É difícil falar de lua de mel na Suíça francesa e não pensar em gastronomia logo de cara. Há quem diga, afinal, que os melhores queijos e chocolates do mundo são fabricados por lá, e não à toa o país ostenta quase 130 restaurantes estrelados no Guia Michelin.

 

Some à essa autêntica culinária paisagens que impressionam em qualquer época do ano: o resultado é o destino perfeito para uma honeymoon repleta de charme e romance. No cenário montanhoso dos Alpes, entre lagos e campos verdejantes, Montreux, Lausanne e Genebra são a prova de que os recém-casados podem encontrar na Suíça francesa um segundo amor à primeira vista, vivenciando, além de tudo, uma essência cultural riquíssima que não se limita apenas aos esportes de inverno. Vale ficar com o radar ligado para colocar na wishlist o que esses três destinos têm de mais encantador nos meses da primavera e do verão!

 

Leia a matéria e descubra um destino que pode ser o ideal para vocês!

 

 

Montreux

 

Entre colinas íngremes e às margens do Lago Léman, Montreux esbanja o charme de uma das mais românticas cidades suíças. Está rodeada por vinhedos e tem como pano de fundo um cenário marcado pelos Alpes. Sua arquitetura se destaca principalmente pelo estilo medieval, abrigando construções históricas e ares da Belle Époque – o que, sem dúvidas, garante aos casais um clima bem especial e inúmeras paisagens para se apreciar.

 

 

O Castelo Chillon, por exemplo, é um dos seus ícones arquitetônicos. Além de ser um dos monumentos mais visitados do país, o castelo também tem o título de um dos edifícios mais bem preservados da Europa, impressionando com sua estrutura imponente e elementos conservados da época feudal. O histórico Chillon ainda conta com uma localização privilegiada, já que está instalado sobre uma ilha rochosa às margens do lago, proporcionando vistas belíssimas para as montanhas.

 

 

A cidade velha também não pode ficar de fora do roteiro. Dona de construções antigas, ruelas estreitas e casinhas coloridas, tem charme típico do Velho Mundo, com florestas ao redor e atrações superinteressantes para se visitar. O Musée de Montreux, que em sua coleção arqueológica retrata o desenvolvimento da população local desde a chegada dos primeiros homens à região, é uma delas.

 

 

Montreux é tão apaixonante que, por lá, algumas personalidades ficaram de vez. É o caso de Freddie Mercury, que ganhou uma estátua e um museu dedicados à sua trajetória. Ali pertinho, a menos de vinte minutos, a cidadezinha Vevey também conquistou o coração de Charlie Chaplin, que se estabeleceu na região por mais ou menos 25 anos, até a data da sua morte. Para os fãs do ator e cineasta, vale dar um pulo à cidade para conferir o Chaplin’s World, museu instalado na antiga residência de Chaplin que exibe desde itens pessoais do artista a uma série de curiosidades relacionadas à sua vida e carreira.

 

 

Enquanto isso, na própria Montreux, os admiradores da banda britânica Queen podem explorar o Queen: The Studio Experience, inaugurado em 2003 pelo guitarrista Brian May. O museu está localizado no mesmo estúdio em que o grupo realizou inúmeras gravações entre os anos de 1978 e 1995, mantendo em exibição a aparelhagem original e diversos equipamentos de som utilizados pelo grupo. A coleção ainda contém fotos e arquivos pessoais dos integrantes, como instrumentos, figurinos e até rascunhos das canções de sucesso.

 

 

O Festival de Jazz de Montreux, realizado anualmente em julho desde 1967, é outra atração que merece destaque, sendo o festival mais conhecido do país e reunindo nomes consagrados do blues, do soul e do rock – a cada edição, estima-se que um público de quase duzentas mil pessoas seja atraído à cidade para curtir o line-up.

 

Outro programa perfeito para aproveitar a dois é um passeio pelos Vinhedos de Lavaux. Com 830 hectares de área verde, Lavaux é uma das regiões vinícolas mais famosas da Suíça e foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 2007. A dezoito quilômetros de Montreux – o equivalente a vinte minutos de carro –, as plantações se estendem por mais de 30 quilômetros às margens do Lago Léman, emolduradas por paisagens naturais e vilarejos medievais.

 

 

Em Lavaux, os casais ainda conhecem de perto os processos de produção dos vinhos, além de visitar as adegas, degustar dos rótulos mais famosos da região e até harmonizá-los com a gastronomia local.

 

 

Um pouquinho mais distante está o Vilarejo Gruyère, parada obrigatória para quem ama queijos. Essa encantadora comuna é responsável pela fabricação do famoso gruyère, de sabor acentuado e textura bem cremosa. Na La Maison du Gruyère, os visitantes acompanham o passo a passo da sua fabricação, conhecendo os processos desde a chegada do leite até a maturação nas caves. Há também uma pequena exposição interativa, uma loja de presentes com vários tipos de queijo e um restaurante exclusivo, com cardápio que privilegia as tradicionais receitas da Suíça.

 

 

Ainda no vilarejo, os recém-casados também podem aproveitar uma visita guiada à Fábrica de Chocolates Cailler, incluindo degustações e várias experiências interativas.

 

 

Viajar de trem a partir de Montreux para outras cidadezinhas próximas, ou vice-versa, é um programa que também garante um clima propício para a lua de mel. Os roteiros incluem paisagens verdejantes, os Alpes como pano de fundo e uma sensação única de voltar no tempo graças ao estilo clássico e elegante das cabines inspiradas pelo início do século 20. Uma experiência, no mínimo, memorável!

 

 

 

Lausanne

 

 

Lausanne é a segunda maior cidade às margens do Lago Léman, apelidada de “cidade olímpica mundial” graças ao Comitê Olímpico Internacional que está instalado por lá desde o começo do século 20.

 

As belezas naturais também compõem o seu cenário, marcado por vinhedos e altas montanhas que emolduram o horizonte junto dos Alpes suíços. Semelhante à Montreux, sua arquitetura é marcada por traços antigos e medievais, e essas influências estão presentes principalmente no centro histórico, que exibe cartões-postais como a Pont Charles Bessières e a imponente Catedral de Lausanne, ícone gótico da cidade construído no século 13. Logo em frente à catedral, além de um mirante com vistas emblemáticas para o lago e para os Alpes, os casais podem aproveitar para realizar uma visita ao Museu Histórico de Lausanne, dedicado à história da cidade com coleções de pinturas, fotografias, artes gráficas e diversos objetos que retratam o passado da região.

 

Pertinho dali, o Palais de Rumine impressiona com o seu estilo renascentista, e o seu interior abriga uma dezena de atrações, incluindo uma biblioteca pública, alguns museus e a Universidade de Lausanne.

 

A cidade ainda mantém o título de uma das mais badaladas do país, isso porque está repleta de universitários que mantêm a vida noturna sempre em movimento. Cafés, restaurantes, bares e várias opções gastronômicas também estão por toda a parte, fazendo jus à notável culinária da Suíça.

 

Um passeio imperdível para os fãs de doce é uma visita à chocolateria Blondel, que dedica-se à produção artesanal de chocolates desde 1850 e é considerada uma das melhores lojas do gênero na cidade.

 

Para outras especiarias, o Marché du Centre-ville, que acontece duas vezes por semana nas ruas do centro histórico, também é uma ótima pedida para quem deseja experimentar um pouco mais da culinária local. Queijos, frutas, pães, vegetais, temperos e várias iguarias, todos sempre muito frescos, ficam à disposição nas inúmeras barraquinhas espalhadas ao ar livre.

 

 

Para estreitar os laços um pouco mais com a flora local, o Musée et Jardins Botaniques Cantonaux não pode ficar de fora do roteiro. Dono de uma variedade de flores e plantações endêmicas, o jardim possui mais de seis mil espécies em exibição, além de receber exposições temporárias e várias atividades relacionadas à sustentabilidade.

 

Outra opção que precisa entrar na listinha dos casais é o Le Musée Olympique, uma das principais atrações de Lausanne que abriga um acervo com mais de dez mil peças relacionadas às modalidades olímpicas, fazendo com que o local detenha o maior arquivo sobre os Jogos Olímpicos no mundo todo.

 

 

 

Genebra

 

           

Genebra faz fronteira com a França, o que a deixa pertinho de cidades como Annecy ou Chamonix. Sede europeia da ONU, a cidade está na baía onde o Rio Ródano se encontra com o Lago Léman (aqui também conhecido como Lago de Genebra), exibindo paisagens naturais bem interessantes. Na temporada de verão, as águas cristalinas do lago ganham bastante movimento, já que os praticantes de esportes aquáticos aproveitam o clima para se divertir com nado, vela, caiaque, stand up paddle e inúmeras outras atividades.

 

A fonte Jet d’Eau deixa a paisagem do lago ainda mais bonita, além de ser considerada um dos símbolos da cidade e uma das maiores fontes do mundo – seu jato d´água chega a atingir uma altura de quase 140 metros.

 

 

 

A cidade também garante charme no seu centro histórico. Caminhar entre pequenas ruas para observar edifícios históricos e construções interessantes, como a Catedral de São Pedro ou a Place du Bourg-de-Four – a praça mais antiga da cidade –, é uma opção superinteressante de passeio para os casais que, quando viajam, gostam de apreciar as tradições culturais e arquitetônicas do destino. Inúmeras boutiques, cafés e restaurantes também compõem o cenário do centro de Genebra, o que permite ótimas compras e um estreito contato com a gastronomia típica

 

 

Genebra também está cercada de áreas verdes. O The Jardin Anglais é uma delas, conhecido pelo seu relógio de flores e pelas mais de 6500 espécies de plantas em exibição, que são alternadas conforme a mudança das estações. O Parc de La Grange, com seu belo jardim de rosas endêmicas, e o Parc des Eaux-vives, instalado à beira do lago, também são lugares perfeitos para realizar caminhadas tranquilas diante da natureza, assim como o Geneva Botanical Garden e o Bastions Park. Outra opção para quem deseja fugir um pouco da atmosfera urbana é conhecer o Mont Saléve, que pode ser acessado de teleférico e garante uma visão incrível para a cidade do alto do seu topo.

 

 

Na cena cultural e artsy, o destino também não fica nada a desejar. Além das galerias de arte, há museus de vários estilos, com destaque para o Musée d’art et d’histoire, o Musée Rath – primeiro museu de belas artes do país –,  e o Manco, Museu de Arte Moderna e Contemporânea de Genebra. Outra dica superbacana para os casais que apreciam programações mais cults é o exuberante Grande Teatro de Genebra, principal teatro de ópera da cidade que, além de contar com uma agenda especial no verão, ostenta uma arquitetura impressionante do século 18, muito rica em detalhes – sua fachada chama atenção com esculturas que representam a Tragédia, a Dança, a Música e a Comédia. Palco de performances de ballet, espetáculos de ópera e música clássica, o teatro compõe a história de Genebra e é uma boa sugestão de date para os apaixonados se inspirarem juntos.

 

 

Onde Comer

 

 

♦︎ Montreux

 

Le Pont de Brent

 

Com duas estrelas Michelin, o Le Pont de Brent é um restaurante que se dedica à culinária tradicional da Suíça, fazendo uso de ingredientes produzidos por fornecedores locais – sua carta de vinhos também privilegia rótulos fabricados na região. A casa ainda conta com um décor contemporâneo, clean e elegante, garantindo aos casais um ambiente intimista e bem acolhedor.

 

 

Le Jardin des Alpes

 

O estrelado Le Jardin des Alpes, destaque gastronômico do Chalet Royalp Hotel & Spa, combina a sofisticação da culinária francesa às tradições da cozinha suíça, com  pratos marcados por produtos locais e uma atmosfera que é a cara dos Alpes: charmosa, intimista, elegante e muito bem decorada.

 

 

♦︎ Lausanne

 

La Table d’Edgard

De estilo clássico e décor elegante, o La Table d’Edgard é estrelado pelo Guia Michelin e privilegia os pratos da culinária francesa com técnicas criativas, assinados pelo chef Edgard Bovier. Para complementar a experiência romântica, o restaurante ainda conta com vistas panorâmicas para o Lago Léman.

 

 

Anne-Sophie Pic

 

O contemporâneo Anne-Sophie Pic está instalado no icônico Beau-Rivage Palace, e a sua cozinha francesa, preparada com ingredientes suíços, conquistou duas estrelas no Guia Michelin. Sofisticado e intimista, o restaurante ainda possui uma carta de vinhos que se destaca com rótulos europeus – a adega do hotel Beau-Rivage Palace abriga quase 75 mil garrafas.

 

 

 

♦︎ Genebra

 

Domaine de Châteauvieux

 

Duas estrelas Michelin marcam a gastronomia do Domaine de Châteauvieux, clássico restaurante que privilegia produtos sazonais para a composição dos pratos. A arquitetura da casa remete ao século 16, com elementos em pedras e detalhes em madeira que, combinados a tons quentes, criam uma atmosfera romântica, elegante e bem aconchegante.

 

 

Il Lago

 

O Il Lago é um restaurante destaque do Four Seasons Hotel des Bergues Geneva, que tem a autêntica culinária italiana como protagonista do menu. Os pratos são feitos a partir de ingredientes sazonais, servidos em um ambiente superelegante, bem decorado e repleto de charme. Na carta de bebidas, vinhos italianos, franceses e suíços são ideais para harmonizar o cardápio.

 

 

Onde ficar

 

♦︎ Montreux

 

Clinique La Prairie

 

No Clinique La Prairie, refúgio dedicado exclusivamente ao bem-estar, as suítes e residências bem decoradas estão de frente para as principais e mais bonitas paisagens suíças: os Alpes e o Lago de Genebra, garantindo vistas belíssimas e um clima bem romântico aos hóspedes em lua de mel. No restaurante, o chef Fillipo Tawil se inspira com receitas saudáveis e ingredientes locais, prezando pelo equilíbrio dos pratos e leveza nos sabores. A lista de atrativos se destaca com as atividades proporcionadas pelo spa, que vão de massagens terapêuticas do estilo tailandês a terapias de relaxamento e tratamentos de beleza.

 

 

♦︎ Lausanne

 

Beau-Rivage Palace

 

Às margens do Lago Léman, o Beau-Rivage Palace mantém sua tradição desde 1861. As elegantes suítes – algumas com varandas e vistas encantadoras para o lago – têm décor assinado pelo designer de interiores Pierre-Yves Rochon, que privilegia tons suaves e uma decoração rica em detalhes. A gastronomia do hotel é marcada por diversos restaurantes nobres, com destaque para o Anne-Sophie Pic e o Café Beau Rivage. Para aproveitar um momento relaxante a dois, os casais têm à disposição o Spa Cinq Mondes, com tratamentos que incentivam o bem-estar e rituais para revitalizar as energias do corpo e da mente.

 

 

 

♦︎ Genebra

 

 Four Seasons Hotel des Bergues Geneva

 

Com vista para os Alpes e para o Lago de Genebra, o Four Seasons foi o primeiro hotel construído no destino e, desde 1834, proporciona sofisticação, conforto e serviços personalizados aos hóspedes. Suas suítes evocam elegância e charme, inspiradas pelo estilo clássico da França e complementadas pelas vistas panorâmicas do lago. A gastronomia se destaca com o estrelado Il Lago, dedicado à culinária italiana, e com o contemporâneo Izumi, que serve os autênticos sabores da cozinha japonesa. Os recém-casados ainda podem curtir juntos tratamentos revigorantes e programas de beleza oferecidos pelo spa do hotel.  

 

 

Gostaram das dicas? Se você já esteve em algum desses lugares, poderia deixar uma dica ou um comentário para quem está pensando em ir! 

 

 

teresa-perez-tours-e-caseme

 

Leia também:

 

Peru é o destino ideal para casais aventureiros

Lua de Mel na Tailândia | Koh Samui e Krabi

Lua de mel em Megève | França

 

Deixar um comentário