar segurar na lista, por incrível que pareça, a gente mandava TODA semana convite para a caigrafa fazer. Era sempre minha mãe lembrando de alguém, meu noivo, enfim… Foi bem complicado. Mas deu certo. 

 

 

TITULO-CASAMENTO-REAL-3-750x50

 

 

 

Lua-de-mel:

 

 Doha, Maldivas e Paris. Foi incrível. Recomendo para lua de mel demais! Lugar paradisíaco!

 

 

Dicas de lua-de mel + novo apartamento:

 

Ainda sigo tentando por a casa em ordem, hahaha!

 

 

Presentes:

 

Ainda no processo de agradecer!!! Mas tentando agradecer cada um por mensagens ou ligação

 

 

Ficha técnica:

 

♦︎ Assessoria e cerimonial: TCD Eventos

♦︎ Cerimônia: Igreja São Francisco de Paula

♦ Celebrante: Padre Omar

♦︎ Música da cerimônia: Ornamentus   

♦ Cantora: Isadora Morais

♦ Decoração da cerimônia: Patricia Britto

♦︎ Local: MAM

♦︎ Buffet: Laguiole Lab    

♦︎ Decoração: Eugenia Guerrera Hargreaves    

♦︎ Flores e plantas: Orlando Ambrosio    

♦︎ Iluminação: Two Lights

♦︎ Mobiliario: Festah   

♦︎ Mobiliário: Opala

♦︎ Toldo: MAM

♦︎ Bar: MAM, Amazzoni e particular

♦︎ DJ: Guga Weigert     

♦ Atração: Bateria da Grande Rio e Isadora Morais com o Tibi

♦ Atração: Isadora Morais com o Tibi

♦︎ Fotografia: Marina Fava Fotografia   

♦︎ Filme: Set Digital   

♦︎ Bolo: The King Cake

♦︎ Brigadeiros: Fabiana D’Angelo

♦︎ Doces: Pati Piva

♦︎ Doces Portugueses: Barriga de Freira | Monica e Naná

♦︎ Brownies: Olenka       

♦︎ Doces: Louzieh   

♦︎ Doces: Denise do Rego Macedo   

♦︎ Doces: Chef Flavia Amorim

♦︎ Bem casado: Pati Piva

♦︎ Caligrafia: Pluma Caligrafia & Co.

♦︎ Convite: Atelier Allure   

♦︎ Kit Toalete: Artes Toque Final

♦︎ Vestido: Martu

♦ Cabelo e Maquiagem: Michelle de Souza

♦ Sapatos: Gucci

♦︎ Buquê: Orlando Ambrosio    

♦ Roupa do noivo: Hugo Boss

♦︎ Lapelas dos padrinhos: Orlando Ambrosio    

♦︎ Vestido das damas: Sylvinha Freire   

♦ Carro da noiva: família

♦ Alianças: H.Stern

♦︎ Hotel da noite de núpcias: Copacabana Palace

♦ Lua de mel: organizamos sozinhos

♦ Lista de presentes: Icasei, Tutto per la Casa e Hstern Home

 

 

Caseme_banner_728x100px

NEWSLETTER-POST-3-3-750x125

Leia mais:

Custos extras com o casamento que você não imaginou que teria

Chá-Bar Capri

Vestidos de noiva sem renda

 

Deixar um comentário