Noivos : Antonia Muniz Freire e João Paulo Pons Antunes

◊ ANTES DO CASAMENTO

História do casal: Nós trabalhávamos na mesma empresa mas nunca tínhamos esbarrado. Uma amiga em comum me pediu para solicitar um favor ao João Paulo e conversar a respeito de uma vaga em outra área no trabalho. Trocamos poucas palavras naquele momento, mas à noite nos reencontrarmos, por acaso, em uma festa à fantasia, e lá nos conhecemos melhor. Foi onde tudo começou.

De outubro a janeiro, foram quase 3 meses de encontros e desencontros. No início do ano, o João Paulo foi fazer um curso em Londres por 1 mês e voltou ao Brasil de surpresa na primeira semana de fevereiro. Depois de alguns dias juntos, ele fez o pedido de namoro em uma festa no Morro da Urca.

O pedido de casamento:  Depois de um pouco mais de 3 anos de namoro, num sábado, o João Paulo, que adora cozinhar, combinou de fazer um jantar na casa dele. Quando cheguei, a casa estava toda enfeitada com velas e uma música ao fundo. A comida foi servida em mini caçarolas individuais. Quando abri a minha encontrei aliança e então ele fez o pedido. Foi total surpresa. Fiquei alguns segundos muda e em choque até responder o esperado sim. João Paulo abriu uma garrafa de champanhe para brindar e em seguida fomos jantar em um restaurante para comemorar.

◊ O CASAMENTO

Os preparativos: O pedido de casamento foi no dia 04 de outubro, sábado. 2 semanas depois já tínhamos a igreja reservada. Tivemos que esperar um pouco para ter certeza de que o Museu Histórico Nacional também estaria disponível. Mas, o mais importante era a igreja, pois foi onde meus pais casaram. Também pensamos na mobilidade da família do João Paulo, que veio do Sul. Tivemos 8 meses para preparar tudo, pois nos mudamos para os EUA logo depois do casamento para estudar. Por isso, tivemos que contar com os profissionais que tinham a data disponivel, algumas vezes sem opção para escolha. Minha mãe participou de tudo, mas contamos com a opinião da família que é bem grande (JP tem 3 irmãos e eu 1 irmã, fora os cunhados/as). Contamos muito também com a Thais de Carvalho Dias, cerimonialista, principalmente nos momentos de conflito (ela sempre conseguia ser imparcial e ajudar). Mas, no geral, foi bem tranquilo, apesar de ser difícil lidar com a expectativa de muitas pessoas.

O vestido de noiva: O vestido foi feito pela Marta Macedo, da Martu. Ela é incrível, uma artista. Eu não tinha ideia do que queria, apenas do que não queria. Quando fui no ateliê me apaixonei. Nunca fiz orçamento e nem procurei outro vestido. Foi minha primeira e única opção, nos demos muito bem de cara. O vestido era todo aplicado de flores, pérolas e canutilhos off white. Tinha manga longa e as costas de pérolas com decote v. Minha única exigência de noiva era que fosse muito confortável. Como vestido de noiva geralmente é pesado, ela colocou um forro bem firme e uma parte de malha, o que me deixou livre para aproveitar a festa. A cauda tinha 1,5 metros, e teve que ser presa logo no começo da festa. Mas, como a Marta estava la, ela ajudou (já tinha o botão com gancho e os pesos).

Dica:  Às vezes idealizamos um modelo que não funciona para nosso corpo, ou não combina com o estilo do casamento. O importante é escolher um modelo confortável e adequado.

Não usei grinalda, aproveitei algumas flores do vestido e as prendi no coque. O véu também foi feito na Martu.

Making ofCombinamos de ficar 1 semana sem nos ver antes do casamento. Tivemos um último encontro com o Padre José Maria no domingo anterior ao casamento e nos despedimos. Porém, foi aniversário do meu sobrinho e, por coincidência, a família do João Paulo vinda do Sul estava jantando no mesmo lugar. Não resisti e fui falar com eles. Foi uma super surpresa muito emocionante. Acho que essa última semana foi a mais calma, pois não havia muito mais a ser feito. Era só esperar o grande dia… o João Paulo estava mais ocupado recebendo a família e revendo alguns parentes que não via há muitos anos. Eu aproveitei para relaxar, ficar com meus pais e comprar o que faltava para levar na lua de mel.

No dia, eu fui para o Copacabana Palace com meus pais e minha irmã. O João Paulo ficou em casa com os pais, os irmãos e os melhores amigos.

Cerimônia: A igreja foi o primeiro lugar escolhido, Nossa Senhora do Bonsucesso. Não queríamos uma igreja muito grande e, como falei, o segundo passo era pensar na melhor mobilidade. Além da familia de fora, minha avó tem 90 anos e eu queria que ela participasse de tudo. O Museu Histórico não estava aceitando reserva e estava em obras. Tínhamos um plano B, a casa de uma tia com um jardim bem grande, então começamos a planejar tudo. Mas sempre pressentimos que conseguiríamos o museu. No inicio de dezembro, me ligaram para confirmar e foi uma correria. Mas, deu certo!

No dia, todos os convidados puderam ir a pé, junto com os noivos. Foi muito bom!

O celebrante foi o Padre José Maria Ramirez. Escolhemos ele porque casou a minha irmã e batizou meus sobrinhos. No primeiro encontro, adoramos o jeito dele, sua humildade e sinceridade. O João Paulo teve que fazer primeira comunhão e crisma, então tivemos que nos encontrar muitas vezes (quase todos os domingos e segundas até o dia do casamento). Fora algumas vezes que saimos para jantar. Até hoje somos amigos e nos falamos!

Para mim, a parte mais emocionante foi a espera para entrar na igreja. A noiva ouve tudo, mas não vê nada. Ficamos eu e meu pai, ali de mãos dadas e imaginando. Demos as mãos bem firmes e fomos andando. Fiz questão de olhar para todos que estavam la. Eu acho a cerimônia religiosa toda emocionante. Convidamos todos os irmãos e cunhados para subir no altar e ler.

Padrinhos e madrinhas: Essa foi a parte mais dificil. A igreja limitava o número de padrinhos e, para não brigarmos, deixamos para cima da hora. Acabou sendo confuso. Os homens usaram terno azul marinho, com camisa branca e demos a gravata azul. As madrinhas foram como quiseram, desde que fosse longo. Foram 15 casais, entre irmãos, primos e amigos da vida toda.

Damas e pajens: Escolhemos colocar somente nossos sobrinhos. A sobrinha do noivo, filha do seu irmão, Maria Clara entrou no colo (ela tinha 1,5 anos). E meus dois sobrinhos, filhos da minha irmã, José e Bento. Os dois entraram numa boa, de mãos dadas. Como o José também é meu afilhado, levou as alianças. Os meninos vestiram um terno da Zara e a dama um vestido branco Lord and Taylor, e coroa de flores Mafe.

Local da festa: Escolhemos o  Museu Histórico Nacional por ser um dos espaços mais lindos do Rio de Janeiro e pelo tamanho, que comportava o número de convidados. Além da flexibilidade de podermos usar os fornecedores escolhidos por nós e não pré determinados. No começo queríamos um lugar pequeno, mas as 2 famílias são grandes e nossos pais também tinham muitos convidados, então, foi bem difícil. O Museu acabou sendo a escolha perfeita. O lugar é lindo, tudo funcionou bem e pudemos ir andando da igreja para festa.

Decoração: A decoração feita pela Monica Cordeiro Guerra também teve alguns toques da minha mãe, que adora e entende do assunto. O azul hortênsia foi a cor predominante, quebrado pelo verde e pelo o off white. As paredes foram todas forradas de tecido de azulejo, que pareciam fazer parte do lugar e respeitavam sua história. 6 painéis enormes foram produzidos exclusivamente para a ocasião por Chico Gouvea e Vianita Barcellos compondo as paredes de muro vivo. Também foi feita uma estampa para as toalhas de mesa na La Estampa e porta guardanapos desenvolvidos pela Santex Passamanaria. Palmeiras gigantes, muitas orquídeas e o teto de treliça de pitangueiras davam a sensação de um jardim suspenso. A mesa com quase 5 mil doces era toda de espelho e com arranjos altos de flores brancas de Raymundo Basílio, o que iluminava a entrada da festa. Não faríamos nada diferente. Ficou tudo lindo e acima de qualquer expectativa.

Música da festa: Escolhemos o dj Danny Dee, da Rastropop, porque gostamos do estilo dele (bem atual). Também tivemos a dupla Wemo Live (sax) – Breno Morais e Guga Weigert. O Guga é muito nosso amigo e ajudou com tudo.

Buffet: O buffet foi da Laura Pederneiras. Ficamos muito felizes, ela é uma querida. Fizemos jantar sentado e comemos antes de entrar na festa (A Thais preparou uma mesa linda e jantamos os 2 sozinhos, foi um momento legal e nos preparamos para entrar na festa). Servimos algumas entradas volantes e um buffet degustação. Depois, para o jantar, petit gateau de hadock, risoto de camarão, picadinho (completo, porque amamos) e uma massa. Servimos 7 sobremesas (eu amo doce!) e quase 5000 doces. Também servimos lanche na madrugada, tipo festa infantil: cachorro quente, hamburguer e batata frita. Bebidas compramos na Porto di Vino, Wine.com e Upgrade, Bares e Produções ficou responsável pela parte consignada e coordenação.

Convidados: A festa foi para 800 convidados, e 650 foram. O que nos surpreendeu foi a quantidade de gente de fora do Rio (e até do Brasil) que veio nos prestigiar. A lista foi refeita milhões de vezes. 10 dias antes ainda estávamos enviando convite! Fizemos RSVP por telefone e por email, mas é muito difícil ter certeza de quem realmente vai.

Minha dica: Estabeleça o número de pessoas e saiba que esse número vai crescer (e muito) se você não conversar com as 2 famílias e não se organizar com antecedência. Cada novo casal que meus pais convidavam, eu me dava o “direito” de convidar mais 5 amigos, e o mesmo valeu para os meus sogros… a lista se tornou interminável, o que acaba gerando briga e (muito) custo extra. É triste não poder convidar todo mundo, mas você também não será convidado para tudo na vida, certo? Faz parte…

As 2 familias são grandes, temos muitos amigos e nossos pais também. Foi incrível ver todo mundo junto, torcendo pela nossa felicidade e aproveitando ao máximo a festa.

Video_1

Video

◊ APÓS O CASAMENTO

Lua-de-mel: Fomos para Sardenha, Costa Amalfitana e Capri por 15 dias. Escolhemos a Itália por ter um significado especial para o casal, pela gastronomia e pelas praias paradisíacas. Como nos mudamos para os EUA logo depois do casamento, não tivemos tempo e não queríamos ir para nenhum lugar muito longe, porque acabaríamos perdendo dias de deslocamento.

Super recomendo nosso roteiro de lua de mel! Foi demais… mas só vale ir no verão!

Dicas importantes sobre a organização pós casamento + lua-de mel + novo apartamento: O apartamento foi o mais dificil. Chegamos na Califórnia sem conhecer ninguém. Demoramos quase 2 meses para achar um apartamento e, durante esses dias, moramos em um hotel com todas as malas ainda empacotadas. Fora isso, não trouxemos nada de casa, então tivemos que passar muitos dias comprando tudo, sozinhos e sem ajuda de ninguém!

Por isso, foi muito importante deixar todos os presentes separados e organizados. Fiz uma planilha listando todos, inclusive quem deu. Fiz um mega planejamento para deixar tudo pronto para quando voltarmos dos EUA  saber onde esta cada coisa. Meu quarto virou um big depósito.

Dica: Conforme for recebendo os presentes, anote tudo e escreva o cartão de agradecimento. Se deixar para depois, vai acumular e vai ficar difícil controlar tudo.

Troca de presentes: Agradecemos 100% dos presentes com cartão pessoal, escrito à mão! Isso fez com que soubéssemos o que cada um nos deu. Lembramos de tudo até hoje e foi super especial.

Ficha técnica:

✓ Cerimonial e Assessoria – Thais Carvalho Dias

✓ Celebrante – José Maria Ramirez

✓ Local da Cerimônia – Nossa Senhora do Bonsucesso

✓ Local da Festa – Museu Histórico Nacional

✓ Vestido de Noiva – Marta Macedo, Martu

✓ Véu e Grinalda – Marta Macedo, Martu

✓ Cabelo e Maquiagem – Regiane Celye

✓ Acessórios – brinco da minha bisavó materna

✓ Sapatos – sandália Jimmy Choo e sapatilha Estelle

✓ Buquê e Lapelas dos padrinhos – Raymundo Basílio

✓ Alianças – Maria Claudia Palhares

✓ Música Cerimônia (Coral, Orquestra) – Delfim Moreira

✓ Música Festa (DJ, Banda, Sax, Bateria) – Som Rastropop, Dj Danny Dee e Wemo Live (sax) – Breno Morais e Guga Weigert

✓ Foto – Carolina Cattan e Fotocabine Sputnik Photo

✓ Filme – Set Digital

✓ Buffet – Laura Pederneiras

✓ DJ – Dj Danny Dee

✓ Decorador – Monica Cordeiro Guerra

✓ Iluminação – Two Lights

✓ Mobiliário – Festah e Commemorare

✓ Flor – Raymundo Basilio

✓ Plantas – HortoArt

✓ Toldo – Lonarte

✓ Velas e Lustres  – Eliana Lipiani

✓ Louça e Prataria – Arte de Receber

✓ Bolo – Vera Andrade

✓ Doces – Fabiana D’Angelo, Regina Montello, Regina Rodrigues, Louzieh, Bendito Caramelo e Chez Brownie

✓ Bem-casados – Regina Montello

✓ Lembrancinhas – CD Guga Weigert, cachaça DuVale, pau de selfie, gravatas padrinhos e porta jóias iD Bags, caixas 7cores Embalagens e sandálias Dafiti

✓ Convite – LS Relevografia

✓ Identidade visual – feita pela noiva

✓ Caligrafia – Sandra Maria de Souza

✓ Carro – do meu pai

✓ Roupa do noivo – Brooksfield, Alberto Marques e Camisaria Nilza Raimundo + Sapatos Ricardo Almeida

✓ Gerador – Noalge

✓ Ar Condicionado – DRB

✓ Manobra e Segurança – Nova Geração

✓ Hotel da noite de núpcias – Copacabana Palace

✓ Lua de mel – Sardenha, Costa Amalfitana e Capri

✓ Lista de presentes – Image, Hstern, Tutto per la Casa e Crate & Barrel

 

Quer ver o seu casamento publicado aqui? Envie um email para contato@caseme.com.br

Deixar um comentário