Pensamento ou Sentimento - Teste de Personalidade - FellipelliPensamento ou Sentimento - Teste de Personalidade - Fellipelli

Dando continuidade a nossa série de artigos, desenvolvidos pela Fellipelli sobre as principais diferenças entre os perfis traçados pelo MBTI, hoje iremos discutir o eixo Pensamento e Sentimento. 

Essas funções podem interferir na sua tomada de decisões e consequentemente afetar seu relacionamento amoroso.

A aplicação desse conhecimento nos casais pode ajudar a solucionar e evitar muitos problemas. 

Por exemplo: Casais mistos que preferem o Pensamento e o Sentimento experimentam muitos aspectos positivos. Eles podem se equilibrar e tomar decisões mais sábias se trabalharem para entender e respeitar as preferências um do outro. No entanto, tendem a haver lutas nesses relacionamentos por causa de desacordos nas decisões.

 

Vamos entender melhor esses conceitos e como aplica-los no relacionamento?

 

Primeiro vamos começar recordando a teoria de Jung. Algumas delas foram abordadas aqui na nossa coluna.

 

– Perfil extrovertido ou introvertido ?

 

Esses diferentes perfis descreves formas alternativas de se orientar no mundo.

Você pode preferir concentrar a nossa atenção no mundo externo e na atividade das pessoas, e conseguir energia através deles (Extroversão).

Ou você pode preferir refletir em nosso mundo interior de pensamentos e sentimentos (Introversão). 

Um exemplo da diferença entre os perfis:

extrovertido:  “Vamos conversar”

introvertido: “Eu preciso pensar sobre o assunto”

 

Se quiser saber se o seu perfil é extrovertido ou introvertido, clique aqui para ler a matéria.

 

 

– Percepção de mundo: sensorial e intuitivo?

 

Sensação e Intuição são duas formas diferentes de você obter informações.

Sensação (S) indica uma preferência por um foco mais prático de atenção quanto aos fatos e detalhes. São aquelas pessoas geralmente chamadas de “pé no chão”.

Intuição (N) indica uma preferência por um foco mais abstrato de atenção quanto a padrões e possibilidades. 

Se você quiser entender melhor a diferença e ver as dicas da Fellipelli para lidar com perfis diferentes do seu, confira a matéria Como você percebe o mundo? Você é sensorial ou intuitivo?

 

 

Banner-CaseMe-crie-seu-site-de-casamento

 

– Julgamento e Percepção

 

Julgamento e Percepção descrevem duas formas de lidar com o mundo externo. Um indivíduo com uma preferência por Julgamento (J) tende a ser decisivo e prefere estrutura e controle.

Um indivíduo com uma preferência por Percepção (P) tende a manter suas opções abertas e prefere espontaneidade e flexibilidade.

 

– Pensamento e sentimento na tomada de decisão

 

Pensamento e Sentimento são funções psicológicas que aparecem claramente quando precisamos tomar uma decisão.

Algumas pessoas tendem a ter uma preferência pelo Pensamento (T), focando na lógica e análise.

Outras preferem o Sentimento (F) e tendem a focalizar mais em valores e prioridades pessoais.

Nós temos todas as funções psicológicas, mas existe a Função Principal, a qual você se sente mais confortável e que predomina na hora de tomar uma decisão.

 

A dicotomia de tomada de decisões talvez seja a mais fácil de detectar nos casais. Afinal, diariamente vemos como nossos pares procurar solucionar as equações cotidianas e as decisões mais complexas. 

 

Vamos primeiro definir alguns pontos primordiais dessa dimensão de nossa personalidade: 

 

Pessoas que tendem ao Pensamento:

 

Pontos fortes da comunicação 

 

– Calmos, razoáveis e controlados 

– Fornecem comentários honestos e francos 

– Analisam, avaliam e criticam 

– Objetivos e com princípios 

– Processo de pensamento claro usando critérios definidos

 

Abordagem de comunicação 

 

– Usam lógica e análise para identificar falhas ou pontos fracos

– Precisam saber o “por quê?” 

– Preferem informações apresentadas de forma objetiva na realidade. 

– Debatem ou desafiam informações 

– Listam e consideram os prós e contras 

– Criam ou usam critérios claramente definidos

– Confiam na competência e vivência 

– Gostam de competição e querem ganhar 

– Usam linguagem precisa e concisa 

– Focalizam tarefas e metas 

 

Ao comunicar-se com tipos Pensamento 

 

– Seja calmamente objetivo e demonstre sua competência 

– Ofereça comentários honestos e francos, bem como positivos 

– Desligue-se de situações e as veja de forma lógica e objetiva 

– Apoie suas opiniões com argumentos lógicos e raciocínios claros 

– Evite ficar emocional ou entusiasmado demais ao discutir problemas 

– Seja lógico, razoável, claro, preciso e conciso 

– Focalize as tarefas e objetivos, bem como nos indivíduos envolvidos na situação 

– Não se sinta ameaçado ou atacado quando outras pessoas gostarem de competir, debater ou desafiar 

– Mostre relações de causa e efeito e prós e contras 

– Aceite comentários críticos sem levar pelo lado pessoal

 

Sentimento

 

Pontos fortes da comunicação

 

– Capazes de enfatizar e desenvolver afinidade

– Geralmente podem ver e valorizar as perspectivas de outras pessoas

– Apoiam, protegem e têm interesse em outras pessoas

– Gostam de cooperar e colaborar

– Se conectam com outras pessoas e criam um ambiente harmonioso

 

Abordagem de comunicação

 

– Focalizam em crenças e valores situacionais e subjetivos

– Enxergam os pontos fortes e atributos positivos

– Gostam de comentários encorajadores e positivos

– Compartilham situações pessoais, histórias de caso, histórias e exemplos

– Querem conhecer alguém pessoalmente

– Gostam de se relacionar e entrar em contato com outras pessoas

– Gostam de colaboração e querem cooperar

Cordiais, apoiadores, expressivos e afirmadores

– Focam em atmosfera e harmonia

– Interessados nas pessoas e suas necessidades

 

Ao comunicar-se com tipos Sentimento

 

– Reserve um tempo para conhecê-los e desenvolver afinidade

– Evite criticar e avaliar quando estiver ouvindo

– Focalize as pessoas da situação: descubra o que tem valor e é importante

– Considere as necessidades de outras pessoas para obter harmonia e uma atmosfera positiva

– Seja amigável e acessível e ofereça encorajamento e apoio

– Saiba quando fornecer feedback gentilmente e critique comportamentos, não pessoas

– Inclua necessidades pessoais como critérios na tomada de decisão; mostre impactos às pessoas

– Conecte-se primeiro, e então desafie; descubra áreas de acordo

– Tenha cuidado para reconhecer e não analisar os sentimentos e valores de outras pessoas

– Lembre-se de que algumas pessoas não gostam de competição; focalize em criar situações de ganho mútuo

 

 

Aplicação desse conhecimento nos casais:

 

Como mencionamos no começo dessa matéria, casais mistos que preferem o Pensamento e o Sentimento experimentam muitos aspectos positivos. Eles podem se equilibrar e tomar decisões mais sábias se trabalharem para entender e respeitar as preferências um do outro. No entanto, tendem a haver lutas nesses relacionamentos por causa de desacordos nas decisões. 

O parceiro racional valorizará uma abordagem objetiva; considerando prós e contras, lógica, fatos, verdade.

O parceiro que sente valorizará uma abordagem orientada para as pessoas; considerando implicações pessoais, ética e valores. Parceiros pensadores podem achar os tipos de sentimento excessivamente sensíveis ou ilógicos, enquanto os tipos de sentimentos podem ver os tipos de pensamento como indiferentes, insensíveis ou hipercríticos.

 

Dicas para casais mistos que preferem o Pensamento e o Sentimento:

 

– Os tipos pensamento devem mostrar apreço antes de fazer críticas. Isso ajudará a crítica a não magoar tão duramente.

– Tipos pensadores devem evitar fazer críticas o tempo todo. Faça uma pausa e reflita se a crítica realmente importa e é necessária.

– Tipos sentimento devem expressar seus desejos e vontades diretamente. Não presuma que seu parceiro saberá automaticamente o que você precisa ou deseja.

– Tipos sentimento devem reconhecer quais comentários críticos vêm de um ponto de observação impessoal e quais são feitos para magoar. Perceba que, assim como é natural para você expressar seus sentimentos ou valores, é natural para os tipos pensantes apontar coisas que lhes parecem ilógicas ou ineficientes.

 

E você? Acha que o pensamento ou o sentimento predomina na sua tomada de decisão?

 

 

 

Leia mais:

Dicas para organizar o chá de panela e fazer a lista de presentes

Como você percebe o mundo? Você é sensorial ou intuitivo?

Autoconhecimento: o segredo para um casamento feliz

Deixar um comentário