Vou casar, e agora? Que atitudes devo tomar? Quais são os primeiros passos?

 

Você foi pedida em casamento, a família está feliz com a notícia, invade aquele clima diferente na vida e a sensação de mudança à vista. Mas… Por onde começar? 

 

Não se preocupe, lembre-se que você não está sozinha nessa. Além de ser um plano a 2, as famílias fazem parte, os amigos se envolvem, e o que é bastante confuso no início, logo vai tomando forma e daqui a pouco vocês estarão completamente imersos nesse mundo à parte que é a produção de uma casamento.

 

E nós do CaseMe também estaremos aqui, 100% focados na missão de te ajudar, nascemos para isso. 

 

Vamos lá?

 

Nesta matéria trouxemos apenas as 3 perguntas fundamentais que para estruturar as bases do seu casamento. Mas se vocês são um casal radical que não se assusta fácil e querem ir direto ao ponto, temos uma matéria super completa, um cronograma passo a passo (comentado) para vocês terem uma visão geral de tudo o que precisará ser feito ou pensado para o casamento

 

 

O mais importante na produção de um casamento é a organização. Comece traçando um plano bem estruturado, onde as primeiras 3 perguntas são:

 

#1 – Quanto podemos investir?

 

Quem vai poder ajudar com os custos do casamento, as duas famílias ou somente os noivos? As vezes esperar um tempo maior viabiliza um casamento mais elaborado. Portanto o primeiro passo, para uma jornada em paz é saber os limites e as possibilidades de gastos com o casamento.

 

Dimensionar com responsabilidade o quanto podem investir no casamento, e depois manter o foco no plano traçado é um exercício valioso de gestão compartilhada. O casal pode estar tendo este tipo de relacionamento, onde discute-se onde e quanto gastar, a quem valorizar, pela primeira vez. E existe um ajuste de cultura e modus operandi (modo como as pessoas fazem as coisas) importante para as bases do casamento, que virá (e ficará) depois da cerimônia e festa.

 

fabian-blank-pElSkGRA2NU-unsplash

A organização de um casamento é um ritual bastante valioso porque nesta jornada as responsabilidades são divididas, as expectativas e os investimentos (financeiros e afetivos) precisam estar alinhados e compartilhados.

 

E, sem que se perceba, no meio desta produção… o casal aprende a ceder, a alinhar objetivos, e a respeitar temperamentos; e os pais tem um tempo para amadurecer a saída dos filhos, podem aproveitar este momento para aprofundar o respeito e admiração entre pais e filhos, além de todo o espaço para gratidão e demonstrações de afetos.   

 

Ou seja, quando vocês sentarem em uma mesa para discutir o orçamento do casamento, saibam que muito além de determinações práticas estará em jogo nestas conversas. Estas decisões são aquele as típicas “atitudes que valem mil palavras”.  Aproveite toda a oportunidade que vocês tiverem de serem atenciosos e cuidadosos com os valores e familiares do seu amor. Esse é o segredo de um bom casamento.

 

E, por favor, não entre na epifania de economizar, fazer baratinho, buscar um amigo que resolva… Tenha responsabilidade e saiba seu orçamento. Com o seu orçamento, busque o melhor para o seu casamento. Mude o formato, diminua a lista de convidados, dê um jeito. Existe casamento lindo e bem feito para TODOS os bolsos. Elopment Weddings estão aí para provar.

Só não cuide do símbolo máximo da fundação da sua família com pensamentos pequenos.

Aqui a regra é clara: buscar o melhor possível, sempre.

 

 

#2 – Para quantos convidados será o nosso casamento?

 

Esta decisão muitas vezes precisa ser compartilhada com os pais. Raros os casamentos em que os pais e irmãos não convidam ninguém. Então, antes que essa inclusão apareça no meio do processo, cheio de reclamações dos dois lados, conte com isso já desde o início.

 

Casamento é um rito de passagem que inclui uma família deixar um membro ir em busca da sua própria família. Esse momento mágico de sair também é um processo complexo de deixar ir. Pensem nisso e sejam generosos com os seus pais. Eles também querem comemorar com os seus amigos a passagem de seus filhos para uma nova fase.

 

Os noivos mais reservados, ou os que não querem exatamente um casamento convencional devem ler a matéria: Elopment Wedding: um casamento a dois super romântico

 

 

Para os casais com famílias muito grandes ou com muitos grupos de amizades, a lista de convidados pode ser uma tarefa das mais difíceis do casamento. Veja as duas matérias abaixo que podem ajudar nesta missão:

 

♦︎ Tudo sobre a lista de convidados: do início ao RSVP

 

♦︎ 10 perguntas para diminuir sua lista de convidados

 

#3 – Qual será o estilo do nosso casamento, o que mais combina com a gente?

 

O estilo é fundamental para a escolha do local. O cenário do seu casamento é a base de toda a experiência que você vai viver e proporcionar para os seus convidados. Então pense: gostaríamos de casar ao ar livre ou em igrejas e sinagogas? Gostamos do colorido tropical com madeiras e materiais naturais, ou quero um casamento tradicional com materiais como a prata e cristal? Essa decisão vai ser o norte de todas as contratações.

Mas não se engane em achar que um estilo é mais caro ou barato que outro. Muitas vezes o mobiliário e a abundância de plantas e flores de um casamento tropical ultrapassa o valor de materiais mais caros como a prata e o cristal. Tudo é possível na decoração de um casamento. 

 

 

Em posse do número de convidados, do valor a gastar e o estilo do casamento, procure um cerimonial ou uma casa de festas.

 

O cerimonial deve ser o primeiro fornecedor a contratar, assim vocês terão um plano bem desenvolvido desde a “fundação”. Como nos contou Bia Dias, uma vez um casal fechou o local e descobriu depois que o casamento seria muito mais caro do que eles imaginavam, e tudo desandou. Foi preciso consertar algo que poderia ser bem dimensionado desde o inicio, por quem entende de casamento e suas proporções de valores.

 

 

O local do casamento é por onde a produção do casamento começa, porque (geralmente) são eles,  local da cerimônia e festa, que definem a data do casamento, pela data disponível.

 

Com data e local definidos comece a contratar os fornecedores que estarão pessoalmente no seu casamento e por isso só fazem 1 por dia, como é o caso dos fotógrafos, cinegrafistas, maquiadores, dj’s e celebrantes. Os melhores profissionais são tão concorridos que às vezes é necessário agendar com mais de 1 ano de antecedência.

 

notes-514998_1920-725x475

 

A lista de convidados para o casamento é uma tarefa à parte. É recomendável trabalhar nela desde o pedido de casamento. Comece anotando todos os nomes que vem a cabeça, depois vá elaborando como esses convidados estarão organizados nos convites. Ex: João e Maria serão Sr. e Sra. João de Souza ou se ainda incluir a família neste convite será Sr. João de Souza e família.

 

É comum separar cotas de convidados entre as famílias da noiva e do noivo, não importa o sistema adotado, o mais importante é contar direitinho o número de convidados e exceder apenas em 20% o número que vocês pretendem que estejam presentes no casamento.

 

Neste primeiro momento também é válido preparar um save the date, principalmente para casais que tem relação com convidados de fora da cidade, estado ou país onde será realizado o casamento.

Esses são apenas os primeiros passos da produção de um casamento. Procure um cerimonial, se organize e seja feliz durante este período tão importante!

 

Leia também:

 

Chá Bar: Temas para se inspirar!

Qual meu tipo de casamento?! Que dúvida!!!

Casamento Beatriz e Pedro

Deixar um comentário