Revista CaseMe » Véu de noiva: guia completo de modelos, dicas e inspirações
modelos de véu de noiva

Véu de noiva: guia completo de modelos, dicas e inspirações

O véu de noiva é um dos maiores símbolos do casamento e uma das tradições mais antigas. Na Grécia antiga as noivas já casavam com os véus, que tinham a função de proteção contra os maus olhados. Além disso o véu também simbolizou por muito tempo a nobreza e a pureza.

Hoje, carregado de simbolismos passados, o véu segue sendo um item que pode representar uma herança de família, uma tradição, ou simplesmente um acessório incrível que completa o look da noiva.  

Existem diversos modelos de véu: desde os suntuosos como o véu Catedral aos mais simples como o voilette.

Veja em seguida como diferenciá-los e pensar nos detalhes deste acessório icônico do casamento!

Nessa matéria você vai ler:

QUal é o significado do véu da noiva?

A tradição de usar um véu de noiva no casamento tem origens antigas e está ligada a diversas culturas ao longo da história. Aqui estão algumas explicações possíveis para a origem e significado dessa prática:

  1. Simbolismo de Pureza e Inocência: Em muitas culturas, o véu era considerado um símbolo de pureza e inocência, ou seja, o ato de cobrir o rosto da noiva simbolizava sua modéstia e castidade antes do casamento.
  2. Proteção contra Maus Espíritos: Em algumas sociedades antigas, acreditava-se que o véu protegeria a noiva de maus espíritos ou olhares invejosos. O véu serviria como uma barreira entre a noiva e forças sobrenaturais, trazendo sorte e proteção.
  3. Casamentos Arranjados: Em épocas em que os casamentos eram frequentemente arranjados, o véu podia ser usado para esconder o rosto da noiva até o momento da cerimônia, quando o noivo finalmente a veria. Isso poderia evitar desistências de última hora caso um dos noivos não gostasse da aparência do outro.
  4. Tradições Religiosas: Em algumas religiões, o véu pode ter significados específicos ligados a cerimônias sagradas. Por exemplo, em cerimônias cristãs, o véu muitas vezes representa a modéstia da noiva diante de Deus.
  5. Cobertura como Símbolo de Respeito: Em algumas culturas, o ato de cobrir o rosto da noiva também era visto como um gesto de respeito ao noivo, mostrando que ela estava disposta a se submeter à liderança dele no casamento.

É importante notar que as tradições variam amplamente entre diferentes culturas e religiões, e a prática do uso do véu de noiva pode ter diferentes significados em contextos distintos. Além disso, muitas noivas modernas escolhem usar ou não o véu com base em preferências pessoais, e a tradição pode ser adaptada de várias maneiras nos dias de hoje.

JÁ FEZ O seu SITE De CASAMENTO?

fabi_thumb296x296_2

Como escolher o véu de noiva?

Escolher o véu de noiva pode ser uma decisão emocionante, pois é um acessório que complementa o visual do vestido e acrescenta um toque de elegância à noiva. Aqui estão algumas dicas para ajudar na escolha do véu de noiva:

  1. Considere o Estilo do Vestido: O estilo do véu deve complementar o estilo do vestido. Se o vestido é mais simples, um véu mais elaborado pode adicionar um toque de sofisticação. Se o vestido já é detalhado, um véu mais simples pode ser mais apropriado.
  2. Comprimento do Véu: Existem diferentes comprimentos de véu. A escolha do comprimento pode depender do estilo do vestido, do local da cerimônia e do gosto pessoal da noiva.
  3. Cor do Véu: Véus geralmente vêm em cores que correspondem à cor do vestido. Certifique-se de escolher um véu na mesma tonalidade ou em uma cor que complemente o vestido. Branco, marfim e tons de champanhe são algumas opções comuns. Mas se você for uma noiva ousada, pode optar por um bordado colorido ou mesmo um tule em uma única cor, como azul, rosa ou lilás!
  4. Estilo do Penteado: Considere o penteado que você planeja usar no dia do casamento. O véu pode ser preso de diferentes maneiras, como por tiaras, grampos ou presilhas. Certifique-se de que o penteado escolhido funcione bem com um véu.
  5. Experimente Diferentes Opções: Ao experimentar vestidos de noiva, também experimente diferentes véus para ver como eles se encaixam com o vestido. Isso ajudará a visualizar o look completo e tomar uma decisão mais informada.
  6. Ajustes Personalizados: Se não encontrar o véu perfeito, considere a possibilidade de fazer ajustes personalizados. Pode ser possível adicionar ou remover camadas, ajustar o comprimento ou adicionar detalhes personalizados para criar um véu exclusivo.

quais são os tipos de véu de noiva?

comprimentos-véu-destaque-caseme

TIPOS DE Véus longos:

Véu Catedral

É o mais longo e imponente dos véus. Eles são muito compridos, portanto precisam de espaço no caminho da noiva e são os mais indicados para as igrejas clássicas, sinagogas ou casamentos com decorações imponentes. 

O véu Catedral é ótimo para adornar os vestidos com caudas, armados, estilo princesa. O equilíbrio entre o rebuscamento das rendas do vestido, o tecido e os detalhes bordados no véu, são fundamentais. 

Este é o modelo de véu mais usado pelas noivas tradicionais. Mas isso não significa que estilistas não possam misturar estilos para criar formas novas de compor um look para as noivas mais ousadas.

O véu Catedral tem mais de 2 metros de extensão, geralmente de 3 a 5, por isso não é indicado para capelas, igrejas muito pequenas ou casamentos na praia, onde possa ventar muito. Este véu é um clássico que combina com todas as cerimônias, mas a questão é o espaço disponível para que ele não fique desproporcional em relação ao altar e caminho da noiva.

A aplicação deste véu no penteado exige uma grinalda que dê a sustentação adequada porque ele pesa, principalmente se for uma mantilha. Converse com seu cabeleireiro para que você escolha a grinalda certa e faça a adaptação (se necessário) do encaixe da grinalda. Além disso, faça a prova de cabelo e maquiagem com o seu véu e grinalda verdadeiros, não use um outro só para ver como ficará.

Véu Capela

São um pouco mais curtos do que o véu Catedral, mas ainda são longos, passando da cauda do vestido e costumam ter até 2 metros de comprimento.

O véu Capela é o mais usado hoje em dia. Eles geralmente passam apenas 1 metro do vestido e combinam com todos os tipos de cerimônia. São mais fáceis de prender no penteado porque podem ser leves, principalmente se forem apenas de tule. Esse é o famoso “véu longo”. O véu normal, clássico, sem mais nem menos.

A sustentação no penteado pode ser feita por inúmeros tipos de grinaldas, presas no topo da cabeça ou em um penteado baixo. 

Leia também: Grinalda – o que é e como escolher a sua.

Véus curtos

Os véus curtos são os menos usados aqui no Brasil. Nossas tradições de casamento valorizam os véus compridos. Os véus curtos costumam ser vistos em fantasias de casamentos de festa junina, por exemplo, e por isso eles acabaram, por muito tempo, sendo percebidos como adereços de fantasias e não como uma peça nobre do look da noiva.

Mas com o sucesso do Pinterest para inspiração de casamentos e a disseminação do estilo de casamento norte americano, por exemplo, algumas noivas brasileiras mais ousadas vêm adotando véus mais curtos.

Os véus curtos também funcionam como uma sobreposição ao véu longo. Faz parte da tradição judaica, por exemplo, as noivas judias entrarem com o rosto descoberto, mas antes de entrarem na chupá o noivo deve cobrir o rosto da noiva com um véu. O véu curto em sobreposição ao longo é o mais usado. 

Tipos de véus curtos:

  • Valsa: Ele acompanha o tamanho da saia do vestido, sem cauda.
  • Ballet: Fica entre os joelhos e panturrilhas.
  • Ponta do Dedo: Possui um tamanho intermediário. Ele acaba na altura da ponta dos dedos da noiva com o braço esticado. Tem cerca de 90 cm de comprimento e combina com a maioria dos vestidos.
  • Cotovelo: Têm cerca de 65 cm de comprimento. Eles funcionam bem como sobreposição porque tem um caimento adequado e termina antes que a saia volumosa do vestido comece.
  • Ombro: Tem cerca de 50 cm de comprimento. O caimento deste véu não combina com uma cerimônia formal.
  • Voilette: É um acessório que não passa do queixo, indicado para as noivas que não querem usar o véu, mas querem algo simbólico que represente esse ícone do casamento. Eles lembram os fascinators, acessórios usados nos cabelos nos eventos da realeza britânica e nas corridas de cavalo. Se o seu vestido tiver detalhes de gola alta, então essa é uma boa ideia. Eles combinam com vestidos modernos.

É a composição equilibrada entre o vestido e o véu que vai fazer a mágica acontecer. 

Veja como é fácil fazer sua lista
de chá de panela no caseme!

QUais os acabamentos do véu de noiva?

Os véus podem ser feitos de tules lisos ou em tules de poás – o famoso point d’esprit. Os véus lisos podem ter detalhes bordados para dar um toque, como pérolas, ou os cristais que dão um brilho mas não agregam muita informação. 

As bordas dos véus podem ser lisas ou trabalhadas. Geralmente são bordadas com pedaços da mesma renda do vestido, ou com outros desenhos para fazer uma composição. Também é muito comum bordas em tecidos para fazer uma moldura ao longo do véu.

Os véus de tule ganham volume conforme as camadas. Uma só camada de tule faz um look clean, onde o véu é um detalhe suave. Já os com duas ou três camadas ganham volume e estrutura, possibilitando um look imponente como as mantilhas, mas com a leveza e transparência características do tule.

Os véus podem adotar um caimento discreto, acompanhando apenas as costas do vestido, ou podem ser aplicados de forma que emoldurem o rosto das noivas, como as mantilhas. 

Dica boa:

Para noivas que querem o véu ou mantilha emoldurando o rosto e passando pelos ombros, na entrada da cerimônia segure o buquê de modo que um pedacinho do véu ou mantilha fique presa na sua mão, assim ficará seguro no ponto certo.

qual a diferença do véu e da mantilha?

As mantilhas tradicionais são inteiras de renda. Mas hoje em dia a maior parte das mantilhas são uma composição de tule com rendas aplicadas, principalmente nas bordas, para que a beleza do acabamento da mantilha se mantenha, mas não pese no equilíbrio com o vestido.

Para usar uma mantilha tradicional, toda de renda, será importante escolher um vestido com menos informação.

Os véus e as mantilhas são fixadas nos cabelos por mini argolinhas de tecido, por onde passam os grampos, ou por pentes. E podem ser presos sobre ou sob os penteados, com o acabamento da grinalda.

O véu e a grinalda devem ser decididos em conjunto com sua estilista e o profissional que vai fazer a sua beleza. A grinalda é um acessório de estrema importância para a aplicação do véu, portanto não escolha sua grinalda sem saber as necessidades e preferências do seu cabeleireiro. 

Leia também: tudo sobre grinalda de noiva.

B2C-Header-da-newsletter-2-1-1024x256

A noiva é obrigada a casar de véu?

Claro que não! Você pode usar apenas uma grinalda e fazer um belo penteado! Outra opção que tem sido muito usada nos últimos tempos é a capa.  Elas são presas pelos ombros e o efeito fica lindo. A vantagem é ser mais seguro no corpo do que o véu preso no cabelo.

Veja como escolher o véu perfeito neste CaseMe TV com a estilista Maria Mendes:

O véu não é um acessório que vai para a festa, pois ele normalmente é usado apenas na cerimônia. Para que você tenha fotos lindas com o seu véu, aproveite as fotos no making of e as fotos protocolares do casal após a cerimônia.

Não tenha pena de tirar o véu para entrar na festa, afinal de que adianta um véu lindo enrolado no braço ou sendo pisado por todos? Dançar com véu comprido é impossível. Aproveite esses momentos iniciais da festa, como o brinde no bolo e a primeira dança, para ter fotos lindas do seu look sem o véu também.

Tem alguma dica para compartilhar com a gente? Ou sentiu falta de alguma informação? Então deixe nos comentários que teremos o maior prazer em complementar.

Leia mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *