Na última matéria que postamos da Fellipelli abordamos as atitudes de Extroversão e Introversão.

Assim como temos a atitude de nos voltarmos para o interior (introversão) e exterior (extroversão), nós também possuímos uma maneira particular de perceber o mundo, que pode ser feita de forma sensorial ou intuitiva

Consequentemente os casais podem ter três combinações: ambos podem preferir a sensação; ou ambos podem preferir a intuição; ou uma pessoa ser sensorial enquanto a outra prefere a intuição.

Nesta matéria vamos te ajudar a entender a sua forma de perceber o mundo e dar algumas dicas que podem ajudar na compreensão do(a) parceiro(a) quando há diferenças.

Vamos lá?

 

Banner-CaseMe-Crie-seu-site-de-casamento-email

 

Extroversão e Introversão

 

Ao longo dos anos vários estudos foram feitos com casais que responderam o assessment de personalidade do MBTI*, e os resultados, sejam qualitativos ou quantitativos, indicam sempre a mesma questão.

* O MBTI®️ (Myers-Briggs Type Indicator®️) é um instrumento de Assessment, baseada nas teorias de Carl Gustav Jung, para a identificação dos tipos psicológicos. Atualmente é o instrumento de personalidade mais amplamente utilizado no mundo, com cerca de 2 milhões de relatórios emitidos ao ano.

 

No que concerne às atitudes de Extroversão e Introversão, parece haver mais casamentos entre extrovertidos e introvertidos do que casais semelhantes (E / E, ou I / I). No entanto, esses casamentos também tendem a ter mais problemas do que os casamentos semelhantes.

 

⇒ Já falamos sobre esses dois perfis na matéria Seu perfil é extrovertido ou introvertido? 

 

Casais introvertidos e extrovertidos costumam ficar juntos porque veem algo no parceiro oposto que os equilibra. O introvertido, mais recluso, muitas vezes é atraído pela energia e sociabilidade do extrovertido. Eles não precisam se esforçar tanto para manter uma conversa e se sentem atraídos pelas características que contrastam com as suas.

Os extrovertidos, por sua vez, podem achar os introvertidos uma natureza quieta e reflexiva reconfortante ou misteriosa. O único problema é que, depois que as faíscas iniciais diminuem, essas diferenças podem começar a criar discórdia ou frustração. O cônjuge introvertido pode se sentir esgotado pelo cônjuge extrovertido. O cônjuge extrovertido pode se sentir ignorado pelo cônjuge introvertido.

Segundo Carl Gustav Jung, os indivíduos extrovertidos precisam processar e interagir com os outros para comunicar seus sentimentos e ideias. Os introvertidos precisam refletir, processar e resolver internamente. Se qualquer um desses processos for dispensado, naturalmente o parceiro que está sendo negligenciado sentirá ressentimento e amargura.

 

Sensação e Intuição

 

Hoje nós vamos falar um pouco sobre outra dimensão da personalidade humana e como pode interferir nos relacionamentos amorosos.

Assim como temos a atitude de nos voltarmos para o interior (introversão) e exterior (extroversão), possuímos uma forma particular de colher informações, ou de perceber o mundo. Este processo pode ser feito a partir de duas formas: a sensação e a intuição

 

Banner-CaseMe-MEDIO

 

Como os sensoriais absorvem as informações:

 

A sensação é uma função de percepção. Pessoas com uma preferência sensorial confiam no que vêem no mundo concreto.

São pessoas orientadas para os detalhes e realistas, frequentemente chamadas de “pé no chão” e fundamentadas. Confiam nos fatos e na experiência pessoal e são muito observadores do que está acontecendo ao seu redor. Eles estão menos focados nas possibilidades teóricas e mais nas necessidades do dia ou no planejamento prático para o futuro.

 

Como os intuitivos absorvem informações:

 

A intuição é a outra forma de percepção do mundo. Pessoas com preferência por intuição confiam no que está nas entrelinhas, nos bastidores.

São pessoas que procuram significados ocultos, padrões, símbolos e possibilidades teóricas. Eles tendem a estar muito focados no futuro, às vezes às custas do momento presente.

 

 

Dicas para casais com preferências distintas

 

Podemos pensar que os casais podem ter três combinações neste recorte. Ambos podem preferir a Sensação, ambos podem preferir a Intuição ou temos uma pessoa apoiada por um processo sensorial enquanto a outra possui a preferência pela intuição.

Vamos dar algumas dicas que podem ajudar na compreensão do parceiro, quando há divergências na forma de absorver informações.

 

Dicas para casais combinados Sensorial e Intuitivo:

 

♦︎  Mude a sua perspectiva natural para apreciar os pontos fortes de cada um.

 

♦︎  Elogiem-se mutuamente. Para os intuitivos, elogiem a capacidade de observação apurada do parceiro, naquilo que concerne a detalhes e perspectivas realistas. Para os Sensoriais, elogiem a visão e a imaginação do seu parceiro intuitivo.

 

♦︎ Evitem pensamentos “superiores”. Se você perceber que seu parceiro não viu algo que era óbvio para você, não trate essa questão de maneira hierárquica, em termos de superioridade. Muitas vezes aquilo que é óbvio para mim não está tão claro para o outro. No entanto, como eu me comporto quando deixo passar o que é óbvio para o outro? Todos temos formas de coletar informações diferentes do ambiente. O olhar complementar do outro pode me ajudar a sanar meus pontos cegos.

 

♦︎ Para os Sensoriais, lembrem-se de que os intuitivos tendem a esquecer as especificidades e detalhes mais rapidamente do que você. Suas mentes são programadas para perceber conexões, possibilidades e implicações muito mais do que detalhes, fatos e especificidades.

 

♦︎ Para os Intuitivos, lembrem-se de que os sensoriais tendem a ter dificuldade em perceber conexões e implicações abstratas e são mais conscientes de especificidades, detalhes e experiências.

 

Benefícios de uma relação mista entre sensoriais e intuitivos:

 

♦︎ Os sensoriais podem ajudar os intuitivos a permanecerem mais fundamentados na realidade e no momento presente.

 

♦︎ Os sensoriais podem ajudar os intuitivos a ver a realidade da situação atual.

 

♦︎ Os sensoriais podem aplicar rapidamente a experiência do mundo real a um problema.

 

♦︎ Os intuitivos podem trazer possibilidades e soluções incomuns que o sensorial pode perder.

 

♦︎ Os intuitivos podem perceber tendências e implicações futuras que devem ser levadas em consideração.

 

♦︎ Os intuitivos podem se concentrar em objetivos de longo prazo e usar sua visão para contornar obstáculos potenciais.

 

Banner-CaseMe-MEDIO

 

E aí você conseguiu se identificar como sensorial ou intuitivo? Já se viu tendo problemas conjugais por serem diferentes?

Se você curtiu esse tema e quiser se aprofundar acesse: www.fellipelli.com.br, e se ficou alguma dúvida deixe aqui nos comentários ;-).

 

Referências bibliográficas:

https://www.capt.org/jpt/pdfFiles/JPT_Vol_04.pdf

https://en.wikipedia.org/wiki/Ruth_Sherman

https://books.google.pt/books/about/Typology_and_Problems_in_Intimate_Relati.html?id=_PR2YgEACAAJ&redir_esc=y

 

 

Leia mais: 

Seu perfil é extrovertido ou introvertido?

Roteiro do casamento: dia da noiva

A primeira dança dos noivos no casamento

Deixar um comentário